Garanta 40% de desconto
🚨 Mercados voláteis? Descubra joias escondidas para lucros extraordináriosDescubra ações agora mesmo

Preço do gás natural sobe novamente na Europa; greve na Noruega adiciona pressão

Publicado 04.07.2022, 09:18
Atualizado 04.07.2022, 10:30
© Reuters

Por Geoffrey Smith

Investing.com - Os preços do gás natural na Europa subiram novamente na segunda-feira, com a perspectiva de uma greve dos trabalhadores noruegueses do campo de gás offshore somando-se aos problemas de um mercado já prejudicado pelos cortes na oferta da Rússia.

Às 10h13, os futuros do mês anterior para o contrato do gás natural holandês TTF, que serve como referência para o noroeste da Europa, subiam 7,79%, a 159,10, 8% em relação ao fechamento de sexta-feira e em seu mais alto desde o aumento nos preços que se seguiu à invasão da Ucrânia pela Rússia em fevereiro.

A produção de gás da Noruega pode cair mais de 10% nesta semana devido a uma greve do sindicato Lederne, que representa cerca de 15% dos trabalhadores offshore de petróleo do país que querem um aumento salarial maior para compensar o impacto do aumento da inflação. Na quinta-feira, eles votaram contra uma proposta de acordo salarial que havia sido negociada por empresas e líderes sindicais.

Os trabalhadores planejam iniciar uma greve em três campos offshore em 5 de julho e adicionar mais três campos no dia seguinte. Um sétimo campo, Tyrihans, terá que fechar porque sua produção é processada a partir do campo de Kristin, que será fechado, segundo a Reuters.

A mesma greve cortará cerca de 130.000 barris por dia da produção de petróleo da Noruega. No entanto, o impacto será maior nos mercados de gás natural devido à importância vital da oferta norueguesa, que só cresceu desde que a Rússia - a maior fonte de abastecimento da Europa - começou a cortar os embarques em retaliação às sanções ocidentais que se seguiram à sua invasão da Ucrânia.

Anúncio de terceiros. Não é uma oferta ou recomendação do Investing.com. Leia as nossas diretrizes aqui ou remova os anúncios .

Cresceram nos últimos dias os temores de que a Alemanha, em particular, tenha que impor racionamento de gás neste inverno, fechando grande parte de sua base industrial para garantir o abastecimento de residências e empresas de aquecimento. A líder da Federação Sindical Alemã, Yasmin Fahimi, alertou no fim de semana que tais medidas podem destruir para sempre certos setores, como vidraria e produtos químicos, na Alemanha.

A Rússia cortou o fornecimento para a Alemanha em 60%, citando a falha do grupo de engenharia Siemens em devolver equipamentos de compressão após sua manutenção de rotina. No entanto, também cortou o fornecimento para a Itália, que passa por um oleoduto diferente, na mesma quantidade. Os suprimentos para a Alemanha devem cair - pelo menos temporariamente - para zero a partir da próxima semana, quando a primeira linha do gasoduto Nord Stream será encerrada por um período de manutenção programada.

Isso impossibilitará a Alemanha de continuar enchendo suas instalações de armazenamento, que precisam estar pelo menos 90% cheias até o início da temporada de aquecimento em outubro para garantir suprimentos estáveis, segundo especialistas do setor.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.