Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Americanas tem prejuízo de R$4,6 bi nos primeiros 9 meses de 2023

Publicado 26.02.2024, 09:35
Atualizado 26.02.2024, 20:30
© Reuters. Unidade da Americanas em Brasília
12/01/2023
REUTERS/Ueslei Marcelino

SÃO PAULO (Reuters) - A Americanas (BVMF:AMER3) divulgou nesta segunda-feira um prejuízo líquido de 4,6 bilhões de reais nos primeiros nove meses de 2023, após vários atrasos, classificando o ano como "o mais desafiador" de sua história à luz de um grande escândalo contábil.

A Americanas, uma empresa quase centenária que tem como acionistas de referência o trio de bilionários que fundou a 3G Capital, pediu recuperação judicial no ano passado depois de descobrir mais de 20 bilhões de reais em inconsistências contábeis.

Nos primeiros três trimestres de 2023, a varejista registrou um prejuízo líquido de 4,61 bilhões de reais, informou em documento à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), após um prejuízo revisado de 6,03 bilhões de reais um ano antes.

A Americanas disse que os resultados foram afetados por uma “significativa queda de vendas", principalmente na plataforma digital, e altas despesas financeiras em meio ao seu processo de recuperação judicial.

As vendas digitais medidas pelo valor bruto de mercadoria (GMV) caíram 77% nos primeiros nove meses de 2023 em relação ao ano anterior.

A diretora financeira da Americanas, Camille Loyo Faria, disse à Reuters que a queda se deve a uma falta de confiança por parte dos clientes e fornecedores, um problema que ela vê como em grande parte já resolvido.

Os resultados também foram prejudicados pela decisão da empresa de parar de vender algumas categorias de produtos, incluindo eletrônicos e geladeiras, diretamente aos clientes em sua plataforma digital, oferecendo-os apenas na plataforma de marketplace de terceiros na tentativa de aumentar as margens.

"A estratégia é justamente tentar trazer os fornecedores desses produtos para serem 'sellers' no nosso 3P (marketplace)", disse ela.

As ações da Americanas fecharam em queda de 3,9%, a 0,50 real nesta segunda-feira. O papel acumula recuo de cerca de 90% desde a revelação das inconsistências contábeis.

O lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) da Americanas foi negativo em 1,56 bilhão de reais, contra 1,28 bilhão de reais negativos um ano antes, enquanto a margem bruta melhorou 11,1 pontos percentuais, para 27,7%, apoiada pela nova estratégia em sua plataforma digital.

A dívida bruta permaneceu praticamente estável em 38,37 bilhões de reais.

A expectativa é que a varejista informe o resultado do quarto trimestre em março, de acordo com seu site de relações com investidores.

A Americanas divulgou em novembro passado lucros revisados ​​para 2021 e 2022 para refletir o que descreveu como uma “fraude” de ex-administradores, embora as investigações estejam em andamento.

Em dezembro, a companhia obteve a aprovação dos credores para um plano de reestruturação que incluía desinvestimentos, uma troca de dívida por capital e uma injeção de capital de até 12 bilhões de reais pelo trio Jorge Paulo Lemann, Marcel Telles e Carlos Alberto Sicupira.

© Reuters. Unidade da Americanas em Brasília
12/01/2023
REUTERS/Ueslei Marcelino

Separadamente, a empresa informou em fato relevante nesta segunda-feira que o Juízo da 4ª Vara Empresarial da Comarca da Capital do Estado do Rio de Janeiro homologou o plano de recuperação judicial (PRJ) do grupo.

A companhia prevê uma recuperação até 2025.

(Reportagem de André Romani e Gabriel Araujo)

Últimos comentários

O trio da 3G quebrou Amer. KHC valia 100 hj vale 35. Ainda assim, Bozoladrao garantiu sua propina e entregou o controle da ELET para o trio sem que eles precisassem pagar por isso. Deve ter caído bilhões na mão do centrão e Bozoladrao.
O lucro antes do ebtida foi negativo kkkkkkk tanta "GONORANÇA"
Os 4 fizeram arminha e aí?
Bandidos, pilantras de gravata. Deveriam estar presos. Espero que sejam
Americanas está em prejuízo desde muito tempo.
faz o L galera. veia Trajano em breve vai ta trabalhando de diarista pra sobreviver.
todas as verejeiras do brasil falidas. Quem ainda compra nesses empresas com mercado livre e amazon e shopee ai ? levarei minhas.mglu e bhia comigo pro caixao se esperar voltar ao PM, entao mes a mes vendendo call Atm e rolando a hora que vender tchau nunca mais lixos
kkkkkkkkk
Fazendo trade e equilibrando o prejuízo.
A falência é certa!
Privatiza que melhora.
Fico imaginando o Governo com 50,26% e o restante na mão do grupo 3G .. Combinação perfeita ..kkkk
Verdade! Democratização o roubo. kkkkkkk
Melhores pimentinhas do momento!
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.