Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Compromisso do Copom em levar inflação à meta é parte mais importante de sua comunicação, diz Guillen

Publicado 01.12.2023 10:01 Atualizado 01.12.2023 10:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Sede do Banco Central, em Brasília 22/03/2022 REUTERS/Adriano Machado

Por Luana Maria Benedito

SÃO PAULO (Reuters) - O diretor de Política Econômica do Banco Central, Diogo Guillen, disse nesta sexta-feira que a indicação do Comitê de Política Monetária (Copom) de que fará o que for preciso para levar a inflação à meta é a "frase mais importante" da ata de sua reunião, embora as pessoas deem pouca atenção a ela.

Segundo Guillen, quando o Banco Central iniciou seu ciclo de afrouxamento, foi dada muita atenção ao ritmo de cortes da taxa Selic. O diretor afirmou nesta sexta-feira, em palestra organizada pelo banco Barclays (LON:BARC), que a autarquia deixou claro que adotaria cortes de 50 pontos-base para as próximas reuniões e enfatizou que a barra para acelerar o ritmo de afrouxamento era alta.

Guillen se recusou a projetar um nível da Selic para o fim do ciclo de queda de juros, mas enfatizou a visão do Copom de que o patamar final da política monetária "depende de dados" e "é contracionista", uma vez que as expectativas de inflação seguem acima da meta.

"As pessoas não se importam com isso, mas acho que a frase mais importante da ata (do Copom) é que o ciclo será o necessário para levar a inflação de volta à meta", disse o diretor, falando em inglês.

A projeção de inflação para 2024 no boletim Focus está atualmente em 3,91%, enquanto, para 2025 e 2026, segue em 3,5% há semanas.

O centro da meta oficial para a inflação em 2023 é de 3,25% e, para 2024, 2025 e 2026 é de 3,00%, sempre com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual para mais ou menos.

Em sua última reunião de política monetária, o BC decidiu fazer um terceiro corte de 0,50 ponto percentual na taxa Selic, a 12,25% ao ano, e afirmou que sua diretoria antevê reduções equivalentes nas próximas reuniões. Na ocasião, a autarquia discutiu incertezas maiores sobre a saúde fiscal do Brasil.

No evento desta sexta, Guillen citou "desafios" do governo para aumentar a arrecadação e atingir a meta fiscal estabelecida de zerar o déficit primário no ano que vem. O diretor repetiu a mensagem de algumas autoridades do BC de que não há uma relação mecânica entre as políticas fiscal e monetária, e que o efeito da primeira sobre a segunda tem mais relação com o impacto de pioras fiscais nas variáveis macroeconômicas acompanhadas pelas autoridades do Copom.

Compromisso do Copom em levar inflação à meta é parte mais importante de sua comunicação, diz Guillen
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Patty Faria
Patty Faria 01.12.2023 10:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Papo furado para justificar juros estratosféricos que favorecem apenas o rentismo.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail