Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dólar recua na abertura com realização de ganhos, mas PIM e exterior limitam

Moedas 05.10.2021 10:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Dólar recua na abertura com realização de ganhos, mas PIM e exterior limitam

O dólar operou em baixa nos primeiros negócios do dia com uma realização parcial, após subir a R$ 5,4465 no mercado à vista na segunda-feira - maior nível desde 27 de abril -, elevando o ganho acumulado a 5% em 30 dias.

O dólar futuro de novembro fechou ontem com valorização de 1,73%, a R$ 5,4775. Os ajustes de baixa, no entanto, são limitados pela alta dos juros dos Treasuries e da moeda americana no exterior.

As quedas da produção industrial brasileira em agosto e interanual maiores que as medianas das projeções do mercado em cenário de falta de insumos, inflação elevada e alta da taxa Selic também são levadas em conta, restringindo a perda da moeda americana, segundo operadores.

A produção industrial caiu 0,7% em agosto ante julho, na série com ajuste sazonal, divulgou há pouco o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). O resultado veio abaixo da mediana (-0,4%) das expectativas dos analistas ouvidos pelo Projeções Broadcast, que esperavam desde uma queda de 1,20% a alta de 0,70%.

Com o resultado, a indústria acumula perda de 2,3% em três meses de quedas consecutivas e opera 2,9% abaixo do patamar de fevereiro de 2020, no pré-pandemia. Em relação a agosto de 2020, a produção recuou 0,7% e essa queda também veio mais forte do que a mediana (-0,1%), que tinha estimativas que variavam de um recuo de 2,10% a elevação de 1,70%.

Em 2021, a indústria acumula alta de 9,2% e, em 12 meses, avanço de 7,2%.

De outro lado, a alta do dólar ante pares emergentes do real, como peso mexicano, perdeu força há pouco diante do avanço do petróleo, e favorece a realização parcial no câmbio local. A commodity está subindo mais de 1,5% há pouco, ainda em reação à decisão de ontem da Opep+, durante reunião ministerial, de manter o acordo existente para retorno gradual da oferta do grupo.

Nos EUA, uma piora do déficit comercial em agosto foi divulgada nesta terça-feira. O déficit comercial dos Estados Unidos aumentou 4,2% em agosto ante julho, a US$ 73,3 bilhões, segundo dados publicados hoje pelo Departamento do Comércio americano. O resultado veio bem acima da expectativa de analistas consultados pelo The Wall Street Journal, que previam déficit de US$ 70,7 bilhões.

Já a secretária do Tesouro americano, Janet Yellen, afirmou em entrevista à CNBC que um default da dívida do governo dos Estados Unidos seria "catastrófico" pois minaria a confiança no país, poderia prejudicar o status de moeda de reserva do dólar e levaria a principal potência mundial a uma recessão.

Yellen voltou a pressionar congressistas a aprovarem com emergência a elevação do teto da dívida, o qual ela chamou de "arbitrário". Para ela, esta é uma responsabilidade bipartidária e deve ser cumprida até 18 de outubro, quando o Tesouro estima que esgotarão os recursos do governo para o pagamento de suas obrigações.

No mercado de câmbio, às 9h30, o dólar caía 0,18%, a R$ 5,4377. O dólar para novembro cedia 0,36%, a R$ 5,4580.

Dólar recua na abertura com realização de ganhos, mas PIM e exterior limitam
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 05.10.2021 16:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
quem tem dolares muito bom ganhando. jegues neto do bc. entre outros.
Mant Neuman
BombeirAristides 05.10.2021 11:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Dolar alto é bom para o Jegues e sua offshore!!! O desemprego e a inflação, deixa para depois.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail