Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Opep, Política Energética dos EUA e Geopolítica Farão Petróleo Atingir Três Dígitos

Por Andy HechtCommodities28.01.2022 10:51
br.investing.com/analysis/opep-politica-energetica-dos-eua-e-geopolitica-farao-petroleo-atingir-tres-digitos-200447413
Opep, Política Energética dos EUA e Geopolítica Farão Petróleo Atingir Três Dígitos
Por Andy Hecht   |  28.01.2022 10:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Este artigo foi escrito exclusivamente para o Investing.com

  • Barril de WTI supera máxima de outubro de 2021
  • Petróleo Brent vence nível de resistência técnica de longo prazo
  • Política energética dos EUA está impulsionando alta do petróleo
  • Opep+ tem apenas uma missão: aumentar os preços
  • Geopolítica pode provocar uma disparada dos preços em 2022

Uma porcentagem muito pequena dos carros rodando nas estradas americanas é elétrica e, ainda que seu número venha crescendo a cada ano, os veículos movidos à gasolina ainda dominam o mercado. Os EUA são o maior país consumidor de petróleo do mundo em termos per capita. No entanto, a China e a Índia abrigam mais de um terço da população mundial e são grandes importadores do produto.

Enquanto o mundo enfrenta a mudança climática e incentiva a maior produção e consumo de combustíveis alternativos e renováveis, a demanda por petróleo e seus derivados não para de subir. A produção norte-americana é menor neste início de 2022 do que na máxima de março de 2020. De acordo com a EIA, agência americana de informações energéticas, a produção no país recuou em relação ao recorde de 13,1 milhões de barris por dia em março de 2020. A política energética do governo Biden foi responsável por um declínio de 11,5% na produção petrolífera dos EUA, sem relação com a atual dinâmica de oferta e demanda global.

A menor produção petrolífera nos EUA está pressionando os preços para cima. Na semana passada, os barris de petróleo Brent e WTI atingiram novas máximas plurianuais, e é uma questão de tempo para que sua cotação ultrapasse a marca de US$100, maior nível desde 2014.

Barril de WTI supera máxima de outubro de 2021

O petróleo futuro negociado na Nymex atingiu seu preço mais alto desde 2014 no fim de outubro de 2021, a US$85,41, a partir do qual perdeu força. Uma forte correção fez com que seu preço atingisse a mínima de US$62,43 por barril no início de dezembro, uma queda de 26,9%.

Petróleo mensal
Petróleo mensal

Fonte: CQG

O gráfico mensal destaca a correção que quase atingiu a mínima de agosto de 2021 de US$61,74, nível crítico de suporte técnico.

Em seguida, o petróleo futuro voltou a subir forte. Na semana passada, seu preço superou a máxima do fim de outubro, atingindo US$87,91 por barril, acima do nível de US$87 registrado em 26 de janeiro. Embora o contrato futuro na Nymex tenha registrado uma máxima mais alta, o movimento mais significativo na semana passada ocorreu no Brent.

Petróleo Brent vence nível de resistência técnica de longo prazo

Quando o WTI futuro atingiu seu preço mais alto desde 2014 em outubro, o Brent futuro continuou abaixo do nível crítico de resistência técnica referente ao pico de 2018. Na semana passada, o Brent seguiu os passos da outra referência global do petróleo.

Brent mensal
Brent mensal

Fonte: Barchart

O gráfico ilustra o nível de resistência técnica na máxima de outubro de 2018 a US$86,74. O Brent futuro alcançou sua máxima mais recente de US$90,02 por barril, abrindo espaço para um teste do nível de US$100. A próxima resistência técnica está acima da máxima recente, a US$115,71 por barril, referente ao pico de junho de 2014.

O WTI e o Brent futuro formaram padrões altistas de preço, cujos alvos estão em patamares de três dígitos.

Política energética nos EUA está impulsionando alta do petróleo

O governo Biden defende a agenda de enfrentamento à mudança climática. Em seu primeiro dia de mandato, o presidente Joseph Biden cancelou o projeto de oleoduto Keystone XL, que transportaria petróleo dos campos de areia betuminosa em Alberta, Canadá, para Steele City, Nebraska, com ramificações até o ponto de entrega da Nymex, em Cushing, Oklahoma.

Em maio de 2021, sua administração proibiu as atividades de perfuração e fraturamento de petróleo e gás natural em território federal no Alasca.

A iniciativa de energia verde favorece fontes alternativas e renováveis e inibe a produção de combustível fóssil. No entanto, a grande maioria dos carros nos EUA são movidos à gasolina, e a China e a Índia continuam demandando volumes cada vez maiores  de hidrocarbonetos para geração de energia.

Foram necessárias décadas para que os EUA superassem a produção petrolífera da Arábia Saudita e da Rússia, tornando-se independentes em energia. Em 2021, a política de energia dos EUA entregou o poder de precificação de volta para as mãos do cartel e da sua aliada Rússia. O governo americano pediu duas vezes que a Opep+ aumentasse sua produção, na medida em que os preços da gasolina não param de subir no país. Por duas vezes a Opep+ recusou-se a fazê-lo, levando os EUA a liberarem 50 milhões de barris de petróleo da sua reserva estratégica. Cinquenta milhões de barris é suficiente para apenas três dias de consumo no país. Embora o petróleo tenha recuado após essa liberação, os preços voltaram a subir e registrar nova máxima.

A política energética americana só contribuiu para as pressões inflacionárias, ao promover a alta dos preços da commodity de energia desde o início de 2021.

Opep+ tem apenas uma missão: aumentar os preços

Em 2016, a Rússia tornou-se muito mais interessada e envolvida na estratégia da Opep, o que ampliou a esfera de poder do presidente russo Vladimir Putin no Oriente Médio. Desde então, o cartel não faz qualquer movimento de política produtiva sem a cooperação de Moscou.

A missão da Opep+ é alcançar o maior preço possível para o petróleo, sem desestabilizar a equação de oferta e demanda. A menor produção nos EUA diminuiu a oferta global, no momento em que a demanda avançava substancialmente. Em março de 2020, a produção diária de petróleo nos EUA atingiu o recorde de 13,1 milhões de barris, ainda no governo passado. De acordo com a EIA, a produção americana era de 11,6 mbpd na semana encerrada em 21 de janeiro de 2022, ou seja, estava 11,5% abaixo do pico recorde.

Depois de anos sofrendo com o peso cada vez maior do shale oil americano, os preços mundiais do petróleo voltaram a subir na esteira da nova política energética dos EUA. Não há dúvidas de que o cartel internacional prefere vender um barril a US$100 do que dois a US$50.

Geopolítica pode provocar uma disparada dos preços em 2022

A política energética dos EUA, a alta da inflação, a robusta demanda mundial e o desejo da Opep+ de elevar os preços exercem pressão altista sobre o petróleo, que deve atingir a cotação de três dígitos em 2022. O petróleo historicamente sobe de escada e desce de elevador durante correções, como testemunhamos no fim de outubro até o início de dezembro.

Enquanto isso, o cenário geopolítico sugere que é cada vez mais possível que o petróleo pegue o elevador para subir em 2022.

As tensões entre EUA, Europa e Rússia em torno da questão ucraniana aumentam a pressão altista diante da maior possibilidade de hostilidades e até mesmo de uma guerra na Europa desde o fim da Guerra Fria. A incursão russa pode provocar uma disparada nos preços do petróleo.

A cada dia, o Irã se aproxima do desenvolvimento de uma arma nuclear, o que eleva o potencial de hostilidades no Oriente Médio. O Estreito de Ormuz é um ponto logístico crítico para a região responsável por mais da metade das reservas petrolíferas do mundo. Irã e Rússia são aliados próximos, ao passo que Irã e Arábia Saudita são inimigos mortais. As tensões no Oriente Médio representam outro front para EUA e Rússia, com a China favorecendo um resultado que mantenha o petróleo fluindo para o país mais populoso do planeta.

A temperatura geopolítica aumentou, e os preços do petróleo devem responder a esses eventos nas próximas semanas e meses. A situação geopolítica continua favorecendo a alta da commodity energética.

Minha expectativa é que o petróleo supere o nível de US$100 em 2022. Além disso, se o cenário geopolítico continuar quente, é possível que a máxima histórica de 2008 de US$147,27 seja desafiada no WTI e de US$147,50 no Brent. O aumento dos preços do petróleo só tende a turbinar as pressões inflacionárias globais.

Opep, Política Energética dos EUA e Geopolítica Farão Petróleo Atingir Três Dígitos
 

Artigos Relacionados

Opep, Política Energética dos EUA e Geopolítica Farão Petróleo Atingir Três Dígitos

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Gabriel Gera
Gabriel Gera 28.01.2022 15:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excellent!
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail