Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

Itaú e BB chamam atenção pelos fundamentos; Bradesco pelo potencial de valorização

Publicado 28.02.2024, 10:00
Atualizado 06.10.2023, 17:28

Quem me conhece sabe que sou fã do setor bancário. É uma das melhores atividades, uma das mais lucrativas do Brasil e esta é a razão para ser a minha preferida quando se trata de investimento no mercado financeiro. E os balanços que estão sendo divulgados mostram que estou certo. Claro, teve uma surpresa negativa, que foi o Bradesco (BVMF:BBDC4), mas vou deixar para falar desta instituição um pouco mais para frente.

Como pudemos ver, Banco do Brasil (BVMF:BBAS3) e Itaú mostraram resultados excepcionais. Aliás, o Banco do Brasil surpreendeu ao longo do ano inteiro de 2023. Muita gente pessimista com a eleição do novo governo fez projeções ruins para o banco. E o que a gente vê na verdade é um resultado totalmente diferente. Foi a instituição financeira que mais se valorizou no período e o balanço demonstrou realmente que o BB tem motivo para isso. Sem querer entrar em questões políticas, os fundamentos do banco são excepcionais.

O Itaú também merece aplausos. Pois assim como o BB conseguiu passar com tranquilidade por cima das dificuldades econômicas e sentiu menos o aumento da inadimplência. O maior banco privado do país teve lucro líquido de R$ 35,6 em 2023. Curiosamente, o BB também lucrou R$ 35,6 bilhões. Então, Banco do Brasil e Itaú foram realmente os destaques. O Santander (BVMF:SANB11) teve um ROI mais baixo comparado com os dois e o Bradesco sem dúvida nenhuma foi a maior decepção. É o "bancão" que mais vem apanhando. O que estaria acontecendo com esta que já foi a maior instituição privada do Brasil?

Sob o ponto de vista prático, falando efetivamente de percepções do mercado bancário, a gente vê os bancos digitais ganhando cada vez mais força, roubando uma fatia dos bancões. De todos esses bancos também o Bradesco, em comparação principalmente com o Itaú, é o que está num processo um pouco mais demorado de digitalização. O Itaú está sendo mais ágil com isso, está explorando melhor os canais digitais, enquanto o Bradesco se mostra um pouco apático nesse sentido.

Mas a principal preocupação com o Bradesco é o aumento no PDD (Provisão para Devedores Duvidosos). É que a inadimplência no Bradesco é a mais alta de todo o setor. E em se tratando de devedores, Itaú e Banco do Brasil não foram tão impactados pelo efeito Americanas (BVMF:AMER3), no ano que passou. O Bradesco, ao contrário, foi extremamente impactado e refletiu isso tudo no balanço. Seu lucro em 2023 ficou em R$ 16,297 bilhões, 21,2% menor do que em 2022. Mas é importante ponderar que o lucro foi menor, mas ainda assim é um lucro gigante. Além disso, como diz o dito popular “ser engenheiro de obra pronta é fácil”. É preciso olhar o passado e entender o que aconteceu.

Agora, temos de olhar para o futuro. Banco do Brasil e Itaú supervalorizados e Bradesco bem abaixo deles. O desafio que temos pela frente é avaliar, nos valores atuais, qual a melhor aposta do momento. Sendo assim, neste cenário, Itaú e Banco do Brasil são os que estão com os melhores fundamentos. E acredito que vão trazer maior rentabilidade ao longo de 2024. No entanto, vamos imaginar o cenário de um investidor mais jovem, com mais tempo de espera, com um capital um pouco menor, que esteja disposto também a tomar um pouco mais de risco.

Neste caso o Bradesco me agrada. E eu acho que o impacto gerado pelas Americanas já foi absorvido. Os números divulgados no balanço mostram isso. E, de médio a longo prazo, é um banco que, na minha opinião, deve entregar realmente performance de valorização de papel. Por esta razão, eu repito, valorização de médio e longo prazo, eu fico com Bradesco. Mas, rentabilidade de médio e curto prazo, Banco do Brasil e o Itaú estão melhores.

Só para lembrar: ação com preço baixo tem maior potencial de valorização. Este é o Bradesco. Empresas com bons fundamentos e mais lucrativas pagam mais dividendos. Casos de Itaú e BB.

Encontre dados avançados sobre Itaú, Banco do Brasil, Bradesco e outras ações do mundo inteiro com o InvestingPro. Para um desconto especial, use o cupom INVESTIR para as assinaturas anuais e de 2 anos do Pro e Pro+

Últimos comentários

Bradesco tá perdendo o bom atendimento, tenho um amigo que tinha conta lá fechou pelo mal atendimento
E a limitação dos juros no cartão de crédito a partir deste ano, não afetará em nada o balanço dos bancões daqui para frente?
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.