Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dólar recua antes de inflação dos EUA, pressionado por força da libra

Moedas12.04.2021 17:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Dólar recua antes de inflação dos EUA, pressionado por força da libra

O índice DXY, que mede a variação do dólar ante seis pares, recuou nesta segunda-feira, 12, ainda que rondando a estabilidade, na véspera da divulgação do índice de preços ao consumidor (CPI, na sigla em inglês) de março nos Estados Unidos. A divisa americana iniciou a sessão em alta, mas o fôlego foi curto. Apesar do avanço nos juros dos Treasuries hoje, movimento que tem favorecido a moeda recentemente, o que prevaleceu foi a força da libra, em meio à reabertura econômica no Reino Unido.

Perto do horário de fechamento em Nova York, o dólar caía a 109,43 ienes, o euro subia a US$ 1,1909 e a libra tinha ganho a US$ 1,3743. O DXY, por sua vez, registrou perda de 0,03%, a 92,138 pontos.

"O dólar está sob pressão à medida que uma semana agitada para os EUA começa", escreveram analistas do Brown Brothers Harriman, um banco de investimentos americano, no começo do pregão. Além da inflação, dados de confiança do consumidor e a temporada de balanços movimentarão os mercados nos próximos dias. O BBH avalia, contudo, que o dólar deve retomar a alta, já que a expectativa é de que os indicadores macroeconômicos dos EUA mostrem uma recuperação econômica "forte".

A mediana das estimativas de analistas consultados pelo Projeções Broadcast aponta para um avanço de 0,5% do CPI americano em março, na comparação mensal. Em relação ao mesmo mês do ano passado, a inflação deve dar um salto, a 2,5%. Os analistas afirmam, porém, que isso se deve, principalmente, a fatores estatísticos. Em março do ano passado, quando a pandemia começou a acelerar, os EUA decretaram lockdown, o que fez os preços despencarem. "Para o dólar sair de sua depressão relativa, ajudaria se os dados fossem consistentes com uma economia começando a crescer", afirma o analista sênior de mercado Joe Manimbo, da Western Union.

Recentemente, o aumento das expectativas de inflação levou parte do mercado a prever um aperto monetário do Federal Reserve (Fed, o banco central americano) ainda este ano. Essa precificação levou ao avanço dos juros de longo prazo e fortaleceu o dólar. No entanto, em entrevista hoje, o presidente da regional de St. Louis do Fed, James Bullard, afirmou que ainda é cedo para falar em mudanças na política monetária.

Com a falta de fôlego do dólar, a libra ganhou terreno. A moeda britânica foi beneficiada pelo avanço da reabertura econômica no Reino Unido, onde a vacinação contra a covid-19 tem acelerado. Hoje, foram reabertos os restaurantes, pubs, academias e salões de beleza britânicos. Dirigente do Banco da Inglaterra (BoE, na sigla em inglês), Silvana Tenreyro defendeu a política monetária acomodatícia e disse ver fatores temporários na alta recente da inflação.

Em relação a moedas de países emergentes e ligados a commodities, o dólar recuava a 77,347 rublos russos e a 20,1573 pesos mexicanos, perto do horário de fechamento em NY, mas subia a 92,6007 pesos argentinos.

Dólar recua antes de inflação dos EUA, pressionado por força da libra
 

Artigos Relacionados

Dólar à vista fecha em alta de 0,34%, a R$5,6785
Dólar à vista fecha em alta de 0,34%, a R$5,6785 Por Reuters - 03.12.2021 1

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar fechou em alta nesta sexta-feira, perto de 5,68 reais e na máxima desde abril, alavancado por um movimento global de busca por segurança que dominou...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail