Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Investir no Bear Market: Resistindo às Patadas do Urso à la Hugh Glass

Por Felipe MirandaResumo do Mercado11.05.2022 11:10
br.investing.com/analysis/investir-no-bear-market-resistindo-as-patadas-do-urso-a-la-hugh-glass-200449419
Investir no Bear Market: Resistindo às Patadas do Urso à la Hugh Glass
Por Felipe Miranda   |  11.05.2022 11:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Caro leitor,

Você já deve estar cansado de escutar o quão difícil está sendo navegar os mercados atualmente.

Afinal de contas, se está aqui, você não apenas está ouvindo sobre, mas vivenciando essa situação.

Guerra na Ucrânia, lockdowns na China, impacto na cadeia de suprimentos global, inflação em terras americanas que não dá sossego…

O Ibovespa está novamente nos níveis do começo do ano depois de ter se valorizado quase 20% nos primeiros meses de 2021. Já os índices americanos amargam perdas superiores a 11% no mesmo período — o Nasdaq, por exemplo, já se encontra em bear market, com desvalorização da ordem de 25%.

E quando olhamos alguns papéis específicos, o desastre é ainda maior. Algumas das queridinhas no período da pandemia, principalmente as chamadas “emerging techs” (companhias ligadas ao setor de tecnologia que ainda não reportam lucro ou geração de caixa), veem seus papéis caírem 50%, 60%, 70%, até 90% das máximas.

Será que o pior ficou para trás? Ou ainda não faria mal um pouco de cautela ao investidor?

Ainda que ações de boas empresas também tenham sofrido desvalorizações — sete das maiores companhias do mundo perderam cerca de US$ 1 trilhão de valor de mercado nos últimos dias —, entendo que o sentimento atual pode abrir uma janela de oportunidade ainda melhor nos próximos meses.

Momentos de alta volatilidade, geralmente, são precursores de períodos conturbados para os mercados. Com o S&P 500 VIX (considerado o “índice do medo” pelos investidores) ainda em patamares elevados pelo seu histórico — acima dos 30 pontos, quando uma leitura acima de 20 até antes da pandemia já era considerado um evento fora do comum —, teríamos que ver a resolução de diversos dos problemas citados no começo do texto para que ele voltasse à normalidade.

Infelizmente, não é isso que notamos no noticiário recente.

O conflito no Leste Europeu, que deveria durar dias, já vai entrar no terceiro mês.

A China vem enfrentando novas ondas de Covid-19, impondo restrições nas maiores cidades do país e fazendo com que várias empresas ainda tenham problemas para atender à demanda por seus produtos. A Sony (SA:SNEC34)(NYSE:SONY) e a Nintendo (TYO:7974), duas das companhias mais icônicas do mundo dos games, já revisaram as estimativas de vendas de seus consoles porque seus fornecedores (em grande parte chineses) estão com dificuldades para produzi-los.

Nos Estados Unidos, nem mesmo a fala de Jerome Powell, de que um aumento de 0,75 ponto percentual na taxa básica de juros estaria, por ora, fora de cogitação aliviou o sentimento dos investidores. Isso logo após o comitê de política monetária americano ter decidido elevar a taxa por lá em 0,50 ponto percentual — maior aumento desde os anos 2000 — para combater a inflação no país.

Então, não seria o caso de baixar a guarda. Desde 1928, a mediana do número de dias em que o S&P 500 variou 2% (tanto para cima como para baixo) é de 8 dias em 250 pregões (um ano); somente nos quatro primeiros meses de 2022, já foi possível observar 14 desses dias voláteis.

Como comparação, em 2021 tivemos apenas sete dias em que o índice se moveu nessa magnitude.

O movimento atual, contudo, não se compara com o auge da pandemia, dois anos atrás, quando foram observados 44 dias com ganhos e quedas de 2%. Mas todos nós entendemos que aqueles eram tempos extraordinários: o índice não havia sido tão volátil desde 2008, na crise financeira mundial que devastou os mercados globais.

E caso a patada do urso atinja o principal índice acionário do mundo, as perdas ainda seriam consideráveis. Segundo o Bespoke Investment Group, considerando os 14 bear markets no S&P 500 desde a Segunda Guerra Mundial, a desvalorização média observada no índice foi de 30%, com uma duração de pouco mais de um ano entre a máxima e a mínima do período.

Nessas horas, um portfólio diversificado e um alto controle emocional são mais do que necessários para o investidor. Decisões irracionais tomadas em segundos podem colocar em risco um planejamento de anos.

Assim como no filme “O Regresso”, um ataque de urso pode tornar sua trajetória desgastante e até dolorida (embora não ao ponto de te tirar do jogo). Mas momentos como esses te dão ensinamentos necessários para que você possa atingir seus objetivos no longo prazo.

Um abraço

Investir no Bear Market: Resistindo às Patadas do Urso à la Hugh Glass
 

Artigos Relacionados

Larissa Quaresma
3 Motivos Para Vender Suas Ações Por Larissa Quaresma - 28.06.2022 11

Grande parte da literatura financeira é dedicada a saber quando comprar uma ação. Entretanto, saber quando vender é tão importante quanto a primeira questão. Fique comprado em uma...

Investir no Bear Market: Resistindo às Patadas do Urso à la Hugh Glass

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
Vanderlei Fiorini
Vanderlei Fiorini 14.05.2022 8:48
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ele disse o que mesmo??
Hindi Psi
Hindi Psi 11.05.2022 15:56
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Podem dizer o que for, mas esse cara é brilhante! Seus textos são notáveis e de grande utilidade. É de uma riqueza intelectual evidente, sem pedantismo ou arrogância. Mais uma significativa contribuição!
Diego Patrik
Diego Patrik 11.05.2022 15:22
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom artigo!
Leo Fernandes
Leo Fernandes 11.05.2022 15:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Deixa o dinheiro na poupança e fique tranquilo. Ganhar da inflação ninguém ganha mesmo. Tudo cilada.
Joao Vitor Kovalski
Joao Vitor Kovalski 11.05.2022 15:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
bota pelo menos num CDB pós ficado entao kkķk sai de 6% para uns 10%, ja livre de IR
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail