Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Dólar recua ante maioria das moedas, com perspectivas para Fed, mas euro cai

Publicado 01.12.2023 15:11 Atualizado 04.12.2023 01:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Dólar recua ante maioria das moedas, com perspectivas para Fed, mas euro cai
 
DX
-0,10%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
USD/JPY
+0,17%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
GBP/USD
-0,01%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
EUR/USD
+0,27%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

O dólar operou em baixa ante a maioria das moedas nesta sexta, 1º, em sessão na qual as perspectivas de menor aperto monetário pelo Federal Reserve (Fed) foram reforçadas. Indicadores reforçaram um quadro de desaceleração da economia americana, enquanto o presidente Jerome Powell fez declarações sugerindo que o pico na alta de juros já chegou. No entanto, o euro recuou diante da moeda, diante de sinais de que o Banco Central Europeu (BCE) também chegou no seu aperto limite para conter a inflação e que poderá a partir de agora discutir cortes de juros.

No fim da tarde de Nova York, o índice DXY, que mede o dólar ante uma cesta de moedas fortes, subiu 0,71%, aos 103,497 pontos. Ao fim da tarde, o dólar caia a 146,87 ienes, o euro recuava a US$ 1,0880 e a libra tinha alta a US$ 1,2705.

Apesar de não ter descartado mais aperto, Powell disse que o BC americano não precisa agir com "pressa" e que inflação parece estar "na direção correta". Entre os indicadores econômicos nos EUA, uma leitura de PMI industrial veio aquém da previsão do mercado. A curva futura antecipou de maio para março a expectativa majoritária pelo primeiro corte de juros nos EUA, conforme aponta o monitoramento do CME Group. Ao longo da semana, o cenário de afrouxamento se moveu intensamente entre esses dois meses, mas se consolidou na data mais precoce nesta sexta-feira. A ferramenta também mostrou um aumento na chance de uma redução acumulada de 1,25 ponto porcentual na taxa básica até o fim de 2024, agora a hipótese mais provável.

O presidente do Banco da França, François Villeroy de Galhau, disse hoje que o BCE já terminou seu ciclo de altas, "salvo qualquer choque", pontuou, em evento. Ele disse que o debate sobre cortes deve acontecer em 2024, e que o processo desinflacionário na zona do euro "é ainda mais rápido do que o esperado". Segundo ele, a inflação deve voltar à meta de 2% ao ano até 2025.

Já o dirigente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Jonathan Haskel, afirmou que o nível baixo de desemprego no Reino Unido, acompanhado por lento declínio no número de vagas abertas, sinaliza que os salários devem permanecer "teimosamente altos" por algum tempo. Haskel alertou ainda que, neste cenário, o banco central pode precisar emitir uma resposta mais forte de política monetária.

Dólar recua ante maioria das moedas, com perspectivas para Fed, mas euro cai
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail