Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC

Publicado 25.02.2024, 06:00
Atualizado 25.02.2024, 13:13
© Jessica Bahia Melo  Cenário está bem para uma Selic terminal mais para 9,5%, diz ex-diretor do BC

O cenário de inflação é positivo e deve permitir que o Banco Central diminua a taxa Selic a ao menos 9,5% este ano, disse na quinta-feira, 22, em evento do BTG Pactual (BVMF:BPAC11), o ex-diretor da autoridade monetária e gestor de portfólio da Itaú Asset Bruno Serra. Ele acrescentou considerar possível uma taxa menor, de até 9%, mas destacou que isso exige uma postura conservadora na condução da política monetária.

LEIA MAIS: Recessão nos EUA hoje em dia parece cada vez mais distante, diz Serra

"Quanto mais o Banco Central for conservador agora, ele vai acabar colhendo frutos desse ambiente de inflação corrente mais benigno e vai poder estender o ciclo ao longo do segundo semestre, talvez com algumas reduções de 0,25 ponto porcentual a mais do que o mercado espera", disse Serra, que participou na manhã da quinta-feira da mesa "Economia em Foco: Desafios e Oportunidades Globais", do BTG Summit 2024.

O ex-diretor do BC já espera que o IPCA, índice oficial de inflação, fique entre 3% e 3,2% este ano - mais perto do centro da meta, de 3%, do que da mediana do último relatório Focus, de 3,81%. E acrescentou que fatores como a queda das commodities agrícolas e o bom desempenho do câmbio brasileiro devem ajudar esse cenário.

'Forward guidance'

Antes, Serra defendeu que retire já na reunião de março o seu "forward guidance", que promete novos cortes de 0,5 ponto porcentual da taxa Selic nos dois encontros seguintes.

Com essa comunicação mais conservadora e a expectativa de uma evolução positiva do cenário, o BC poderia reduzir mais os juros no total, argumentou.

Resquício de incerteza sobre nomes do BC

Na avaliação de Bruno Serra, o mercado ainda guarda alguma incerteza sobre a transição na gestão do Banco Central, embora os diretores nomeados ao longo do último ano pelo presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, tenham sido bons.

"Tem algum resquício da incerteza na transição do BC, apesar de as nomeações dos diretores terem sido bastante boas, com todo mundo falando a mesma língua", disse Serra, durante o evento do BTG Pactual. "Ainda assim, acho que o mercado tem um pouco de pé atrás."

Últimos comentários

Nas atuais condições a Selic é para está em torno de 60% e com a corrupção e rasgação de dinheiro público que existem no Brasil nunca que a Selic pode baixar de 17% ou 20%
Selic cai, mas nenhum banco cortou os juros kkkkk inclusive as estatais
Despesas baixando, manutenção de receitas e aumentos de lucros!! Ninguém acredita nos cortes na Selic!!
BC ja vai parar com queda de juros. Ano eleitoral, gastança generalizada, so de emendas foram 20 bi. Óbvio que a inflação já voltou
Detalhe que no IBGE tem um petista e claramente os números da inflação são duvidosos pela realidade...O Governo não tem capacidade de Cortar Gastos e a subida  inicial não vai se manter .....Mesmo com 500 bilhoes que o STF deu para o governo em 2023 os burros conseguiram fechar com quase 300 bi em divida....Esperar que a Selic vai cair eh no mimino irresponsabilidade...
Não era nem para ter começado para começo de conversa!! Tudo nas alturas e subindo mais!! E subindo muito!! Não existe lógica ou justificativa minimamente plausível para ter baixado a Selic nessas condições!! Nessa condições a Selic era para subido e muito!!
O Povão Periférico oPTou pela 🥩🍻. Bora baixar os juros estratosféricos
defensores do descondenado optaram pelo desencarceiramento.. bora trancar as portas
Lula, Xandão, seu lugar é na Prisão. Impeachment Já.
Não mal dos bolsominios, graças às idiotices deles comprei meu no apto e estou morando muito bem.
cuzão
 vc comprou por mérito seu, então para de babaquice e vai trabalhar pq se viver de bolsa família não compra nem a tal picanha. Prega o socialismo, mas está vivendo ainda no capitalismo, vai para Cuba e compre lá seu apto com o que vai ganhar lá. Depois post aqui suas aquisições lá.
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.