Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Recessão nos Estados Unidos, Será?

Por Rachel de SáResumo do Mercado23.06.2022 11:01
br.investing.com/analysis/recessao-nos-estados-unidos-sera-200450321
Recessão nos Estados Unidos, Será?
Por Rachel de Sá   |  23.06.2022 11:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Deu no Google) Trends: o brasileiro está procurando entender se a maior economia do mundo enfrentará uma recessão.

Tecnicamente, falamos em recessão econômica quando vemos uma queda no PIB do país por, pelo menos, dois trimestres consecutivos. Ou seja, o fluxo de tudo o que o país produz de bens e serviços encolhe seguidamente em dois períodos de três meses. No bom português: uma crise econômica.

E isso está acontecendo nos Estados Unidos? Atualmente, não. Pelo contrário. A economia, na terra do Mickey e dos Founding Fathers, está indo muito bem, obrigada – ao menos, por ora.

Após vultuosos estímulos fiscais (como auxílio desemprego estendido e cheques a famílias), a população americana segue com elevado nível de poupança, consumindo bens e serviços de maneira acelerada, acima da média histórica.

Enquanto isso, a produção industrial segue em território positivo, mesmo diante de desafios e eventuais “solavancos” causados pelo desequilíbrio nas cadeias de produção globais, na esteira da guerra entre Ucrânia e Rússia e da política de covid zero, na China.

O desemprego? Recuperou-se além do patamar pré-pandemia, atingindo nível abaixo do considerado neutro (taxa de desemprego que não pressiona a inflação, por meio de salários).

Afinal, por que o tema recessão econômica nos EUA está por toda parte, derrubando bolsas no mundo inteiro, inclusive aqui no Brasil?

É verdade que o PIB do país caiu no primeiro trimestre do ano. Mas, a queda foi impulsionada muito mais por questões técnicas, até fruto do próprio crescimento, como a alta das importações frente às exportações (que entram como subtração no cálculo do PIB), do que por sinais de enfraquecimento econômico em si. Ou seja, sem sinalizações de crise por ali.

A Inflação e os juros altos: os fantasmas da recessão

O sinal vem mesmo de um velho conhecido dos brasileiros: a inflação. Com ela em quase 9% ao ano, no acumulado em doze meses até maio, os americanos se deparam pela primeira vez em 40 anos com o que conhecemos muito bem por aqui: a perda do poder de compra.

Aquela sensação de que o que se comprava ano passado não se compra mais esse ano, e que talvez o dinheiro não seja o suficiente para o planejado no longo prazo - mesmo com tanta poupança.

Logo, essa sensação passa a afetar o consumo e os investimentos, em um ciclo nada atrativo para a economia.

E é aí que entra seu arqui-inimigo - e principal motivo por trás da recessão e da aversão ao risco - que tomou conta dos mercados no último mês: os juros altos. Afinal, qual a principal ferramenta dos Bancos Centrais para controlar a alta de preços? Subir os juros.

Seguindo essa cartilha, o Federal Reserve (Fed, Banco Central americano) elevou os juros básicos nos Estados Unidos em 75 pontos-base pela primeira vez desde 1994, que atingiram a faixa entre 1,5% e 1,75% ao ano. O recado dado, ao menos por ora, foi: os juros seguirão subindo, até que a inflação dê sinais de arrefecimento.

CONFIRA: Projeção da taxa de juros do Federal Reserve nas próximas reuniões

Assim, o crédito fica gradativamente mais caro, e o investimento mais rentável. A população passa a consumir menos, produzir menos e poupar mais. O mercado de trabalho desaquece, os salários ficam menos pressionados. A economia desacelera, a demanda por bens e serviços cai, e os preços perdem fôlego.

Mas qual o tamanho da desaceleração necessária? Qual o freio de juros perfeito para equilibrar a economia? Se o freio for pouco, a inflação não cede. Já se a dose (de juros) for muito alta ou muito rápida, a economia perde força abruptamente, as famílias se afogam em dívidas, os mercados desandam. E chegamos a ela: a recessão.

Por isso, essa é a pergunta de um milhão de dólares da vez. Dólares esses que, aliás, ficam mais caros no meio de tudo isso, porque os juros subindo nos Estados Unidos atraem mais dinheiro para lá, desvalorizando moedas de países considerados mais arriscados – como nós, aqui no Brasil.

Aguardemos as cenas dos próximos capítulos!

Recessão nos Estados Unidos, Será?
 

Artigos Relacionados

Yago Prates
Todos os Caminhos Levam à Inflação Por Yago Prates - 21.06.2022

A maior economia do mundo vem dando sinais de que está perdendo o fôlego e, dia após dia, a tese de que a economia norte americana irá entrar em recessão ganha mais adeptos. A...

Recessão nos Estados Unidos, Será?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (8)
bruno 2014
bruno 2014 23.06.2022 17:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Minha Nossa! É a Rolando Lero das economistas
Cesar Capri
Cesar Capri 23.06.2022 14:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Recessão com certeza, é um ciclo natural e bem vindo. A economia foi aquecida artificialmente através de estímulos auxílio, redução de juros, em algum momento a economia vai entrar num esgotamento, a atividade esfria, os preços voltam a cair, e a economia continua seguido em frente como sempre foi.
Leina Felippetto
Leina Felippetto 23.06.2022 13:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
parem com isso !
Fernando Moreira
Fernando Moreira 23.06.2022 13:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Recessão com tx de desemprego em 4%, salários em alta, EUA financiando guerra. Me compre um bode!
Samuel Cunha
Samuel Cunha 23.06.2022 13:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Na duvida, compre bitcoin
Edu Freris
Edu Freris 23.06.2022 12:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quero que derrete o mercado,para dar oportunidade para os pobres kkkk
Rodrigo Matos
Rodrigo Matos 23.06.2022 12:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
recessão ou manipulação?
Giovanni Dos Santos
Giovanni Dos Santos 23.06.2022 11:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Moreira Lima
Moreira Lima 23.06.2022 11:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
ESSES ANALISTAS ADORA DA CHUTE NO VÁCUO KKK
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail