📖 Guia da Temporada de Balanços: Saiba as melhores ações escolhidas por IA e lucre no pós-balançoLeia mais

Nvidia ultrapassa Microsoft e se torna a empresa mais valiosa do mundo, com US$ 3,3 trilhões

Publicado 18.06.2024, 16:15
© Anthony Behar/Sipa USA via Reuters Connect Nvidia ultrapassa Microsoft e se torna a empresa mais valiosa do mundo, com US$ 3,3 trilhões
MSFT
-
GOOGL
-
AAPL
-
AMZN
-
NVDA
-
META
-

A Nvidia (NASDAQ:NVDA), que se tornou a principal fornecedora dos processadores utilizados na corrida da inteligência artificial (IA), ultrapassou a Microsoft (NASDAQ:MSFT) e se tornou a companhia de capital aberto mais valiosa do mundo nesta terça-feira, 18. A companhia de chips chegou a um pico de US$ 3,336 trilhões de avaliação de mercado, com os papeis sendo vendidos a US$ 136,60 na Bolsa de Nova York, alta de mais de 3% no dia, adicionando mais de US$ 103 bilhões ao valuation.

LEIA TAMBÉM: Quer saber quando vender suas ações da Nvidia? Descubra com esta ferramenta

O marco vem em meio a uma ascensão meteórica da Nvidia nos últimos meses, com valorização de 170% somente em 2024. No início deste mês, a companhia ultrapassou a Apple (NASDAQ:AAPL) e se tornou a segunda empresa com maior avaliação de mercado, estreando no clube das firmas de mais US$ 3 trilhões. Em fevereiro, atingiu os US$ 2 trilhões em valuation pela primeira vez. O primeiro trilhão veio em maio de 2023.

Investidores estão empolgados com os esforços da Nvidia, fundada em 1991 pelo empresário Jensen Huang, hoje presidente executivo da firma, em se tornar a principal fornecedora dos processadores utilizados para treinar modelos de inteligência artificial. Até poucos anos, a companhia era conhecida por ser a melhor fornecedora de chips e placas de vídeo para o mercado de games, por exemplo.

Os chips, que inicialmente eram unidades de processamento gráfico (GPUs), têm grande performance para processamento de modelos de IA. Eles costumavam ser usados apenas em games e em outras tarefas de processamento de vídeo, mas, nos últimos anos, se tornaram o "cérebro" dos centros de dados e supercomputadores que se dedicam a rodar os poderosos modelos inteligentes das companhias do mercado. Atualmente, a Nvidida fornece esses processadores para nomes como OpenAI, Google, Amazon (NASDAQ:AMZN) e Meta, entre outros, e detém participação de 80% do mercado.

Os números da empresa vêm refletindo essa domínio. Em maio passado, a Nvidia apresentou o balanço financeiro referente ao primeiro trimestre de 2024. O lucro líquido aumentou mais de sete vezes em comparação com igual período de 2023, saltando para US$ 14,88 bilhões de janeiro a março deste ano - no ano passado, esse número era de US$ 2,04 bilhões. Já a receita mais do que triplicou, subindo para US$ 26,04 bilhões, ante US$ 7,19 bilhões no ano anterior. Após o balanço, a empresa ganhou US$ 220 bilhões em valor de mercado, passando a valer então US$ 2,55 trilhões.

Para os próximos anos, a Nvidia assegurou que deve aumentar a produção dos chips para atender à demanda do mercado, bem como lançar modelos mais avançados para acelerar as pesquisas em inteligência artificial. Hoje, o principal produto da Nvidia são os chips H100, vendidos por mais de US$ 30 mil.

Já a Microsoft é avaliada em US$ 3,325 trilhões, com baixa de 0,2% no dia - a companhia fundada por Bill Gates é parceira estratégica da OpenAI, dona do ChatGPT, e também vem surfando na onda da inteligência artificial. A Apple, em terceira posição, está com US$ 3,278 trilhões, queda de 1,3% no dia.

Abaixo dessas três companhias, o clube das empresas trilionárias conta também com Alphabet (NASDAQ:GOOGL) (dona do Google), Amazon e Meta, avaliadas em US$ 2,198 trilhões, US$ 1,915 trilhão e US$ 1,285 trilhão, respectivamente.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.