Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

Espaçonave de empresa dos EUA atinge órbita lunar para tentativa de pouso

Publicado 21.02.2024, 16:17
Atualizado 21.02.2024, 17:51
© Reuters. Foguete SpaceX Falcon 9 decola levando módulo lunar da Intuitive Machines
15/02/2024
REUTERS/Joe Skipper

Por Steve Gorman

(Reuters) - Um módulo lunar construído pela Intuitive Machines, empresa sediada em Houston, alcançou a órbita da Lua nesta quarta-feira para a primeira tentativa norte-americana de pouso no vizinho celestial mais próximo da Terra em mais de 50 anos, e a primeira já realizada por uma espaçonave particular.

O módulo de aterrissagem Nova-C de seis pernas, batizado de Odysseus, entrou em uma órbita circular a 92 km acima da superfície lunar depois de disparar seu principal propulsor de foguete por quase sete minutos em uma manobra de inserção orbital, informou a empresa em um comunicado online.

Se tudo correr conforme o planejado, a espaçonave deverá baixar gradualmente sua órbita nas próximas 24 horas e pousar na cratera Malapert A, perto do polo sul da Lua, às 19h49 (horário de Brasília) de quinta-feira, levando um conjunto de instrumentos científicos e demonstrações de tecnologia da Nasa.

A Odysseus continua "em excelente estado de saúde", disse a empresa, acrescentando que, enquanto durar sua órbita lunar, a cerca de 384.000 km da Terra, os controladores da missão em Houston irão monitorar os dados de voo da espaçonave e transmitirão imagens da Lua.

© Reuters. Foguete SpaceX Falcon 9 decola levando módulo lunar da Intuitive Machines
15/02/2024
REUTERS/Joe Skipper

A Odysseus foi lançada há seis dias, em 15 de fevereiro, em um foguete Falcon 9 construído e pilotado pela SpaceX, empresa de Elon Musk sediada na Califórnia, a partir do Centro Espacial Kennedy, da Nasa, em Cabo Canaveral, na Flórida.

Se a aterrissagem for bem-sucedida, a missão IM-1 representará a primeira descida controlada à superfície lunar por uma espaçonave dos EUA desde a Apollo 17, quando a última missão lunar tripulada da Nasa, com Gene Cernan e Harrison Schmitt, aterrissou lá em 1972.

Também marcaria o primeiro "pouso suave" na Lua por um veículo comercialmente fabricado e operado e a primeira do programa lunar Artemis, da Nasa, conforme os EUA correm para levar os astronautas de volta ao satélite natural da Terra antes que a China pouse sua própria espaçonave tripulada lá.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.