Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Ibovespa recua com Bradesco entre maiores pressões de baixa após resultado

Ações04.08.2021 17:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
2/2 © Reuters. Bolsa de valores de São Paulo 03/04/2019 REUTERS/Amanda Perobelli 2/2

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa recuava nesta quarta-feira, após duas altas seguidas, com Bradesco entre as maiores pressões na esteira de resultado trimestral afetado pela área de seguros, assim como Petrobras, que era contaminada pela forte queda do petróleo antes da divulgação do balanço da companhia do segundo trimestre.

Às 11:01, o Ibovespa caía 1,13 %, a 122.182,78 pontos. O volume financeiro somava 5,2bilhões de reais.

A temporada de resultados ainda reserva para o final do dia os números de empresas como Braskem (SA:BRKM5) e Banco do Brasil (SA:BBAS3). Também após o fechamento será conhecida a decisão de política monetária do Banco Central, com muitos no mercado esperando uma alta da Selic para 5,25% ao ano.

Pesquisa Reuters apontou que Copom elevará a taxa básica de juros em 1 ponto percentual nesta quarta-feira, acelerando o ritmo de aperto em relação à decisão anterior, no maior aumento de juros desde 2003, em uma tentativa de evitar que a inflação galopante deste ano se estenda para 2022.

"O foco estará no comunicado, com a sinalização do que esperar para o encontro de setembro. É provável que indique a possibilidade de uma nova alta da mesma magnitude", afirmou o economista-chefe da SulAmérica (SA:SULA11) Investimentos, Newton Rosa.

Investidores também continuam atentos ao noticiário de Brasília, em particular discussões com potencial efeito no quadro fiscal do país.

No exterior, Wall Street mostrava fraqueza, corroborando o sinal negativo no pregão brasileiro, com as preocupações em torno da desaceleração do crescimento econômico e os temores renovados com a Covid atingindo setores economicamente sensíveis, incluindo bancos.

DESTAQUES

- BRADESCO PN (SA:BBDC4) caía 3%, maior queda do Ibovespa, mesmo após crescimento de mais de 60% no lucro recorrente do segundo trimestre, com a área de seguros do banco afetada pela segunda onda de Covid-19. O presidente-executivo do banco disse que os sinistros de seguros relacionados à Covid-19 devem recuar até o final do ano. No setor, ITAÚ UNIBANCO PN (SA:ITUB4) cedia 1,4%. BB ON caía 1,3%.

- PETROBRAS ON (SA:PETR3) e PETROBRAS PN (SA:PETR4) perdiam 2,45% e 1,9%, respectivamente, na esteira do forte declínio dos preços do petróleo no exterior, onde o Brent caía 2,4%. A companhia reporta resultado do segundo trimestre ainda nesta quarta-feira e a expectativa é de que mostre lucro de 0,82 dólar por ação, segundo a estimativa média dos analistas da Refinitiv, ante prejuízo de 0,39 dólar um ano antes.

- COSAN ON (SA:CSAN3) recuava 2,85%, após a Raízen, joint venture entre a empresa e a Shell precificar sua oferta inicial de ações a 7,40 reais por papel na terça-feira, no piso da faixa estimada, sem a colocação de lote adicional. A operação movimentou 6,9 bilhões de reais, no maior IPO do ano no Brasil.

- GERDAU PN (SA:GGBR4) rondava a estabilidade, mesmo após resultado recorde e acima do esperado no segundo trimestre, com Ebitda ajustado de 5,9 bilhões de reais e margem Ebitda ajustada de 30,8%. No setor de mineração e siderurgia, porém, o destaque era USIMINAS PNA (SA:USIM5), em alta de 3%. VALE ON (SA:VALE3) cedia subia 0,1%.

- GOL (SA:GOLL4) PN recuava 0,6%, perdendo o fôlego após subir mais de 2% no começo do pregão, tendo de pano de fundo dados de tráfego de julho e acordo para comprar 28 Boeing 737 Max-8.

- NATURA&CO ON avançava 1,2%, na segunda sessão consecutiva de recuperação, após forte ajuste negativo recente, com queda em seis de sete pregões até a segunda-feira, quando acumulou declínio de 11,6%. Os papéis têm sofrido com perspectivas de números fracos na base trimestral no balanço do período de abril a junho.

- XP INC disparava 8,7% em Nova York, após anunciar na terça-feira um salto de 83% no lucro líquido ajustado do segundo trimestre ante mesma etapa de 2020, para 1,034 bilhão de reais. O resultado operacional da XP medido pelo Ebitda ajustado cresceu 77% ano a ano, para 1,24 bilhão de reais.

Ibovespa recua com Bradesco entre maiores pressões de baixa após resultado
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Paulo Kunzmann
Paulo Kunzmann 04.08.2021 17:54
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Acredito que ocorrera uma queda substancial no volume de negocios e retirada de recursos.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail