Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

Últimas Notícias

Rico, da XP, lança conta digital e cartões de débito e crédito

Senado dos EUA aprova projeto de lei de US$430 bi para combater mudanças climáticas, cortar preços de medicamentos

Economia 07.08.2022 16:40
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters.

Por Richard Cowan e David Morgan e Rose Horowitch

WASHINGTON (Reuters) - O Senado dos Estados Unidos aprovou neste domingo um projeto de lei de 430 bilhões de dólares destinado a combater as mudanças climáticas, reduzir os preços dos medicamentos e aumentar alguns impostos corporativos, uma grande vitória para o presidente Joe Biden. Democratas também esperam que o tal desfecho aumente suas chances de manter controle do Congresso nas eleições deste ano.

Após uma maratona, com dois dias de debates no fim de semana e esforços republicanos para inviabilizar o pacote, o Senado aprovou a legislação conhecida como "Lei de Redução da Inflação", por 51 votos a 50, com a vice-presidente Kamala Harris desempatando a votação.

O texto agora segue para a Câmara dos Deputados para uma votação prevista para sexta-feira que pode encaminhá-la, por sua vez, à Casa Branca para a sanção de Biden.

"Agora é a hora de avançar com um pacote grande e ousado para o povo norte-americano", disse o líder da maioria no Senado, Chuck Schumer, no início do debate na noite de sábado.

Ele disse que a legislação contém "o pacote de energia limpa mais ousado da história norte-americana" para combater as mudanças climáticas, reduzindo os custos de consumo de energia e alguns medicamentos.

Os democratas receberam duros ataques dos republicanos sobre os 430 bilhões de dólares em novos gastos e cerca de 740 bilhões de dólares em novas receitas do projeto.

No entanto, os democratas esperam que sua aprovação, antes do recesso de agosto, ajude os candidatos democratas à Câmara e ao Senado nas eleições de meio de mandato de 8 de novembro, em um momento em que Biden sofre com índices anêmicos de aprovação pública em meio à inflação elevada.

O projeto de lei visa reduzir as emissões de carbono e mudar os consumidores para a energia verde, ao mesmo tempo em que reduz os custos dos medicamentos prescritos para os idosos e reforça a fiscalização dos impostos para empresas e ricos.

Como a medida se paga e reduz o déficit federal ao longo do tempo, os democratas afirmam que ajudará a reduzir a inflação, um passivo econômico que também pesou em suas esperanças de manter o controle legislativo no período que antecede a eleição presidencial de 2024.

Os republicanos, argumentando que o projeto de lei não abordará a inflação, denunciam a medida como uma lista de desejos de gastos da esquerda que mata empregos e pode prejudicar o crescimento quando a economia corre o risco de entrar em recessão.

Os democratas aprovaram o projeto de lei usando uma manobra parlamentar chamada "reconciliação", que permitiu a aprovação do projeto por maioria simples.

(Reportagem de Richard Cowan, Rose Horowitch, David Morgan e Makini Brice)

Senado dos EUA aprova projeto de lei de US$430 bi para combater mudanças climáticas, cortar preços de medicamentos
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (19)
Lamir M B Carvalho
Lamir M B Carvalho 08.08.2022 8:30
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Na atualidade quem define o lastro de um país é o seu PIB forte e, não mais, suas reservas finitas em ouro.
Emerson De Faveri
Emerson De Faveri 08.08.2022 8:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Dinheiro sem lastro. Tendo papel, tinta e impressora é facinho
Lamir M B Carvalho
Lamir M B Carvalho 08.08.2022 8:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Acertaram na veia. A melhor política de combate à inflação é redução de impostos e investimentos pesados para a mudança da matriz energética finalizando reduzir a dependência do petróleo. Energia Elétrica de fontes renováveis será o insumo da nova revolução residencial e industrial que beneficiará a agenda ESG.
jonatas souza
jonatas souza 08.08.2022 5:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Inflacao so vai piorar
Eliezer Carsodo
B3Life 08.08.2022 2:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
se fosse no Brasil seria 399bi para a galera do paletó e 1b pra sustentar os caras das ong kkk
08.08.2022 0:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Trump foi infinitamente melhor, que o patético e fracassado Biden, que tem o apoio da mídia mais é totalmente incompetente.
Neto Paes
Neto Paes 07.08.2022 21:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
430 bilhões para combater o ciclo inevitável da vida terrestre 🤦
Giovanni Dos Santos
Giovanni Dos Santos 07.08.2022 21:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não aprenderam nada com a Europa, que ficou nas mãos da Rússia e que agora estão voltando a usar carvão como energia... Parece até que o Bidê quer afundar os EUA antes do fim do mandato.
Christiano Nassif
Christiano Nassif 07.08.2022 21:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Exatamente isso.
Gabriel Papi
Gabriel Papi 07.08.2022 21:12
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Traduzindo: 400bi do pagador de imposto pra indústria "verde"  e pras farmacêuticas
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 07.08.2022 21:09
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
e no Brasil pra aprovar um valor desses seria nunca. só miséria
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail