Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Por Que o Dólar Não Caiu Mais?

Por Vanessa Blum CollocaCâmbio29.06.2021 05:00
br.investing.com/analysis/por-que-o-dolar-nao-caiu-mais-200442942
Por Que o Dólar Não Caiu Mais?
Por Vanessa Blum Colloca   |  29.06.2021 05:00
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

A reforma tributária está “engasgada” com as propostas da 2ª fase por prever uma carga tributária maior para o lucro corporativo para bancar a faixa isenta do IRPF. Pode ser que mude o teor desta proposta e existam dificuldades políticas em aprovar.

Essa reforma mais a CPI da Covid dão o tom do risco populista. O mercado se sente traído pelas mudanças das regras na reforma com a “punição” as empresas. Por isso, não caiu mais o dólar nesta segunda feira, ainda ecoando a situação de sexta-feira da semana passada. Ontem, o dólar chegou a bater R$ 4,9716.

Por enquanto, a culpa é da reforma tributária que trouxe um desestímulo aos investimentos pretendidos, mas olhemos também para a decepção com os investimentos diretos no país (IDP) que em maio somou apenas US$ 1,229 bilhões, menor saldo para o mês em 14 anos.

Creio que o Brasil ainda é uma ótima alternativa e a B3 (SA:B3SA3) caminha para recorde de investimento estrangeiro neste semestre. O ciclo de alta das commodities e a melhora da projeção para o PIB dissipam preocupações de curto prazo com as contas públicas atraindo o capital para o país. O Índice de Confiança da Indústria (ICI) apresentou alta de 3,4 pontos em junho na comparação com maio, atingindo 107,6 pontos. A questão agora é de quanto tempo o mercado precisa para “digerir” movimentos que lê com ruins para voltar a acreditar na atratividade de fluxo de capital estrangeiro.

Mesmo assim, existem preocupações pontuais principalmente políticas e com a pandemia, além é claro com a inflação dos EUA e ritmo da retirada de estímulos.

Ontem, saiu dado de que a dívida pública subiu 1,61% e fechou maio em R$ 5,17 trilhões. O Tesouro Nacional realizou emissões acima da média dos últimos 12 meses. Agora, vejamos o mercado de trabalho: apesar da melhora da atividade econômica acima do esperado e do crescimento da população ocupada, o mercado de trabalho ainda sofre os efeitos da pandemia da covid-19, com alta no desemprego, subocupação e desalento, segundo análise sobre as perspectivas para 2021, do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), com base na Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad Contínua).

Em março, a taxa de desocupação ficou em 15,1%, ou 2,3 pontos percentuais acima do registrado no mesmo período de 2020. O aumento do desemprego se deve a uma queda mais abrupta no fluxo de saída do desemprego do que no fluxo de entrada, indicando que os trabalhadores estão passando mais tempo na desocupação. O cenário, contudo, é favorável para 2021. Para os próximos meses, a expectativa é de que o movimento de recomposição da força de trabalho se intensifique. O avanço da vacinação combinado à retomada mais forte da atividade econômica deve ampliar a geração de empregos.

Nos EUA, o Federal Reserve está dividido, mas predomina o argumento do chairman Jerome Powell de que a inflação é transitória. E, com isso, esfria a urgência no início da retirada de estímulos da economia. Alivio para nós e os emergentes em geral. Mas é certo que uma hora isso vai acontecer e os falcões não vão desistir das pressões para que o tapering comece logo.

O boletim Focus de ontem elevou as estimativas da inflação este ano de 5,9% para 5,97%, em relação ao IPCA de 2022, as estimativas foram mantidas em 3,78%, enquanto 2023 ficaram em 3,25%. Para as estimativas do PIB no fim do ano houve avanço projetado de 5% contra 5,05% na última semana e 3,96% há quatro semanas. Para 2022, a estimativa de expansão subiu de 2,1% para 2,11%. Para 2023 e 2024, foi mantida em 2,5%. Selic de 6,5%, a mesma projeção da última semana. Para o câmbio as apostas foram mantidas em R$ 5,10, contra R$ 5,30, há quatro semanas.

A meu ver, não devemos ajustar em baixa as apostas para a Selic que estão em 6,5% para 2021 porque o próprio banco central já admitiu juro no patamar neutro. Apesar do efeito inflacionário, é possível que um novo ajuste de 0,75 ponto dê conta. Segundo presidente do BC, Roberto Campos Neto, o mercado está mais otimista sobre o PIB do que o próprio BC, que projeta 4,6% contra 5% mercado (Focus). Mas até a próxima reunião do Copom temos que observar a crise hídrica também.

Impostos tiveram aumento na arrecadação com alta das vendas on-line. O crescimento do e-commerce até maio aumentou 153% se comparado com maio 2019.

Hoje teremos IGP-M junho, podemos saber o ritmo de crescimento da atividade econômica e da inflação. Olhar de perto a questão de bens industriais e preços da energia com a crise hídrica. Nos EUA sai confiança do consumidor.

E amanhã é dia de Ptax.

Por Que o Dólar Não Caiu Mais?
 

Artigos Relacionados

Vanessa Blum Colloca
Real Vulnerável Por Vanessa Blum Colloca - 07.12.2021 7

Parece que o medo da variante Ômicron do coronavírus diminuiu. O real porém não acompanhou o humor das commodities. O dólar voltou a subir com a...

Por Que o Dólar Não Caiu Mais?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Jose Maria Silva
Jose Maria Silva 29.06.2021 10:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Informações úteis de fácil leitura, Sou muito grato, tem me ajudado bastante.
Gustavo Medeiros
Gustavo Medeiros 29.06.2021 5:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
muito boa análise.
Rod Cst
Rod Cst 29.06.2021 5:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
🤣🤣
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail