x
Últimas Notícias
0

Apple: Um celular de US$1.000 vai produzir uma empresa de US$1 trilhão?

Tecnologia13.09.2017 16:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. iPhones X em exposição durante evento de lançamento da Apple em Cupertino, Estados Unidos

(Reuters) - Avaliado em cerca de 830 bilhões de dólares, o valor de mercado da Apple no dia do lançamento de seu mais novo iPhone supera em muito o valor de seu próximo maior rival e Wall Street se pergunta: Será a primeira empresa listada a quebrar a marca Big T?

Se a história ensina algo, o lançamento do iPhone X - edição de 10 anos de aniversário do dispositivo - sinaliza que o marco de 1 trilhão de dólares pode ser batido ainda este ano.

As ações da Apple, em média, subiram 33 por cento no ano seguinte a cada um dos eventos de lançamento de seus iPhones, desde o primeiro, em 9 de janeiro de 2007. O papel subiu no ano seguinte aos anúncios em sete dos dez casos e caiu em três.

Em seu nível atual, as ações da Apple precisam subir quase 20 por cento para atingir a primeira capitalização de mercado de 13 dígitos.

Alguns analistas dizem que a família real saudita estabeleceu o valor da gigante de petróleo saudita Aramco em 2 trilhões de dólares ou mais, mas não há registros públicos para confirmar isso até sua oferta pública inicial de ações no ano que vem.

Dos 38 analistas de Wall Street que cobrem a Apple, dois já tem preços-alvo para a ação que prevêem um valor de mercado da empresa acima do nível de 1 trilhão de dólares.

Brian White, da Drexel Hamilton, cujo preço-alvo de 208 dólares para a ação é o mais alto de Wall Street e equivale a um valor de mercado de 1,075 trilhão de dólares com o número atual de papéis em circulação, voltou do evento de terça-feira convencido de que a ação ainda pode subir mais.

"Nós continuamos a acreditar que o papel da Apple não apenas se beneficiará com o próximo ciclo de iPhones, mas também da iniciativa de distribuição de capital da companhia, avaliação atrativa e potencial para novas inovações", escreveu White em uma nota a clientes. "Sendo assim, não acreditamos que a corrida da Apple se encerrará hoje (terça-feira) com o evento do iPhone, mas ainda tem um atraente potencial de crescimento".

Katy Huberty, do Morgan Stanley (NYSE:MS), disse em nota a clientes após o evento de terça-feira que as ferramentas de realidade aumentada na nova linha de celulares da Apple "tem o potencial de se tornar o próximo aplicativo de grande sucesso que acelera as atualizações de smartphones e impulsiona a monetização e crescimento de serviços".

O atual preço-alvo da analista para a ação da Apple é 182 dólares, 13 por cento acima do preço de fechamento de terça-feira de 160,86 dólares, com valor de mercado de 940 bilhões de dólares, mas Huberty tem um preço-alvo altista de 253 dólares para a ação, ou um pouco mais de 1,3 trilhão de dólares, com o atual número de ações em circulação.

As ações da Apple subiram 52 por cento no último ano.

Desde que a Apple anunciou pela primeira vez a linha de produtos iPhone em janeiro de 2007, suas ações se subiram mais de 1.200 por cento e entregaram um retorno total, incluindo dividendos reinvestidos, de mais de 1.375 por cento. Seu retorno total anualizado de 28,7 por cento nesse período é quase três vezes maior do que o registrado pelo índice Nasdaq Composite e quase quatro vezes o do índice de referência S&P 500.

E, embora os quase 1.150 dólares cobrados pelo iPhone X de 256 gigabites possam parecer um preço exorbitante, não é mais caro - em relação ao preço das ações da Apple - do que o primeiro iPhone em 2007. A versão top de linha do iPhone da primeira geração, que custava 599 dólares, valia um pouco mais do que sete ações da Apple naquele momento, aproximadamente o mesmo que hoje em termos nominais.

A Apple dividiu suas ações em uma base de 7 para 1 há três anos. Ajustando para isso, uma ação pré-dividida de Apple valeria um iPhone X quase completo hoje.

(Por Dan Burns)

Apple: Um celular de US$1.000 vai produzir uma empresa de US$1 trilhão?
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material  relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de registro no futuro, a critério Investing.com.

 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Escreva o que você pensa aqui
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
Postar
Postar também no :
1000
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
Postar 1000
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
 
 
 
Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Anexar um gráfico a um comentário
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail