Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Ouro: Nova Máxima Recorde no Horizonte

Por Andy HechtCommodities04.03.2022 10:23
br.investing.com/analysis/ouro-nova-maxima-recorde-no-horizonte-200448085
Ouro: Nova Máxima Recorde no Horizonte
Por Andy Hecht   |  04.03.2022 10:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Este artigo foi escrito exclusivamente para o Investing.com

  • Ouro rompe padrão técnico de cunha
  • Primeira commodity a tocar máximas históricas em 2020
  • Moeda e commodity: US$1900 pode se tornar novo ponto de pivô
  • Três razões para uma alta ainda maior do ouro
  • Várias formas de investir em ouro

A história costuma se repetir. Ainda que a repetição nunca seja perfeita, a ação dos preços no futuro geralmente mimetiza a do passado quando os motivos são parecidos.

Em 2008, a crise financeira global causada pelos bancos centrais inundou o sistema com uma liquidez sem precedentes. O estímulo governamental estabilizou a economia, evitando uma recessão ou algo pior. A liquidez e o estímulo foram instrumentos bem-sucedidos, mas acenderam um pavio inflacionário que pode fazer os preços das commodities atingirem máximas plurianuais e, em alguns casos, históricas, como em 2011 e 2012.

Em 2011, o ouro atingiu um pico histórico de US$1.920,70 no mercado futuro da Comex, com o metal amarelo respondendo à inflação. O ouro caiu com o início da crise de 2008, mas seu preço disparou em seguida, alcançando o pico três anos depois.

Uma dezena de anos mais tarde, em 2020, a pandemia global provocou consequências econômicas ainda mais adversas, com a Covid-19 espalhando doença e morte. O impacto econômico foi devastador, e os governos e bancos centrais recorreram aos mesmos instrumentos e estratégias utilizados em 2008. A única diferença foram os níveis de liquidez e estímulo, muito maiores em 2020.

Logo após os estímulos e a inundação de liquidez no mercado em 2008, o ouro atingiu novas máximas recordes, eclipsando o nível de US$1000 por onça. Em agosto de 2020, o ouro mais do que dobrou de valor quando tocou US$2063 no mercado futuro da Comex. Em 2021 e início de 2022, à medida que os preços de outras commodities se moviam até novas máximas plurianuais e históricas, o ouro corrigiu, consolidou-se e digeriu o rali até o pico de agosto de 2020. Em fevereiro, fatores econômicos e geopolíticos começaram a impulsionar o ouro, e o cenário técnico parece indicar que veremos uma nova máxima recorde no horizonte.

Ouro rompe padrão técnico de cunha

Depois de atingir a máxima recorde em agosto de 2020, o ouro consistentemente registrou máximas menores até a semana de 7 de fevereiro de 2022.

Ouro semanal
Ouro semanal

Fonte: CQG

Como mostra o gráfico semanal, o metal precioso tocou o fundo em março de 2021 e começou a registrar mínimas ascendentes, formando um padrão técnico de cunha que tende a permitir um movimento significativo de preços quando ele viola a última mínima mais alta e máxima mais baixa.

Durante a semana de 14 de fevereiro, o ouro rompeu o primeiro nível técnico de resistência, referente à máxima de US$1.879,50 em meados de novembro. Em 24 de fevereiro, depois que a Rússia invadiu a Ucrânia, o preço futuro do ouro alcançou o nível mais alto desde setembro de 2020, quando foi negociado na máxima de US$1.972,50 por onça.

O ouro rompeu para cima o padrão de cunha que vigorou ao longo do último ano. O preço tem permanecido na maior parte do tempo acima do nível de US$1900 por onça na última semana.

Ouro foi a primeira commodity a tocar máximas históricas em 2020

O ouro foi a commodity líder em agosto de 2020, tornando-se a primeira do grupo a atingir uma nova máxima recorde. O tsunami de liquidez dos bancos centrais e de estímulos governamentais acendeu um pavio inflacionário, e o ouro foi o primeiro a responder.

Muitas outras commodities, como cobre, madeira serrada, paládio, entre outras, seguiram os passos do ouro em 2021, alcançando máximas recordes, mas o metal amarelo corrigiu e se consolidou em torno do nível de US$1800, que acabou se tornando um ponto de pivô. Enquanto os preços de outras commodities alcançaram picos plurianuais ou históricos, o ouro digeriu seu rali e se movimento dentro de um padrão de cunha que só foi rompido em fevereiro.

Moeda e commodity: US$1900 pode se tornar novo ponto de pivô

O ouro é único, na medida em que é uma commodity, mas também uma moeda. Bancos centrais, governos e autoridades monetárias ao redor do mundo validam o papel do ouro no sistema financeiro, pois mantêm o metal como parte integrante das suas reservas de câmbio internacional. Os bancos centrais têm sido compradores líquidos de ouro nos últimos anos.

Depois que os EUA e a Europa aplicaram uma série de sanções à Rússia na semana passada, o rublo sofreu forte desvalorização. Enquanto o banco central russo pelejava para enfrentar as sanções, retomou as compras de ouro no mercado doméstico a partir de 28 de fevereiro. A Rússia é a quinta maior detentora de ouro. No início de 2022, as reservas de ouro da Rússia eram maiores do que suas reservas de dólares.

A Rússia e a China vêm acumulando reservas de ouro com a compra da produção doméstica nos últimos anos. Em 2021, a Rússia era a terceira maior produtora de ouro atrás da China e da Austrália, com 310 toneladas ou cerca de 10 milhões de onças de produção anual.

Ouro diário
Ouro diário

Fonte: CQG

O gráfico diário ilustra que, após US$1800 se tornar um ponto de pivô para o ouro no último ano, o nível de US$1900 pode acabar se tornando o patamar com poderes magnéticos após o rompimento de alta em fevereiro.

Três razões para uma alta ainda maior do ouro

Pelo menos três fatores aumentam as chances de o ouro desafiar a máxima de agosto de 2020 após seu rompimento para cima:

  1. A inflação está em seu nível mais alto em mais de quatro décadas nos EUA, com o último índice de preços ao consumidor alcançando 7,5%, e o último índice de preços ao produtor saltando para 9,7%. A inflação deteriora o poder de compra das moedas fiduciárias. Embora os bancos centrais e governos possam aumentar a oferta monetária a seu bel prazer, a única forma de aumentar a oferta de ouro é extraindo-o da crosta terrestre. O ouro atua como barômetro inflacionário há séculos, senão há milhares de anos.
  2. O ouro também tende a ser um barômetro de tensões geopolíticas. A invasão da Rússia na Ucrânia desencadeou a primeira grande guerra na Europa desde a Primeira Guerra Mundial, com uma potência nuclear invadindo um país soberano. Apesar de os EUA e a Otan não terem enviado tropas para a Ucrânia, apoiaram a soberania do país e aplicaram sanções sem precedentes à Rússia. Sem uma mudança no governo da Rússia, as tensões provavelmente continuarão elevadas nos próximos meses e anos, após a Rússia aumentar sua prontidão nuclear na semana passada.
  3. A China, país mais populoso e segunda maior economia do mundo, forjou uma aliança com o governo russo, capaz de tornar sem efeito as sanções. Além disso, a invasão da Rússia na Ucrânia pode incentivar a China a acelerar seus planos de se reunificar com Taiwan. Com isso, a deterioração do cenário geopolítico coloca, de um lado, a Rússia, China, Coreia do Norte e Irã e, de outro, os EUA, Europa, Japão, Canadá, Austrália e outros países aliados. À medida que o mundo emerge da pandemia global, as hostilidades são agora o risco que a humanidade está enfrentando. À medida que a China e a Rússia buscam se afastar do dólar, atual moeda de reserva do mundo, o movimento pesará sobre o valor da divisa americana em relação ao ouro, que é a moeda definitiva.

Os mercados são um reflexo do cenário político e econômico. O argumento a favor de preços mais altos no ouro é atraente no atual ambiente.

Várias formas de investir em ouro

A forma mais direta de investir em ouro é via barras e moedas oferecidas por comerciantes físicos ao redor do mundo. Deter o metal físico garante 100% de exposição ao preço do ouro. Produtos derivados fornecem exposição, mas carregam riscos se o ouro se desviar dos derivativos. Algumas das escolhas são:

  • ETF e ETN que detêm ouro tendem a rastrear seu preço. O fundo SPDR® Gold Shares (NYSE:GLD) é o ETF mais líquido a investir em ouro. O iShares Gold Trust (NYSE:IAU) e GraniteShares Gold Trust (NYSE:BAR) também oferecem exposição ao ouro, na medida em que detêm o metal físico.
  • As ações de mineradoras de ouro tendem a registrar melhor desempenho que o metal em ralis e desempenho pior em declínios de preço do metal. As ações de mineradoras de ouro são alavancadas, na medida em que as empresas investem capital em minas que produzem o metal, mas carregam riscos idiossincráticos, como decisões de gestão e propriedades específicas de mineração. Em um mundo onde o risco geopolítico está em seu nível mais alto em décadas, a possibilidade de nacionalização de propriedades de mineradoras pode aumentar. Enquanto a China é a maior produtora de ouro do mundo, as empresas Newmont Goldcorp (NYSE:NEM) e Barrick Gold (NYSE:GOLD) são as maiores mineradoras da América do Norte, com interesses globais.
  • O fundo VanEck Gold Miners (NYSE:GDX) e VanEck Vectors Junior Gold Miners (NYSE:GDXJ) investem em mineradoras de pequeno e grande porte de destaque. Embora busquem diversificar o risco de deter mineradoras individuais, não são investimentos em ouro, mas em mineração de ouro.

O cenário geopolítico e econômico dá suporte a altas de preço do ouro, mas o aperto da política monetária do Federal Reserve, provocando a alta dos juros, pode aumentar o custo de deter o metal. O ouro compete com outras classes de ativos em termos de fluxos de investimento.

Ainda que o ouro seja uma commodity com usos industriais, o sentimento do mercado e a demanda de investimento impulsionam os preços do ouro para cima ou para baixo. A alta de juros nos EUA dá suporte ao dólar e não costuma favorecer o ouro. Mas devemos nos lembrar de que estamos vivendo tempos extraordinários, e o ouro está seguindo em direção a uma nova máxima recorde.

Podemos ver o preço se estabilizar em uma faixa mais alta em torno do nível de US$1900. No entanto, isso pode montar o palco para um desafio da máxima de agosto de 2020 a US$2063, impulsionando o ouro ainda mais, já que as pressões inflacionárias continuam aumentando e as sanções e medidas de retaliação contra a Rússia podem estar apenas no começo.

 

Ouro: Nova Máxima Recorde no Horizonte
 

Artigos Relacionados

Cepea
Frango: Poder de Compra Recua em Junho Por Cepea - 24.06.2022

A menor demanda interna pela carne de frango, devido à renda limitada da população, sobretudo no início deste mês, pressionou o valor médio do animal vivo no mercado independente...

Scot Consultoria
Escalas Travam e Preços Sobem na Praça Paulista   Por Scot Consultoria - 23.06.2022

Por Thayná Drugowick e Pedro Gonçalves Em São Paulo, a cotação do boi gordo e da vaca gorda subiu RS2,00/@ e a cotação da novilha gorda R$1,00/@ na comparação com o último...

Ouro: Nova Máxima Recorde no Horizonte

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail