Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Powell diz ser hora de reduzir estímulos, mas não de subir juros

Dados Econômicos22.10.2021 13:55
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, durante audiência do Comitê de Assuntos Urbanos, Habitacionais e Bancários do Senado sobre a Lei CARES, no Hart Senate Office Building em Washington, DC, EUA, 28 de setembro de 2021. Kevin Dietsch/Pool via REU

Por Lindsay Dunsmuir e Ann Saphir

(Reuters) - O chair do Federal Reserve, Jerome Powell, disse nesta sexta-feira que o banco central dos Estados Unidos deve começar a reduzir suas compras de ativos em breve, mas que ainda não deve aumentar as taxas de juros porque o emprego ainda está muito baixo e a elevada inflação provavelmente arrefecerá no próximo ano, conforme as pressões da pandemia de Covid-19 diminuem.

"Acho que é hora de diminuir (estímulos); não acho que é hora de aumentar as taxas (de juros)", disse Powell em fala antes de uma conferência. "Achamos que podemos ser pacientes e permitir que o mercado de trabalho se recupere."

Essa perspectiva, enfatizou Powell, é apenas o caso mais provável, acrescentando que se a inflação --já mais alta e durando mais do que o esperado anteriormente-- subir persistentemente, o Fed agirá.

"Nossa política (monetária) está bem posicionada para gerenciar uma série de resultados plausíveis", disse ele.

O Fed está prestes a começar a retirar parte de seu apoio da era da crise quando iniciar a redução de seus 120 bilhões de dólares em compras mensais de títulos do Tesouro e títulos lastreados em hipotecas, medida que sinalizou que poderia acontecer no mês que vem.

O banco central, no entanto, está enfrentando um delicado equilíbrio em seu mandato duplo de buscar o pleno emprego e preços estáveis.

Os preços ao consumidor têm subido mais do que o dobro da meta de 2% do Fed, mas o emprego ainda está bem abaixo do nível pré-pandemia.

E, observou Powell, "as restrições de oferta e a inflação elevada provavelmente durarão mais do que o esperado anteriormente e até o próximo ano, e o mesmo se aplica à pressão sobre os salários".

O caso mais provável é que as pressões inflacionárias diminuam e o crescimento do emprego retome seu ritmo do verão passado (nos EUA), disse ele, mas "se víssemos um risco de inflação subindo persistentemente, certamente usaríamos nossas ferramentas".

Por enquanto, o Fed vai assistir e esperar, disse ele.

"Embora esteja próximo o momento de reduzirmos nossas compras de ativos, seria prematuro apertar a política monetária usando os juros agora, com o efeito e a intenção de desacelerar o crescimento do emprego, quando há boas razões para esperar que voltemos a um crescimento robusto do emprego e que as restrições de oferta diminuam; com ambos teríamos o efeito de aumentar o produto potencial da economia", disse.

Powell diz ser hora de reduzir estímulos, mas não de subir juros
 

Artigos Relacionados

Preços e atrasos de insumos pressionam indústria
Preços e atrasos de insumos pressionam indústria Por Estadão Conteúdo - 02.12.2021

Diretor da fábrica de cadeiras e poltronas Flexform, Rogério Teixeira diz que, para cumprir os contratos após o salto no preço dos insumos nacionais e importados, foi preciso...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (4)
Roberto Vbr
Roberto Vbr 23.10.2021 21:24
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
E eu pensando que o negacionismo era algo só praticado no Brasil...
jose gomez
jose gomez 22.10.2021 14:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Enquanto isso.... BC Brazil INOPERANTE
Flavio Moura
Flavio Moura 22.10.2021 14:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
e aqui juros alto advinha onde irá o estrangeiro colocar sua reserva de emergência, já vi esse filme...
Mant Neuman
BombeiroAristide 22.10.2021 14:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Cara, Flavio, vc me faz rir muito... Reserva de emergencia do estrangeiros em Real Brasileiro... Essa foi a piada do ano !!! Confessa, vc não entende absolutamente nada de investimento e esta aqui somente para defender o Rei da Rachadinha.
Mant Neuman
BombeiroAristide 22.10.2021 14:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
OPAAAAA. Noticia boa... Tinha que ser lá de fora... Por aqui, o Rei da Rachadinha resolveu começar a trabalhar depois de 3 anos roubando e esta destruindo com a economia. Não que a roubalheira tenha parado....
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail