Últimas Notícias
Investing Pro 0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

Parcela de indecisos e 'voto envergonhado' deixam eleição mais imprevisível

Política 25.09.2022 20:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters Parcela de indecisos e 'voto envergonhado' deixam eleição mais imprevisível

Apesar de as pesquisas indicarem um eleitorado majoritariamente decidido, analistas ouvidos pelo Estadão indicam fatores às vésperas das eleições que podem mudar o cenário em 2 de outubro. Um deles é a abstenção, facilitada neste ano pela possibilidade de justificativa por aplicativo. Há, ainda, o voto útil dos que defendem encerrar a disputa no primeiro turno, o chamado "voto envergonhado" - não revelado nas pesquisas - e o porcentual de indecisos.

Baixo nos levantamentos estimulados (quando se informam os nomes dos candidatos), o índice de indecisos varia de 11% a 28% nos levantamentos espontâneos, aqueles em que os nomes dos candidatos não são apresentados.

Segundo o cientista político e professor da Fundação Getulio Vargas (FGV) Fernando Abrucio, a taxa de indecisos pode ser maior do que aparece nas pesquisas. "Alguns querem esperar até o fim para se informar mais e tomar uma decisão, muitos podem ir para Simone Tebet ou Ciro Gomes , outros querem decidir se vão votar no Lula, como voto útil", disse.

"O voto é uma combinação de fatores sociais e econômicos, além de valores. Bolsonaro estacionou porque a economia está melhorando, mas o bem-estar social não está."

A abstenção também influencia. Ela cresceu de 16%, em 2006, para 20,3% em 2018. Foram quase 30 milhões de pessoas que deixaram de votar na última eleição. Para analistas, Luiz Inácio Lula da Silva (PT) pode ser o mais prejudicado com eventual alta de faltantes, mas ela também afetaria a votação de Jair Bolsonaro (PL), que tenta a reeleição.

De acordo com Abrucio, as classes D e E tendem a votar menos (maioria declara voto em Lula), assim como os idosos (maioria declara voto em Bolsonaro). Dados do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) mostram que, em 2018, o grupo com maior índice de abstenção foi o de analfabetos com mais de 60 anos (superior a 50%). Por outro lado, houve neste ano recorde de jovens abaixo dos 18 anos que tiraram título de eleitor - 2 milhões.

Última hora

O cientista político e presidente do conselho do Instituto de Pesquisas Sociais, Políticas e Econômicas (Ipespe), Antonio Lavareda, apontou o que chama de "voto errático", decidido nos últimos dias, como mais um fator de surpresa. "Tem aquele eleitor que vê a pesquisa da véspera e vota em quem está liderando. E o que decide votar no azarão, que não tem nenhuma chance de vencer."

Em 2018, 10% dos votos que as pesquisas indicavam ir para outros candidatos migraram para Fernando Haddad (PT) ou Bolsonaro no último dia da disputa presidencial.

Para o diretor da Quaest, Felipe Nunes, a trajetória da mudança de intenção de voto dos eleitores é evidente. "As pessoas são capazes de mudar sua intenção de voto dependendo da dinâmica do sistema eleitoral. Aconteceu em 2018. Minha avaliação é de que isso tende a acontecer em 2022. Não é desprezível o efeito que a gente pode ter de voto útil."

O mais recente levantamento do Datafolha mostrou que 11% admitem mudar de voto para que a eleição presidencial acabe no primeiro turno. No Ipespe, 68% também disseram que preferem que termine no dia 2.

Intercalam-se aos indecisos e erráticos os que podem fazer um "voto envergonhado" no próximo domingo. E, segundo analistas, dentre eles, os mais presentes seriam os evangélicos. "O voto envergonhado evangélico é uma realidade. Criou-se um meio em que quem fala que vai votar no Lula sofre uma represália social", disse o cientista político e diretor do Observatório Evangélico, Vinicius do Valle.

A campanha de Bolsonaro aposta que exista também uma parcela de voto envergonhado para ele. Isso aconteceria nos segmentos mais pobres. E o mesmo ocorreria em sentido inverso nas faixas de maior renda, pró-Lula.

Economia

O tema mais frequente nas preocupações do eleitorado é a economia, mostram as últimas rodadas das pesquisas. Para o presidente do Instituto Locomotiva, Renato Meirelles, o grupo de eleitores que recebe de dois a cinco salários mínimos é um dos mais afetados pela flutuação do desempenho da economia. Meirelles aponta que historicamente esses eleitores têm potencial de definir a eleição, por ser um segmento em disputa.

É o que acontece nesse pleito. Enquanto Lula avança entre os mais pobres e Bolsonaro entre os mais ricos, a classe C é disputada voto a voto. No Ipec, presidente e ex-presidente já assumiram a liderança mais de uma vez na série histórica, o que pode resultar em surpresas no dia 2.

Parcela de indecisos e 'voto envergonhado' deixam eleição mais imprevisível
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (37)
Mantt Newmann
Mantt Newmann 26.09.2022 9:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Só mesmo tendo muita vergonha ou sendo imbecil para votar nos ladrões BOZO e LULA.
Marcelo Souza Pinhoes
Marcelo Souza Pinhoes 26.09.2022 9:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Quem vota no ladrão de nove dedos tem que ter vergonha mesmo! Aqui é Bolsonaro 22 com orgulho 🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
César Menegatto
César Menegatto 26.09.2022 8:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A eleição não poderia estar mais previsível, quem deveria ficar emvergonhado é a mídia esquerdista que publica esse tipo de matéria.
César Menegatto
César Menegatto 26.09.2022 8:08
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Imprevisível? Fala sério, o Brasil inteiro é Bolsonaro, isso é coisa da mídia esquerdista desesperada, daí faz essas matérias ridículas.
Ruy Novaes
Ruy Novaes 26.09.2022 7:59
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fala sério… o tal do ex presidiario nao saia as ruas … somente nas pesquisas em o descondenado dizem estar na frente… VAI SER 2️⃣2️⃣ BOLSONARO DISPARADO NO PRIMEIRO TURNO… para desespero dos sanguessugas, parasitas que vivem de maracutaias… esse elemento deveria estar atras das grades…
Andre Menezes
Andre Menezes 26.09.2022 7:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Manipulam as pesquisas por meses e agora vêm com essa historinha de mudança de voto na última hora. Bolsonaro terá uma votação absurdamente expressiva.
Marcos Paulo Martins Silva
Marcos Paulo Martins Silva 26.09.2022 7:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Lula 2022 📈
Marcos Paulo Martins Silva
Marcos Paulo Martins Silva 26.09.2022 7:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Lula 2022 📈
Eliene Soares
Eliene Soares 26.09.2022 7:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Começaram as justificativas.🤔🤔🤔
Antonio Dondoni
Antonio Dondoni 26.09.2022 7:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
#BOLSONARO REELEITO PRIMEIRO TURNO.#LULARAPIO DE VOLTA PRA CADEIA PRA CUMPRIR OS 10 ANOS QUE FALTA
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail