📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Por que investir em ações dos EUA, mesmo em períodos desafiadores?

Publicado 08.03.2023, 13:07
US500
-
MNST
-
MCHP
-
AAPL
-
AMZN
-
NVDA
-
SBUX
-
MO
-
JCI
-
NFLX
-
CERN
-
IDXX
-
POOL
-
NVR
-
US10YT=X
-
AAPL34
-
AMZO34
-
SBUB34
-
NFLX34
-
M1NS34
-
NVDC34
-
MOOO34
-
M1CH34
-
N1VR34
-
J1CI34
-
I1DX34
-
  • Os mercados devem enfrentar volatilidade neste mês, diante do grande número de decisões econômicas importantes.
  • No entanto, os investidores precisam ter em mente que as oscilações de curto prazo não implicam retornos ruins no longo prazo.
  • De fato, o investimento em ações dos EUA historicamente gera os melhores resultados quando as posições são mantidas por um período maior de tempo.
  • Diversos eventos extremamente importantes devem impactar o comportamento dos mercados e definir o tom para os próximos meses.

    O primeiro foi ontem, quando o presidente do Federal Reserve (Fed, banco central dos EUA), Jerome Powell, prestou seu depoimento semestral ao Comitê Bancário do Senado. O segundo será seu pronunciamento sobre as perspectivas econômicas e a política monetária perante a Comissão Mista de Economia hoje à tarde.

    Os investidores ficarão atentos a quaisquer indicativos sobre a condução da política monetária. Já sabemos que as pessoas prestam atenção a palavras-chave ou frases de efeito. Vimos como o mercado reagiu na semana passada, quando o presidente da sucursal do Fed em Atlanta disse que o banco central poderia considerar uma pausa nas elevações de juros em meados do ano.

    Na sexta-feira, temos o relatório de empregos nos EUA. A expectativa do mercado é que sejam criados 203.000 postos de trabalho urbanos, após o número surpreendente de 517.000 do mês anterior.

    Na terça-feira da próxima semana, teremos o relatório de inflação nos EUA. O mercado espera que o índice de preços ao consumidor fique em 6%, uma queda em relação aos 6,4% atuais em bases anualizadas. Por outro lado, o núcleo do IPC, indicador inflacionário extremamente importante, deve subir para 5,4%.

    Por fim, no dia 22, o Fed anunciará sua decisão sobre as taxas de juros, seguida de uma coletiva de imprensa de Powell. Após esses eventos, os investidores terão uma clareza maior em relação à uma possível pausa nas elevações de juros pelo Fed nos próximos meses.

    Por que você precisa estar investido no mercado acionário

    Independente do que acontecer neste mês com os dados que acabei de mencionar, uma coisa é clara: você precisa estar investido no mercado acionário.

    A razão é simples: historicamente, nenhum outro investimento foi mais lucrativo do que ouro, títulos e mercado imobiliário. Nenhum outro investimento gerou retornos maiores para os investidores no longo prazo.

    Ele sobreviveu a guerras mundiais, crises econômicas, recessões, depressões, pandemias, grandes ataques terroristas internacionais, assassinatos de presidentes (incluindo a Casa Branca), desastres naturais (terremotos, inundações, secas, vulcões, tsunamis), ataques cibernéticos, bolhas, grandes falências corporativas, fraudes e golpes multimilionários. E a lista não para por aí.

    Em razão desses eventos, o mercado acionário sofreu quedas significativas que, por vezes, chegaram a durar vários anos. Mas, ao final, ele sempre se recuperou e disparou até novas máximas históricas.

    O mercado acionário é o melhor barômetro do sentimento humano. Reflete todos os tipos de emoções, desde as positivas (alegria, otimismo, euforia, confiança, esperança) até as negativas (incerteza, dúvida, medo, ansiedade, pânico, ganância, avareza).

    É por isso que um dos segredos do sucesso é saber administrar as expectativas, ter calma e paciência nos momentos difíceis.

    Como sempre digo, investir no mercado acionário é de longo o melhor investimento que você pode fazer no longo prazo. Não acredita? Bem, vamos dar uma olhada nos números. Eles nunca mentem.

    Na tabela a seguir, podemos ver a lucratividade do mercado de ações, dos títulos de 10 anos dos EUA, do ouro e dos imóveis em diferentes períodos (1800, 1900, 1971, 1980 e até 2020, últimos dados que tenho).

    MERCADO

     

    De 1800 a 2020

     

    De 1900 a 2020

     

    1971  a 2020

     

    De 1980 a 2020

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Mercado acionário

     

    8,6%

     

    10,1%

     

    10,5%

     

    11,6%

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Títulos

     

    5,2%

     

    4,7%

     

    7,3%

     

    7,9%

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Ouro

     

    2,1%

     

    3,8%

     

    8,3%

     

    3.4%

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Mercado imobiliário

     

    ?

     

    3.5%

     

    5%

     

    4.3%

     

    E após considerar a inflação:

    MERCADO

     

    De 1800 a 2020

     

    De 1900 a 2020

     

    1971 a 2020

     

    De 1980 a 2020

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Mercado acionário

     

    6.80%

     

    6.40%

     

    6.50%

     

    8.30%

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Títulos

     

    3.50%

     

    1.70%

     

    3.40%

     

    4.80%

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Ouro

     

    0.40%

     

    0.80%

     

    4.30%

     

    0.30%

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

     

    Mercado imobiliário

     

    ?

     

    0.50%

     

    1%

     

    1.30%

     

    Como é possível constatar, levando em conta a inflação ou não, o investimento de longo prazo no mercado de ações supera facilmente outros investimentos clássicos, como títulos de 10 anos, ouro e imóveis.

    Além disso, desde 1950, o S&P 500 gerou um retorno total positivo em 57 dos 73 anos (78% do tempo), apesar de um declínio médio anual de -13,8%. Ninguém disse que seria fácil. Ser (BVMF:SEER3) paciente é o segredo.

    Houve períodos em que o mercado de ações não apresentou o melhor desempenho, mas essa não tem sido a norma. Desde 1800, em apenas 6 das 22 décadas o mercado acionário não dominou os rankings de desempenho.

    E apenas o ouro foi o único ativo, além do mercado acionário, a se repetir em primeiro lugar, e isso foi na década de 1970, depois que os EUA abandonaram o padrão-ouro e na década de 2000, com a bolha tecnológica e a crise financeira de 2008.

    Abaixo está um gráfico do S&P 500 de 1970 a 2023. Acho que não há muito mais o que dizer.

    Se considerarmos os componentes do S&P 500, olhando para o período de 1º de janeiro de 1992 a 31 de dezembro de 2021, os retornos foram formidáveis, incluindo dividendos, nos últimos 30 anos (retorno total):

    Principais ações por retorno total:

    • Monster Beverage (NASDAQ:MNST) +255957%.
    • Amazon (NASDAQ:AMZN) +222190%.
    • Pool (NASDAQ:POOL) +82916%
    • Nvidia Corporation (NASDAQ:NVDA) +80773%
    • Cerner (NASDAQ:CERN) +66062%
    • Johnson Controls (NYSE:JCI) +61322%
    • NVR (NYSE:NVR) +58259%
    • Netflix (NASDAQ:NFLX) +55866%
    • Idexx Laboratories (NASDAQ:IDXX) +47249%
    • Apple (NASDAQ:AAPL) +42994%
    • Microchip Technology (NASDAQ:MCHP) +41234%
    • Altria (NYSE:MO) +41175%
    • Starbucks (NASDAQ:SBUX) +40834%

    Dados da Monster Beverage

    Fonte: Investing Pro

    A Monster Beverage, fabricante dos energéticos Monster, é uma empresa de destaque. Ela apresenta o melhor desempenho no mercado de ações dos EUA desde a virada do século. A companhia elevou seus lucros ano a ano desde 2008, e suas vendas cresceram pelo menos 9% ao ano desde 2001.

    Aviso: O autor não possui atualmente qualquer posição nos ativos mencionados.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.