Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Pressão sobre os Consumidores dos EUA Pode Acabar em Breve?

Por Chris VermeulenResumo do Mercado20.05.2022 16:09
br.investing.com/analysis/pressao-sobre-os-consumidores-dos-eua-pode-acabar-em-breve-200449623
Pressão sobre os Consumidores dos EUA Pode Acabar em Breve?
Por Chris Vermeulen   |  20.05.2022 16:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

O mercado de ações dos EUA sofreu uma forte contração nas últimas semanas, com os investidores tentando identificar o risco por trás dos aumentos de juros do Federal Reserve. Nos bastidores, aumenta a pressão sobre os consumidores, devido ao aumento de custos de tudo praticamente. Gás, alimentos, itens do dia a dia e juros do cartão de crédito estão custando mais, por conta da inflação e da disparada dos preços dos combustíveis.

Em 2007-08, quando o barril de petróleo superou a marca de US$ 140, tudo parecia estar ficando mais caro, antes de a inflação atingir o pico e os mercados virarem para a baixa. Naquela época, assim como hoje, vigorava um período de extrema especulação em todos os mercados norte-americanos.

O que rompeu com essa tendência foi a Crise Financeira Global. Quando a economia desmoronou, os níveis excessivos de crédito e endividamento de repente se tornaram incontroláveis para quase todos. O que parecia ser uma quantidade razoável e manejável de dívida acabou virando um montante excessivo, à medida que o Fed aumentava a taxa básica de juros de 1,0% para 5,5%, uma alta de 450%.

Recentemente, vimos o banco central norte-americano subir as taxas de 0%-0,25% para 0,75%-1,0%. O Fed pode intensificar as altas de juros em breve, a fim de conter a inflação. Não tenho uma bola de cristal, mas não é difícil compreender como a inflação, os custos maiores dos consumidores e o fardo mais pesado do serviço da dívida causarão pânico em muitas pessoas, sobretudo depois de tantos anos de política de juros zero e inflação baixa.

Consumidores pressionados pelos aumentos de preço e renda menor

Os consumidores nos EUA estão tendo dificuldade para gerir suas finanças, diante do contínuo aumento do custo de vida, responsável por deteriorar suas reservas extras. Enquanto os consumidores vão mudando seus hábitos de compra, vai se espalhando rápido a notícia de como as condições econômicas podem ameaçar seu futuro. Lembre-se de que o que acontece no nível do consumidor/varejo é um sinal precoce das tendências econômicas mais amplas.

As extremas medidas tomadas contra a Covid-19, em fevereiro de 2020, ajudaram muitos consumidores a sobreviver à profunda contração da economia. Agora que estamos além de medidas extremas, os preços de praticamente tudo já subiram mais de 25% no último ano. Os consumidores estão tendo dificuldades para administrar suas despesas mensais enquanto tentam manter seu padrão de vida.

Um artigo recente destacando o ex-presidente do Federal Reserve, Ben Bernanke, sugere que a composição atual do banco central dos EUA esperou muito tempo para enfrentar a questão inflacionária. Agora, as próximas medidas necessárias para combater as altas dos preços podem ser bastante dolorosas. Para mim, esse é um claro alerta para os investidores manterem seus ativos extremamente líquidos e reduzirem sua exposição a fatores de risco.

Demanda por novos financiamentos imobiliários despenca; consumidores já não conseguem adquirir casas

O acentuado declínio na demanda de financiamento imobiliário corrobora o colapso na confiança do consumidor e na sua disposição de acreditar que a economia continuará em expansão. Os alertas do Fed, bem como os sinais de que as condições do mercado internacional estão se deteriorando rapidamente, colocaram os consumidores norte-americanos na berlinda, assistindo ao inevitável (novamente).

Índice do mercado hipotecário dos EUA
Índice do mercado hipotecário dos EUA

Fonte: https://www.investing.com/economic-calendar/mortgage-market-index-1427

Fed pode aumentar juros em +1100% nos próximos quatro meses, ritmo mais rápido da história recente

O Federal Reserve vem indicando que outros aumentos da taxa de juros são necessários para ajudar a combater as atuais tendências da inflação. Segundo várias estimativas conservadoras, o Fed pretende subir as taxas até 2,0% ou mais. Essa meta extremamente agressiva para os padrões americanos representaria o maior aumento de juros na história recente em termos percentuais.

Se o banco central norte-americano passar a elevar as taxas em 0,50%, estamos falando de uma alta de +1100% em apenas 90 dias. Quando as taxas chegarem a 2% ou mais em breve, teremos um aumento de +1500% ao longo de aproximadamente 5 meses.

Taxa básica de juros (Fundos do Fed)
Taxa básica de juros (Fundos do Fed)

Fonte: https://fred.stlouisfed.org/series/FEDFUNDS

Onda especulativa pós-Covid pode ter enormes consequências

A inflação e diversos outros problemas econômicos acabaram ocupando o centro das atenções dos bancos centrais e consumidores em todo o mundo. Notícias de que os preços dos imóveis na China continuam caindo podem ser um sinal bastante claro de que a China/Ásia atingiram o pico antes do EUA e outros mercados globais. Nunca vimos nada parecido com o acentuado rali nos preços globais dos imóveis, exceto durante o breve período de 2004 a 2008, como mostra o gráfico abaixo:

Preço médio de venda de imóveis residenciais nos EUA
Preço médio de venda de imóveis residenciais nos EUA

Fonte: https://fred.stlouisfed.org/series/MSPUS

Esse rali se encerrou com a Crise Financeira Global. Os preços imobiliários recuaram quase 20% desde o pico do 1º tri de 2007 até o fundo do 1º tri de 2009. Se a história se repetir, os valores das residências nos EUA cairão outros 20% a 25% nos próximos 12 meses.

Mercado de ações dos EUA pode não seguir os preços dos ativos para baixo durante as mudanças econômicas

Vale a pena considerar como o capital funciona em um ambiente de mercado global em mudança. O capital está sempre em busca do melhor instrumento oportunístico para ganhos futuros e proteção contra riscos. Mesmo quando os mercados estavam virando para a baixa em 2009, formou-se um fundo no mercado acionário norte-americano muito antes de outros ativos estabelecerem seus fundos de preço. Esse mesmo tipo de cenário pode ocorrer nos próximos 12 a 24 meses.

Suponha que a minha interpretação das condições de mercado estejam corretas, e o Fed tente elevar as taxas ainda mais para mitigar as tendências inflacionárias. Nesse caso, é provável que as diversas classes de ativos, ETFs e setores individuais desfaçam os riscos (como estamos vendo agora) e se tornem possivelmente oportunidades futuras. O que estava sobrevalorizado no passado pode se tornar uma incrível oportunidade à medida que o capital muda para setores/tendências que apresentam oportunidades de retorno no futuro.

As atuais tendências do mercado apresentarão incríveis oportunidades para investidores que conseguirem proteger o capital, ver e compreender os riscos e oportunidades que estão aparecendo e esperarem o momento certo de realizar suas operações nos mercados.

Pressão sobre os Consumidores dos EUA Pode Acabar em Breve?
 

Artigos Relacionados

Yago Prates
Todos os Caminhos Levam à Inflação Por Yago Prates - 21.06.2022

A maior economia do mundo vem dando sinais de que está perdendo o fôlego e, dia após dia, a tese de que a economia norte americana irá entrar em recessão ganha mais adeptos. A...

Fabio Pestana Bezerra
Brasil, Investir ou Correr? Por Fabio Pestana Bezerra - 17.06.2022 2

Quando falarmos sobre o Brasil, certamente o nível de incerteza excederá o preço computado dentro das probabilidades de inadimplência e risco país. Os Swaps de Credit Default de...

Pressão sobre os Consumidores dos EUA Pode Acabar em Breve?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Luis Carlos Fanton
Luis Carlos Fanton 21.05.2022 19:44
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Concordo Chris .!! Oportunidades à Vista.!! ✌🏽✌🏽✌🏽
Luciano Machado
Luciano Machado 20.05.2022 18:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Muito difícil conter essa inflação pleno emprego aumentos reais de salários queda da produção de alimentos manufaturados etc...sem elevar os juros a níveis de 2008 5/6%.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail