Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

BitcoinToYou, COP26, ESG e crédito de carbono

Publicado 30.11.2021, 16:07
Atualizado 30.11.2021, 17:56
© Reuters.  BitcoinToYou, COP26, ESG e crédito de carbono

Em meio a COP26, BitcoinToYou e Celo4 Earth lançam token para compensar pegada de carbono no meio ambiente

A Bitcointoyou é uma corretora internacional de bitcoin e altcoins. Sua entrada no mundo das criptomoedas ocorreu em 2010 e, desde então, conta com marcos importantes, como criação de moeda própria, banco digital e mais de 400 mil clientes. Com 11 anos de existência, a corretora sempre buscou trazer inovação por meio do blockchain e continua dando passos largos para isso. Por essa razão, fez uma parceria com a Celo4 Earth para tokenizar crédito de carbono de primeira linha.

O token será lançado na rede da Binance Smart Chain (BSC) e poderá ser comprado e vendido na corretora Bitcointoyou. Grandes empresas, como a RIMA Industrial, darão o lastro, a garantia via Blockchain e a paridade do ativo com o crédito de carbono.

CONFIRA: Cotações das criptomoedas

Governos e companhias privadas que precisam compensar suas emissões de Gases de Efeito Estufa (GEE) e que assumiram, nas convenções das Nações Unidas, metas de redução de emissões podem utilizar o novo token para compensar sua pegada de carbono, contribuindo assim com o futuro do planeta, com o cumprimento de suas metas ambientais e tendo acesso a fundos especializados em investimentos verdes.

Por isso, o Serviço Social do Transporte, o Serviço Nacional de Aprendizagem do Transporte (Sest Senat) e a Confederação Nacional dos Transportes (CNT), que reúnem as maiores transportadoras do Brasil, também são parceiras do projeto, estimulando seus membros a compensarem sua pegada de carbono enquanto compram e liquidam (queimam) o token.

O crédito de carbono que dá lastro ao token é registrado na ONU e faz parte do mercado regulado, e não o voluntário, dando grande valorização ao ativo. Projetos ambientais registrados na ONU são auditados anualmente, e a geração de créditos de carbono é condicionada a um rigoroso inventário de emissões. Uma vez renovado o certificado junto à entidade, o projeto ambiental tem permissão reconhecida internacionalmente para emitir os títulos, podendo comercializá-los livremente e contanto com uma contabilidade pública de emissões e compensações, e repositórios de documentos técnicos que comprovem o real benefício do projeto para o meio ambiente. Os créditos de carbono ligados ao token são gerados no Brasil, mas são comercializados em todo o mundo, incluindo os países da Europa — local este onde mais se compra crédito de carbono no planeta.

Lançamento e venda do token

A Bitcointoyou fará o lançamento de 50 mil unidades do token em sete lotes, que serão vendidos com preços abaixo do praticado no mercado de crédito de carbono, a fim de divulgar o token e permitir que mais pessoas tenham acesso a esse tipo de ativo. É importante salientar que cada lote tem uma quantidade pequena de token, e o preço aumenta a cada lote. Logo após a venda dos lotes no mercado primário por meio do aplicativo da Bitcointoyou, os tokens irão para o mercado secundário pelo livro de ordens de compra e venda da corretora. Posteriormente, o token poderá ser listado em qualquer exchange, uma vez que é um token público na Blockchain.

1 token CO2 Redress Token = 1 crédito de carbono de um projeto ambiental

Interesse crescente na compensação da emissão de CO2

Em 2007, a CNT, em parceria com o SEST SENAT, lançou o Programa Ambiental do Transporte — DESPOLUIR. Esse programa veio com o intuito de promover o engajamento de caminhoneiros autônomos, taxistas, trabalhadores do transporte e da sociedade na construção de um desenvolvimento verdadeiramente sustentável. De 2007 a 2021, o programa conseguiu uma excelente evolução das avaliações de seus associados, mostrando o tamanho potencial que tokens voltados para essa área possuem.

Não só empresas, mas nações estão preocupadas com as questões ambientais

A questão climática chama a atenção há muitos anos. Um grande exemplo disso é a Conferência do Clima da ONU. Nesse evento, as principais nações se juntam para debater compromissos e soluções sobre os impactos negativos no meio ambiente. Na última edição realizada em Paris, em 2015, foi assinado o famoso “Acordo de Paris”. Com ele, os países se comprometeram a tentar manter o aumento da temperatura do planeta em 1,5ºC e evitar que o aquecimento global ultrapasse 2ºC. Uma grande expectativa para a conferência de 2021, a COP26 que ocorrerá do dia 01 a 12 de novembro, é que as nações finalizem o acordo e comecem a colocar essas negociações em prática.

De fato, a conscientização sobre a liberação de CO2 ajuda muito nesse acordo. Isso porque o dióxido de carbono está ligado ao efeito estufa. Embora esse efeito possua camadas de gases que garantem a temperatura adequada para a vida na Terra, a emissão de CO2 tem aumentado a concentração desses gases na atmosfera. Como resultado, vemos uma maior retenção de calor, o que aumenta a temperatura na Terra — movimento conhecido como aquecimento global.

Empresas que buscam trazer sustentabilidade para o planeta são bem-vistas

Tratamento e prioridade das empresas em questões ambientais se tornam cada vez mais importantes para a sociedade. Por essa razão, o “carimbo” ESG (environmental, social and governance) vem tendo tanto impacto nas decisões de investidores que desejam colocar seus capitais em uma empresa ou startup. A letra E do termo ESG significa “environmental”; na tradução, ambiental. Ela descreve o quanto uma empresa busca reduzir os danos causados ao meio ambiente, atuando de maneira sustentável. A utilização de um token voltado para o meio ambiente traz benefícios como:

  • atração de investimentos;
  • redução de riscos e custos;
  • aumento de rentabilidade:
  • empresa mais competitiva no longo prazo.

A importância do blockchain e da tokenização nesse cenário

Blockchain é um banco de dados transparente e imutável. Ou seja, pode ser visto por todos, mas, depois que as informações são escritas nele, não podem ser alteradas. Essa tecnologia tem sido usada por empresas que querem ser mais transparentes com suas negociações e deixar seus investidores mais confiantes do trabalho que está sendo feito. Já a tokenização é classificada como a substituição dos dados reais por equivalentes no meio digital registrado em um blockchain.

Ao juntar esses dois avanços da tecnologia, BitcoinToYou e Celo4 Earth facilitam o caminho que as companhias que querem compensar sua emissão de CO2 precisam traçar. Investidores poderão ver, por meio de dados imutáveis, que as empresas estão realmente cumprindo seu papel com o meio ambiente. Além disso, as companhias terão a certeza de que seus esforços estão contribuindo para o meio ambiente, pois todas as informações são públicas.

Por Criptonizando

Últimos comentários

Pessoal! Alguem sabe informar se a geração de energia residencial, habilita de alguma forma a cessao de crédito de carbono? Obrigado
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.