Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

Crise na Evergrande e o Impacto no Mercado de Criptomoedas

Publicado 24.09.2021, 07:23
Atualizado 09.07.2023, 07:32

O início desta semana foi marcado por um clima de incerteza e queda no cenário financeiro. Esse momento negativo, que colocou o mercado global em alerta, está sendo atribuído ao risco de default, ou seja, calote, na dívida de US$ 300 bilhões da Evergrande (OTC:EGRNY), uma das maiores construtoras da China. Agora, diversos analistas avaliam a possibilidade de a empresa gerar um efeito cascata no mercado chinês, o que causaria a possível queda no PIB da segunda maior economia do mundo e, consequentemente, ruídos no mercado global. Visto isso, é plausível que o investidor de criptomoedas questione: “A crise da Evergrande tem alcance para impactar o mercado de criptoativos?"

A meu ver, para responder essa pergunta, precisamos avaliar se os investidores institucionais, que podem ser os grandes afetados nessa crise, estão posicionados no mercado de ativos digitais. O último report de resultados da Coinbase (NASDAQ:COIN), que é a principal corretora dos Estados Unidos, nos dá essa perspectiva: cerca de 69% de seu volume é de investidores institucionais. A partir dessa informação, fica claro que, diferente do que muitos afirmam, o mercado de criptoativos tende a apresentar uma maior correlação com o mercado de capitais tradicional, ao menos em momentos de estresse, como a crise de Covid-19 e como pode ser o caso da Evergrande.

Sabemos que há relação entre os dois mercados e por isso essa crise pode, sim, refletir no preço do mercado de criptomoedas, pelo menos no curto prazo. O que precisa ser observado neste momento é se este evento afetará os fundamentos do setor. O mercado de ativos digitais independe de uma economia em específico, dado seu caráter global. Além disso, sua política monetária não sofre interferência do governo, mesmo em momentos de crise, como ficou claro no cenário de pandemia.

Ou seja, independente do resultado do case Evergrande, do ponto de vista de fundamentos, não há nenhum fator com potencial de impactar o mercado de criptoativos no que se refere a modelo de negócio. Acredito que não é um evento com o qual devemos nos preocupar. Se isso refletir no preço do mercado, que por sua vez é diferente do valor, pode ser, na verdade, uma excelente oportunidade para outras classes de investidores.

O que de fato pode impactar o mercado de criptoativos?

Existem alguns processos em andamento no mercado de criptomoedas que devem despertar o alerta dos investidores. O cenário regulatório, por exemplo, com a pressão da Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos (SEC) em relação às principais exchanges e protocolos DeFi, além do crescente risco regulatório das stablecoins, um dos maiores setores do mercado, são temas que devem ficar no radar.

LEIA MAIS: China diz que criptomoedas são ilegais no país; criptomoedas perdem valor

Uma regulação proibitiva ou negativa em relação a essas duas categorias poderá afetar de forma profunda o crescimento do mercado, ao menos no médio prazo. Além disso, a nova modalidade de impostos dos Estados Unidos, que deve ser definida ainda este ano, é outro ponto sensível com potencial de impactar os investimentos. Os desdobramentos desses fatores podem, de fato, causar um bear market no mercado de criptomoedas no médio prazo.

Últimos comentários

Muito bom! Finalmente um analista que entende do mercado cripto!
O governo Chinês já sinalizou que poderá interver nos assuntos dessa empresa, tendo a possibilidade de transformar ela em Estatal, isso poderá fazer com que os títulos do tesouro americano, em posse da China, estejam em oferta de mercado em breve. Assim o  governo Chinês teria a maior empresa de imóveis do mundo praticamente de graça, e ainda poderia usar-se dos títulos como moeda. Então tudo é questão de estratégia e a melhor vence.
Não entendo muito disso, mas se a maior construtora, um setor que representa 20% do PIB Chinês quebrar, certeza que sobrar também para as criptomoedas.
Não entendo muito disso, mas se a maior construtora, um setor que representa 20% do PIB Chinês quebrar, certeza que sobrar também para as criptomoedas.
Essa informcao do governo chines chama atencao para criptomoeda ,estranho no momento atual com o caso ever
Falou, falou, falou, mas não falou nada…
Parabéns Orlando Telles, sempre trazendo ótimos conteúdos.
Melhor casa de análise fundamentalista do mercado cripto disparada. No YouTube: MERCURIUS CRYPTO; No Instagram: MERCURIUSCRYPTO.Sou assinante da comunidade, lá aprendemos a analisar o mercado cripto na óptica do Value Investment.
já escreveram que a culpa é do Bolsonaro????? seus LERDOS!!!!!
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.