Garanta 40% de desconto
🚨 Mercados voláteis? Descubra joias escondidas para lucros extraordináriosDescubra ações agora mesmo

Soja: Cotações sobem no BR

Publicado 14.02.2024, 11:17
Atualizado 14.05.2017, 07:45

Os preços da soja subiram na última semana no mercado doméstico. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso veio da combinação de demanda internacional firme, valorização do dólar frente ao Real e preocupações quanto à baixa produtividade na safra brasileira 2023/24. Estimativas da Conab apontam que a área cultivada com a oleaginosa deve crescer 2,3% frente à temporada anterior, para 45,1 milhões de hectares, mas a produtividade pode ser 5,5% menor, o que deve resultar em oferta de 149,4 milhões de toneladas, queda de 3,4%. A entidade estima, ainda, o processamento interno de 2024 em 53,4 milhões de toneladas (+2,3%) e as exportações, em 94,2 milhões de toneladas (-7,6%).

MILHO: RETRAÇÃO VENDEDORA ELEVA PREÇOS

Depois de caírem fortemente em janeiro, os preços do milho voltaram a subir na última semana no mercado doméstico. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso vem da retração de parte dos vendedores, fundamentados na expectativa de menor produção na safra 2023/24. Por outro lado, as altas foram limitadas pela demanda enfraquecida, com consumidores negociando de forma pontual, priorizando a utilização de estoques. Conforme relatório divulgado pela Conab no último dia 8, a produção brasileira na temporada 2023/24 deve totalizar 113,69 milhões de toneladas, 14% abaixo da anterior, como consequência das reduções na área e na produtividade das três safras nacionais.

MANDIOCA: OFERTA SEGUE ELEVADA, MAS RITMO DE QUEDA DE PREÇOS DIMINUI

Apesar da oferta elevada, os preços da mandioca caíram em menor intensidade na última semana, chegando a reagir em algumas praças pesquisadas pelo Cepea. Segundo pesquisadores do Cepea, produtores continuaram interessados na comercialização – mesmo com o clima mais seco em algumas áreas –, temendo maiores quedas na rentabilidade. No mercado de fécula, os maiores estoques de passagem de dez/23 para jan/24, bem como a produção 57% superior no primeiro mês do ano, elevaram em 22% a disponibilidade interna. Isso tem feito com que compradores adquiram apenas pequenos volumes, mantendo a pressão sobre as cotações. No físico, os segmentos mais ativos foram o de massas e panificação. Vendas para entrega futura foram poucas, uma vez que agentes postergam aquisições para o período pós-carnaval.

OVOS: EXPORTAÇÕES DE JANEIRO SÃO AS MAIORES DESDE AGO/23

As exportações brasileiras de ovos (in natura e processados) cresceram com força em janeiro, atingindo o melhor desempenho desde agosto de 2023. Segundo pesquisadores do Cepea, o impulso veio principalmente das compras dos Emirados Árabes Unidos, que, no primeiro mês de 2024, adquiriram quase quatro vezes mais que em dez/23. Foram 1,9 mil toneladas de ovos para consumo embarcadas pelo Brasil em jan/24, volume 104% superior ao do mês anterior e 86% acima do registrado no mesmo período do ano passado – dados Secex. No mercado interno, os preços dos ovos subiram na última semana, refletindo a maior procura, devido ao recebimento de salários e à proximidade da Quaresma, período tradicionalmente marcado pelo aquecimento da demanda.

Anúncio de terceiros. Não é uma oferta ou recomendação do Investing.com. Leia as nossas diretrizes aqui ou remova os anúncios .

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.