Últimas Notícias
Investing Pro 0
🚨 Nossos dados Pro revelam a melhor ação da temporada de balanços Acesse dados

Últimas Notícias

Camil cancela 10 milhões de ações ordinárias

PIB dos EUA: Com projeção de alta no 4T22, recessão deve assombrar 2023

Dados Econômicos 24.01.2023 18:35
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.
 
US1MT=X
-0,07%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
US10B...
+0,00%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
DE10U...
-8,93%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
DXY
+0,16%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
US30Y...
-0,85%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
US10Y...
-1,60%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Jessica Bahia Melo

Investing.com - A economia americana deve crescer 2,6% no quarto trimestre de 2022, considerando a taxa anual ajustada, segundo projeções consensuais de analistas compiladas pelo Investing.com para o indicador preliminar, que será divulgado na quinta-feira, 26, pelo Bureau of Economic Analysis. Enquanto as perspectivas trimestrais são otimistas, as expectativas para este ano não são tão animadoras.

No terceiro trimestre de 2022, o Produto Interno Bruto (PIB) subiu 3,2%. No segundo, recuou 0,6% e, no primeiro, apresentou queda de 1,6%, conforme os dados revisados. Ainda que dois trimestres consecutivos configurem “recessão técnica”, o consenso dos economistas era de que a economia americana não tivesse atingido, de fato, uma recessão, devido a outros dados econômicos que apontavam para o aquecimento, como o mercado de trabalho.

Jason Vieira, colunista do Investing.com e economista chefe da Infinity Asset, que projeta 2,4% no quarto trimestre, espera que o crescimento seja impulsionado pelo setor de consumo. “Observamos um conceito de que há um mercado de trabalho aquecido, ainda que os últimos PMIs não estejam na mesma linha, estejam ruins”. Vieira espera um crescimento anual em torno de 2%, o que não considera ruim para um país desenvolvido. No entanto, os ventos contrários devem permear a economia americana em 2023, observa.

Concorda com esta visão Francisco Nobre, economista da XP (BVMF:XPBR31). Segundo ele, os indicadores mostram desaceleração nos setores imobiliário, manufatura e serviços. Os números do PMI da S&P Global entre julho e dezembro se mostraram mais desafiadores, com a economia americana à beira de uma recessão. “Os efeitos vão começar a ser sentidos em 2023. Achamos que a economia está revertendo para contração a partir do primeiro trimestre, refletindo a política monetária”, pondera Nobre.

A XP espera um PIB de 2% no quarto trimestre e de 1,8% no ano de 2022. Para 2023, a perspectiva cai para 0,6%, refletindo a queda de investimentos e da confiança do consumidor e do empresário.

Na visão de Celso Pereira, diretor de investimentos da Nomad, o PIB deve apresentar alta de 2,6% , mas pode ficar entre a faixa de 2,4% e 2,8%. Se essa projeção de fato ocorrer, a tendência é de que os mercados reajam bem, na opinião de Pereira. “Acho que há uma tendência de subida se o PIB vier como se imagina. Acho que seria uma concretização do que o mercado espera como um cenário positivo, inflação caindo, emprego robusto e economia em alta”, acredita.

Política Monetária em foco

A profundidade e duração de uma possível recessão dos Estados Unidos vai depender dos próximos passos Banco Central americano, o Federal Reserve (Fed). Assim como no Brasil, a autoridade monetária dos EUA passou a subir os juros em busca do controle inflacionário, mas ainda não há perspectiva de queda.

No caso americano, ainda que a inflação tenha apresentado uma trégua, está longe da meta de 2%, o que reforça o pensamento de que o Fed deve elevar as fed funds novamente, conforme indicado. A postura da maior parte dos dirigentes tem sido de ancorar as expectativas reforçando que será feito o que for necessário para trazer o indicador de volta à meta, em divergência às falas de que a inflação seria transitória, antes que explodisse, atingindo o pico de 40 anos. Mais hawkish é a visão de James Bullard, presidente do Federal Reserve de Saint Louis, que defendeu uma elevação de 0,5 ponto em fevereiro, para que o Fed atingisse 5% o mais rápido possível.

O mercado de trabalho, com criação forte de postos e desemprego em queda, continua a pressionar a situação do Fed. A taxa de juros americana está na faixa entre 4,25% e 4,5% ao ano. A expectativa de consenso é de que haja uma alta para a faixa entre 4,50% e 4,75%, segundo avaliação de 59,6% dos analistas prevista no Monitor da Taxa de Juros do Federal Reserve, do Investing.com. No entanto, 40,4% dos analistas esperam que a taxa-alvo fique mantida.

A próxima decisão de política monetária do Comitê Federal de Mercado Aberto (FOMC) sobre a taxa de juro de curto prazo deve ocorrer em 1º de fevereiro, após reunião de dois dias.

A Infinity espera uma desaceleração do ritmo de aperto monetário do Fed, aumentando os juros em 0,25 ponto percentual. “O problema é que ainda não há sinalização do Fed do fim do ciclo. Alguns membros estão preocupados com os sinais dados pelo mercado de trabalho e o mercado começa a refletir isso na curva de juros”.

A XP também concorda com o consenso para a reunião de fevereiro, quando as altas devem ser pausadas, na avaliação de Nobre. Com os sinais que a inflação está arrefecendo, o Fed poderia manter os juros altos, sem novas mudanças depois, pois as condições financeiras já estariam bastante contracionistas.

“A questão é quando o Fed vai encontrar espaço para poder cortar os juros. Se estender [os juros elevados] até 2024, a recessão pode ser mais forte, embora não seja o nosso cenário base. Entendemos que o Fed deve encontrar espaço para cortar as fed funds no final deste ano em 0,5 a 0,75 ponto percentual. Inflação já estará próxima da meta de 2% no primeiro semestre deste ano, pois o processo de desinflação deve ser bastante agressivo”, conclui o especialista da XP.

Na visão da Nomad, que também projeta um aumento da mesma magnitude que o consenso, os próximos passos devem ficar mais claros com a divulgação dos dados da inflação medida pelo PCE, que são foco de atenção do Fed antes das decisões de política monetária.

“Único ponto de cuidado é que o mercado está muito mais otimista do que as declarações que o Banco Central vem dando. Nas transcrições dos discursos dos membros do Comitê de Política Monetária americano, eles são muito conservadores”, alerta Pereira. “É momento para os investidores considerarem tomar risco? Eu diria que não”, completa.

Como as decisões de política monetária afetam países emergentes? Confira no vídeo do Investing.com Brasil abaixo ou siga o nosso canal no Youtube.

PIB dos EUA: Com projeção de alta no 4T22, recessão deve assombrar 2023
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (13)
Roberto Barros
Roberto Barros 26.01.2023 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
... fala- se pra Kcet e não vi analista dizendo que o BTC iria valorizar Uns 30% neste quinze dias. Sequer vi falr que iria, apenas subir.
Flavio Alex
Flavio Alex 26.01.2023 8:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Essas matérias parecem piada. USA crescendo e a recessão chegando. Nem mídia e muito menos mercado especulativo possuem credibilidade.
Raphael Barbosa
Raphael Barbosa 25.01.2023 10:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Nelson Sousa
Nelson Sousa 25.01.2023 9:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Uuuuuuuu vai assombrarrrrrr uuuuuuu
CAMILA MALUF
CAMILA MALUF 25.01.2023 9:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Aham sei
Armando Martins
Armando Martins 25.01.2023 8:52
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fico pensando como iremos ficar, com um “Poste” como Ministro da Fazenda?
William Oliveira
William Oliveira 25.01.2023 8:17
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
👏🏽👏🏽👏🏽
Vanderlei FRIBEL
Vanderlei FRIBEL 25.01.2023 8:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
imagina como vai ser aqui no brasil esse ano .
Julimar Pieri
Julimar Pieri 24.01.2023 23:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Biden faliu os EUA. genocida
Fernando Pereira
Fernando Pereira 24.01.2023 23:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
pura verdade
Licio Mathias
Licio Mathias 24.01.2023 23:39
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
só vendo o índice no swing, confio que o Lule fai derrubar a bols para 50.000 pontes..desculpe mas já estou falando lules dos ju men tos..
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail