Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Hoje é Dia de Fed

Por Olivia BullaResumo do Mercado27.01.2021 08:08
br.investing.com/analysis/hoje-e-dia-de-fed-200439708
Hoje é Dia de Fed
Por Olivia Bulla   |  27.01.2021 08:08
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Como sempre acontece em dia de decisão do Federal Reserve, o mercado financeiro amanheceu nesta quarta-feira em compasso de espera pelo anúncio sobre a taxa de juros (16h) e a entrevista coletiva do presidente do Fed, Jerome Powell (16h30). A expectativa é de que a política monetária siga como está, com o Fed alimentado esperanças por novos estímulos fiscais, agora que Janet Yellen assumiu o Tesouro dos Estados Unidos.

CONFIRA: Monitor da Taxa de Juros do Federal Reserve

A aposta é de que a tabelinha entre Powell e Yellen vai funcionar, com o Banco Central dos EUA e a Casa Branca imprimindo dinheiro e mantendo o apetite por risco entre os investidores. Essa injeção de liquidez anestesia as preocupações em relação à pandemia, que segue registrando marcas sombrias, tendo alcançado o total de 100 milhões de casos no mundo. Mas a vacinação em massa da população ainda é a principal aposta para dar ritmo à recuperação econômica global.

Ao mesmo tempo em que aguardam os eventos envolvendo o Fed, à tarde, os investidores também monitoram a temporada de balanços, que ganhou destaque ontem, com os resultados da Microsoft (NASDAQ:MSFT) (SA:MSFT34), e deve ser agitada no fim do dia, quando as gigantes Apple (NASDAQ:AAPL) (SA:AAPL34), Facebook (NASDAQ:FB) (SA:FBOK34) e Tesla (NASDAQ:TSLA) (SA:TSLA34) publicam seus demonstrativos contábeis. À espera desses anúncios, os índices futuros das bolsas de Nova York têm leves baixas, contaminando o pregão europeu, após uma sessão mista na Ásia, enquanto os rendimentos dos títulos dos EUA estão estáveis, o dólar sobe e o petróleo também.

Até agora, os EUA são a única grande economia do mundo a sinalizar que irá se endividar ainda mais, elevando a dívida para além de 100% do PIB, de modo a combater os impactos econômicos da disseminação do coronavírus. Na Europa, os governos da zona do euro e do Reino Unido ainda se mostram relutantes, enquanto em países emergentes, como o Brasil, o assunto é tabu por causa da desconfiança dos investidores pelo calote da dívida, com a adoção de medidas populistas sendo sinônimo de descontrole fiscal.

Palavras ao vento

Por isso, palavras não sensibilizam mais. O presidente Jair Bolsonaro e o ministro da Economia, Paulo Guedes, até tentaram levar o mercado financeiro “no gogó” ontem, reafirmando o compromisso do governo com o “teto dos gastos” e com as privatizações. Não convenceram. O Ibovespa devolveu toda a alta de 1,5% e retrocedeu aos 116 mil pontos, cravando a quinta queda seguida, na maior sequência de perdas em um ano.

Já o dólar teve um dia de forte alívio, encostando-se à faixa de R$ 5,30, após o tom duro (“hawkish”) do Banco Central, que avisou que deve agir em breve. Ainda não há um consenso se a primeira alta na Selic será já na próxima reunião do Comitê de Política Monetária (Copom), em março, ou no encontro seguinte, em maio. Também há dúvidas em relação ao tamanho do aperto, se residual (0,25 pp) ou maior (0,50 pp).

Seja como for, o comportamento dos negócios locais ontem deixou claro que a confiança dos investidores está em risco, em meio à crise sanitária, aos ruídos políticos e aos desafios econômicos. Por isso, é hora de estabilizar a moeda, aumentar a taxa básica de juros e reduzir a volatilidade dos ativos. Portanto, sobrou para o BC fazer alguma coisa - e já - até que Brasília decida o que fazer.

Mas até a sucessão no Congresso, o cenário está em aberto. E a depender de quem assumir as presidências na Câmara e no Senado, o próximo passo pode ser retomar a discussão da agenda de reformas ou iniciar o debate sobre um eventual impeachment de Bolsonaro. Uma nova rodada do auxílio emergencial também deve entrar na pauta, mas existem várias possibilidades para garantir os recursos do benefício estendido.

Em meio a tantas incertezas, os investidores não dão mais o benefício da dúvida ao governo e se apoiam na sugestão do Copom, de promover uma alta da Selic antes do esperado, para ao menos se preparar para enfrentar o ambiente doméstico desafiador. O Brasil está em uma ‘sinuca de bico’. Há saídas. Nenhuma delas é fácil e todas incorrem em decisões impopulares. O difícil é tomar tal decisão quando já se está de olho em 2022.

Dia de dados, além do Fed

Além dos eventos envolvendo o Fed, a agenda traz também indicadores econômicos, no Brasil e no exterior. Nos EUA, saem os pedidos de bens duráveis em dezembro (10h30) e os estoques semanais norte-americanos de petróleo bruto e derivados no país (12h30).

Por aqui, será conhecida mais uma sondagem da FGV, desta vez, referente à confiança no setor do comércio em janeiro (8h). Além disso, o BC publica a nota do setor externo em dezembro (9h30) e os dados semanais do fluxo cambial (14h30), enquanto o Tesouro divulga o relatório da dívida pública no mês passado (10h).

Hoje é Dia de Fed
 

Artigos Relacionados

Hoje é Dia de Fed

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (5)
Anderson Moraes
Anderson Moraes 27.01.2021 12:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O sujeito que pede análises enviesadas e critica análises isentas (comos as apresentadas aqui) é o mesmo que aporta 100% do capital em cases como OGX. Este é o que perde 2X... As teses "de Alice" dele não prosperam e a grana se vai com os sonhos.
Celso Martins Martinez
CelsoMartinez 27.01.2021 9:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Tenho acompanhado suas análises e tenho gostado muito. Seu altruísmo é de uma excelência que imprecisa muito.
ANTONIO SOARES
ANTONIOSOARES 27.01.2021 9:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente análise! Não se trata de direita nem esquerda! Trata-se de responsabilidade, competência e agilidade para enfrentar uma PANDEMIA!
fabiano cordeiro
fabiano cordeiro 27.01.2021 8:57
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
@Olivia Bulla  Muito bacana o seu site...  Ou melhor... Os seus conteúdos.
Eduardo FVZ
Eduardo FVZ 27.01.2021 8:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Impressionante como as redações até do mercado financeiro estão infestadas de progressistas.
REINALDO Zulato
REINALDO Zulato 27.01.2021 8:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O correto nem era ler essas porcarias, que na minha opinião não ajudam em nada, muito pelo contrário, tumultua e causa confusão para os leitores
antonio couto
antonio couto 27.01.2021 8:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
REINALDO Zulato   Leia não! Mantenha na sua ignorância! Deve estar comprado, né!? kkkk
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail