⌛ Perdeu a alta de 13% da ProPicks em maio? Assine agora e receba mais cedo as ações de Junho.Desbloquear ações

Epic Games propõe reformas em loja de apps do Google após vitória em ação antitruste

Publicado 12.04.2024, 09:08
Atualizado 12.04.2024, 09:11
© Reuters. Fortnite no Android
 2/5/2021   REUTERS/Dado Ruvic
GOOGL
-

Por Mike Scarcella

(Reuters) - A Epic Games, fabricante do videogame "Fortnite", pediu a um juiz federal da Califórnia que obrigue o Google a permitir maior concorrência a sua Play Store, depois que um júri concluiu que a gigante da tecnologia abusou de seu poder como guardiã de aplicativos no sistema operacional Android.

A Epic apresentou sua proposta em um processo judicial na quinta-feira ao juiz James Donato, em San Francisco, buscando exigir que a Google Play Store permita a distribuição de lojas de aplicativos concorrentes por seis anos e também limitar a capacidade da empresa de fazer acordos com fabricantes de dispositivos para restringir o pré-carregamento de lojas de aplicativos concorrentes.

Donato presidiu um julgamento antitruste que terminou com um veredicto do júri contra o Google, de propriedade da Alphabet (NASDAQ:GOOGL), em dezembro.

Representantes do Google e da Epic não responderam imediatamente aos pedidos de comentários.

Donato não é obrigado a conceder a proposta da Epic, e é provável que haja uma batalha difícil antes que qualquer ordem permanente sobre o Google seja emitida. Mas o novo processo estabelece o próximo teste importante para a capacidade do Google de impor controles sobre desenvolvedores de aplicativos e consumidores.

O júri em dezembro disse que o Google impediu ilegalmente a capacidade dos desenvolvedores de distribuir livremente seus aplicativos fora da Play Store e manteve um controle excessivamente rígido sobre os pagamentos de transações dentro dos aplicativos.

A proposta de liminar da Epic também diz que o Google deve ser impedido de restringir "as formas como um aplicativo pode informar os usuários sobre as opções de compra fora do aplicativo".

O Google defendeu as práticas com sua loja de aplicativos e negou qualquer irregularidade. A empresa tem um prazo de 3 de maio para responder à proposta da Epic. A ação judicial da Epic não exigiu danos monetários.

© Reuters. Fortnite no Android
 2/5/2021   REUTERS/Dado Ruvic

Em dezembro, o Google concordou separadamente em pagar 700 milhões de dólares para resolver alegações sobre suas restrições na Play Store.

A empresa disse então que estava expandindo a capacidade dos desenvolvedores de aplicativos e jogos de oferecer aos consumidores uma opção alternativa de cobrança para compras no aplicativo. O Google disse que havia testado o "faturamento por opção" nos Estados Unidos por mais de um ano.

O Google afirmou que recorrerá do veredicto do júri antitruste de dezembro e pode contestar separadamente quaisquer reformas ordenadas por Donato, o que poderia estender o caso por anos.

Últimos comentários

Carregando o próximo artigo...
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.