Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Dívida global cresceu mais de US$ 15 tri em 2023, ao recorde de US$ 313 tri, diz IIF

Publicado 21.02.2024, 10:31
Atualizado 21.02.2024, 13:41
Dívida global cresceu mais de US$ 15 tri em 2023, ao recorde de US$ 313 tri, diz IIF

O Instituto de Finanças Internacionais (IIF, na sigla em inglês) destaca o fato de que a dívida global cresceu mais de US$ 15 trilhões no ano passado, o que levou o total a um novo recorde de US$ 313 trilhões. A relação dívida/Produto Interno Bruto (PIB) recuou pelo terceiro ano consecutivo, em cerca de 2% em 2023, motivada sobretudo por mercados maduros, enquanto a taxa de declínio na redução dívida/PIB "desacelerou fortemente" no ano passado, conforme o crescimento e a inflação perderam fôlego.

Por outro lado, a relação dívida/PIB em mercados emergentes atingiu novas máximas em 2023, com as maiores altas observadas em Índia, Argentina, China, Rússia, Malásia e Arábia Saudita. Por outro lado, Chile, Colômbia, Turquia e Polônia tiveram recuos de cerca de 10 pontos em suas relações dívida/PIB, compara.

A IIF também avalia que a incerteza sobre a trajetória dos juros nos EUA e o dólar poderia elevar a volatilidade nas condições internacionais de financiamento, o que limitaria a capacidade e a disposição dos mercados emergentes soberanos para acessar os mercados de dívida internacionais.

O relatório também aponta como "de particular preocupação" o aprofundamento da fragmentação geoeconômica, conflitos geopolíticos e o crescente protecionismo comercial, que poderiam levar a mudanças mais frequentes e abruptas no sentimento de risco global. "Qualquer escalada desses riscos poderia exacerbar vulnerabilidades de dívida", afirma.

Últimos comentários

Os governos só vão se preocupar com dívida pública quando a bomba estourar. Se vai estourar algum dia, não sei, mas ano passado os EUA ficaram pertinho de paralisar setores do governo por falta de dinheiro, daí veio o acordo pra estourar o teto da dívida até 2025. E assim os governantes vão empurrando a sujeira pra baixo do tapete.
do Brasil não cita , que aumentou sua dívida em relação ao PIB
Cada um dos 7,9 bilhões de humanos deve, em média, 40 mil dólares.
Esse dinheiro está indo para os bolsos de quem?? Com certeza no meu bolso não veio um centavo!! E olha que eu mereço uma boa fatia!!
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.