Últimas Notícias
Investing Pro 0
OFERTA Cyber Monday: Até -54% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Petrobras: Intervenção não teria os mesmos resultados de 2011, diz Goldman Sachs

Ações 06.10.2022 11:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.
 
PBR
+2,33%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR3
+2,47%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR4
+2,10%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
PETR4
-2,96%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por Ana Beatriz Bartolo

Investing.com - A Petrobras (BVMF:PETR4) de hoje é um negócio de upstream, que opera com custos e capex mais baixos e um FCF mais forte, afirma o Goldman Sachs (NYSE:GS). Para o banco, a empresa possui muito mais independência do governo atualmente do que tinha dez anos atrás.

Assim, uma possível intervenção na política de preços dos combustíveis da Petrobras, semelhante ao que acontecia entre 2011 e 2015, conduziria provavelmente a um resultado menos negativo, dado ao fato de que a empresa está numa posição financeira mais forte.

Essa visão faz parte de uma análise realizada pelo Goldman Sachs sobre o que mudou dentro da Petrobras desde 2011, quando a intervenção governamental na companhia era mais acentuada. 

No ciclo 2011-15 a interferência do governo na política de precificação de combustíveis, combinada com alocação de capital ineficiente, levou a FCF negativo e aumento da alavancagem, com Dívida Líquida/Ebitda de 4,3x em 2015, contra 1,5x em 2011. 

O período 2016-1S21 foi marcado por uma sólida recuperação liderada pela nova administração, com convergência para preços internacionais de combustíveis, otimização de capex e vendas de ativos não essenciais. Mais recentemente, o período 2S21-2022 foi marcado por pagamentos de dividendos significativos, após a conclusão do processo de desalavancagem no ciclo anterior e maior foco no retorno aos acionistas.

O banco destaca, porém, que não se pode negar que uma intervenção na companhia teria um impacto negativo, mesmo que menor do que o visto anteriormente. Ainda assim, o Goldman Sachs não vê gatilhos sobre as ações da Petrobras no momento, apesar de que as eleições presidenciais devem continuar trazendo volatilidade para o papel.

O Goldman Sachs mantém a sua indicação de compra, com um preço-alvo de R$ 31,70 para as ações preferenciais, de R$ 34,90 para as ações ordinárias e de US$ 13 para as ADRs negociadas nos Estados Unidos.

Tese de Investimentos: Reajustes e interferências movem ações da Petrobras

Melhora no FCF

Olhando para os números atuais da Petrobras, o Goldman Sachs explica que o FCF da companhia de hoje é melhor que o de 2011, devido a um menor capex upstream, já que a Petrobras está colhendo os investimentos feitos no pré-sal na última década. 

Cerca de 70% da produção total da Petrobras vem do pré-sal, que tem custos unitários muito mais baixos de US$ 5,19/bbl, em relação ao pós-sal, de US$ 14,47/bbl, e aos campos de águas rasas e terrestres, de US$ 17,23/bbl, segundo números reportados no 2T22. Isso faz com que o custo unitário consolidado em E&P esteja agora em US$ 7,7/bbl, bem abaixo do observado em 2011 de US$ 12,6/bbl.

LEIA MAIS: Petrobras sofre pressão para segurar preços até o 2º turno

Benefícios dos dividendos

O Goldman Sachs também aponta que as distribuições recentes de dividendos da Petrobras também criam um cenário diferente sobre a possível intervenção política na companhia. Isso porque boa parte dos valores pagos são destinados ao governo, o maior acionista da empresa. O banco estima que em 2022E, o dividend yield para o Estado seja de 51%.

Além dos dividendos, os impostos corporativos são pagos ao governo e agora são mais altos devido à maior lucratividade atualmente. Esses dois fatores reduzem o incentivo para que o presidente intervenha na estatal.

A expectativa do Goldman Sachs é que no 3T22, o dividend yield da Petrobras seja de 12% e no 4T22, de 7%.

Previsões para 2023

Em 2023, a Petrobras iniciará um novo ciclo, na visão do Goldman Sachs, que observa dois possíveis cenários. O primeiro mostraria uma empresa administrada por um novo governo com a consolidação de retornos de capital consistentes para os investidores, enquanto a segunda seria sobre a implementação de medidas visando reduzir os preços dos combustíveis e aumentar os investimentos em renováveis ​​e segmentos de refino. 

Independentemente de qual cenário se concretize, o Goldman Sachs acredita que o novo estatuto social da Petrobras e as leis de governança aprovadas após 2016 funcionem como barreiras de proteção contra ideias intervencionistas. 

Às 11h53, as ações da Petrobras subiam 1,23%, a R$ 32,94.

 

Petrobras: Intervenção não teria os mesmos resultados de 2011, diz Goldman Sachs
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (12)
Cafu Do Icaraí
Cafu Do Icaraí 06.10.2022 18:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estudem sobre a lei da Partilha!!! Extinta em 2016!!! Logo após o impeachiment!!! Por FAVOR!!! E abandonem a frases prontas!!! Isso os tornam pequenos!!! Então o Goldman Sachs analisou assim!!! É só mais uma opinião!!!
Herbert Garcia
Herbert Garcia 06.10.2022 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Simples assim
Herbert Garcia
Herbert Garcia 06.10.2022 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O lucro de hj (2018-22)só é possível pq houve investimento/ dívida antes (2008-14) .
Leo soccop
Leo soccop 06.10.2022 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
o lucro de hoje é devido redução dos investimentos, a níveis insuficientes para manter reservas e produção de petróleo, as vendas de ativos rentáveis, estratégicos e resilientes à queda do preço do petróleo e seus preços conjunturalmente altos, que possibilitaram pagamentos de dividendos altos e insustentáveis pela direção da Petrobrás.
Leo soccop
Leo soccop 06.10.2022 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
2010 e 2011 a petrobras foi a empresa que realizou a maior capitalização do mundo para arrecadar fundos para investimento na exploração da camada pré-sal (onde hoje estamos vendo os frutos, em 50 anos o país chegou a produzir 1 milhão de barril em 10 anos já estamos em 4 milhões e a previsão é aumentar). Coma a capitalização criou-se uma dívida com o dólar custando R$ 1,70 e o barril de petróleo em torno de $ 100,00. Logo depois em 2014 iniciou-se uma crise política e o dólar avançou no país chegando ~ R$ 4,00 em 2016 e o barril de petróleo despencando até $ 25,00, obviamente prejudicando a receita e ebitda,
adan silva
adan silva 06.10.2022 14:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Sim, posso confirmar essa estória, eu era a dívida.
Leo soccop
Leo soccop 06.10.2022 13:38
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Agora para se eleger pode intervir? Mas antes para não aumentar a inflação e juros, diminuindo o poder de compra e quebrando empresas não podia!!!
BozLu Lapinante
BozLu Lapinante 06.10.2022 13:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bozo já acabou com ao governança da PBR tirando da mão da diretoria e levando para o conselho de marionetes a decisão sobre a PPI. Agora, ainda quer trocar os tecnicos da diretoria e colocar mais algumas marionetes. Vai manipular os preços e regularizar a rachadinha.
BozLu Lapinante
BozLu Lapinante 06.10.2022 13:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A Petrobras anunciou que o Conselho de Administração e o Conselho Fiscal vão "supervisionar" as decisões sobre reajustes de gasolina, diesel e outros combustíveis.
Reynaldo Schumann
Reynaldo Schumann 06.10.2022 13:27
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
faltou o terceiro cenário que seria o Lula meter a mão na PB de novo
Murilo Da Silva Fonseca
Murilo Da Silva Fonseca 06.10.2022 13:03
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Deixa eu ver se entendi. A ação vale hoje R$ 33,00, praticamente. O Goldman Sachs orienta compra e preço alvo em R$ 31,70? Pode isso, Arnaldo? rsrs
Ruy Novaes
Ruy Novaes 06.10.2022 13:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A Petrobras somente vai nessa de crescimento, investimento, enxugamento, na continuidade desse governo Bolsonaro, que trouxe resultados extraordinarios . Nos desgovernos passados, principalmente no do ex presidiario, deixaram um rombo por volta de 900 bilhoes.Vote2️⃣2️⃣ Bolsonaro PresidenteUnidos contra a esquerda!
Ronaldo Santos
Ronaldo Santos 06.10.2022 13:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
já era, depois cadeia no psicopata.
Brian Paulo
TraderVendido 06.10.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Então agora é venda. ADR 14,30 PETR4 33,00 e PETR3 37,00
Fabio Romero Gonsalves da Silva
Fabio Romero Gonsalves da Silva 06.10.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
a empresa quase quebrou com a intervenção do PT,e esse outro ladrão fala uma coisa dessa
Arthur Freitas
Arthur Freitas 06.10.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
não sou petista, porém uma interpretação de texto " caso tenha lido até o final" mostraria que a empresa tem custa menores, graças ao investimento feito na década passada.
Arthur Freitas
Arthur Freitas 06.10.2022 12:51
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
não sou petista, porém uma interpretação de texto " caso tenha lido até o final" mostraria que a empresa tem custa menores, graças ao investimento feito na década passada.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail