Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
👀 Invista igual ao Warren Buffett e lucre +174.3% acima do badalado S&P 500 Aproveite desconto de 40%

Será que a GE Conseguirá Sobreviver à Atual Crise Econômica?

Por Investing.com (Haris Anwar)Ações18.06.2020 12:15
br.investing.com/analysis/can-ge-survive-the-current-economic-downturn-200435718
Será que a GE Conseguirá Sobreviver à Atual Crise Econômica?
Por Investing.com (Haris Anwar)   |  18.06.2020 12:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
BA
-1,82%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
AIR
-0,20%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
GE
+1,13%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
BKR
+1,25%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
ERJ
+6,98%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

A crise sanitária global provocou uma tempestade perfeita de riscos de mercado para a General Electric (NYSE:GE). A demanda de seus produtos e serviços despencou. Os papéis da companhia sofreram uma queda de 35% só neste ano, fazendo evaporar praticamente toda a valorização dos últimos 18 meses.

GE Weekly 2017-2020
GE Weekly 2017-2020

Um dos grandes obstáculos para a recuperação da GE neste ano está vindo da divisão de aviação, que produz motores a jato para Boeing (NYSE:BA) e a Airbus (OTC:EADSF). Até agora, esse segmento tem gerado fluxos de caixa positivos para o conglomerado industrial sediado em Boston. Como, desde que a crise de saúde forçou os governos ao redor do mundo a colocar seus cidadãos em confinamento e interromper basicamente os deslocamentos, as companhias aéreas cancelaram seus voos, obrigando a GE a colocar em licença remunerada metade dos seus colaboradores que trabalham na unidade de aviação nos EUA e demitir 10% do seu quadro funciona dedicado à fabricação de motores a jato no país.

A forte queda atual das ações da GE, que haviam registrado uma impressionante recuperação em 2019, reflete as preocupações dos investidores com a capacidade da gigante industrial de sobreviver a uma das recessões mais graves do nosso tempo.

Antes da pandemia de covid-19, os analistas em Wall Street se mostravam mais otimistas com a retomada da companhia. O CEO da GE, Larry Culp, vinha reestruturando suas operações e tentando tirar a companhia de uma crise causada pela fraca demanda por seus equipamentos de geração de energia e problemas em sua unidade GE Capital.

A derrocada do valor das suas ações, iniciada em 2017 e que varreu US$ 200 bilhões em patrimônio, forçou a companhia a cortar seu dividendo trimestral a poucos centavos por ação. Para levantar caixa e saldar sua dívida, a GE vendeu ativos e saiu dos segmentos de petróleo e transporte.

Mais dificuldades pela frente

Como as viagens internacionais foram interrompidas em março, os negócios de aviação da GE registraram uma queda de receita de 13% no primeiro trimestre, quando o lucro da divisão despencou 39%.

O balanço do segundo trimestre será o primeiro a apresentar toda a pressão da covid-19. A expectativa é que os resultados financeiros da GE apresentem um declínio sequencial. Stephen Tusa, do JPMorgan, que tem posicionamento neutro para a ação, declarou em nota recente a clientes que o fluxo de caixa livre da GE deve ser consideravelmente negativo neste ano.

“Esse é um resultado pior do que o esperado. Ainda estamos avaliando a gravidade da situação. Todos os mecanismos que a companhia vinha usando em 2019 para respaldar os resultados industriais estão sendo expostos”, declarou Tusa.

A GE também enfrenta uma elevação dos custos com benefícios previdenciários. A queda das taxas de juros está afetando o plano de pensões da companhia, exigindo um investimento adicional de US$ 10 bilhões, se não for maior, de acordo com John Inch, analista da Gordon Haskett. Além disso, o valor da participação de 36,8% que a GE tem na gigante petrolífera Baker Hughes (NYSE:BKR) se deteriorou ainda mais com o enfraquecimento dos preços de energia.

Raio de esperança

Entretanto, em meio a toda essa turbulência, a gerência da companhia ainda vê um raio de esperança. A crise provocada pela pandemia do novo coronavírus pode acelerar ainda mais os esforços de corte de custos e mudanças culturas que a empresa vem tentando implementar, declarou o CEO Culp em uma entrevista à Bloomberg.

A gerência planejou cortes de custos de mais de US$ 2 bilhões, além de US$ 3 bilhões em preservação de caixa para mitigar o impacto do coronavírus. A empresa também está acelerando as mudanças internas necessárias para permitir sua volta por cima.

Nesta semana, a GE anunciou que o longevo CEO da sua unidade de aviação, David Joyce, estava deixando o cargo e seria substituído por John Slattery, ex-diretor de aviação comercial da fabricante brasileira de aviões Embraer (NYSE:ERJ).

Para reforçar sua posição de caixa, a GE também tem sido ativa em mercados de dívida. O braço financeiro da companhia detém mais de US$ 13,5 bilhões em títulos desde meados de abril. A General Electric também levantou cerca de US$ 20 bilhões através da venda dos seus negócios biofarmacêuticos, um acordo fechado no fim de março.

Através dessas medidas, a GE possui agora caixa e equivalentes de caixa de mais de US$ 47 bilhões, além de uma linha de crédito renovável de US$ 15 bilhões para enfrentar a crise gerada pelo vírus.

Resumo

No ano passado, a GE ficou muito perto de dar a volta por cima graças aos seus esforços de retomada. Infelizmente, a profunda recessão que os EUA e o mundo estão enfrentando está complicando a situação, aumentando as incertezas sobre a GE.

Embora a General Electric aparentemente tenha caixa suficiente para superar esse período, os investidores não devem esperar mais do que a sobrevivência nesse ambiente.

Será que a GE Conseguirá Sobreviver à Atual Crise Econômica?
 

Artigos Relacionados

Será que a GE Conseguirá Sobreviver à Atual Crise Econômica?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail