Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Lula cobra "mais responsabilidade" da Vale e defende alinhamento de empresas a modelo de desenvolvimento

Publicado 28.02.2024, 07:38
Atualizado 28.02.2024, 16:56
© Reuters. Presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto
26/02/2024 REUTERS/Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) -O presidente Luiz Inácio Lula da Silva criticou duramente a administração da Vale (BVMF:VALE3) e cobrou mais responsabilidade da mineradora, tanto no pagamento de ações indenizatórias quanto na produção, e diz que empresas precisam se alinhar ao modelo de desenvolvimento do governo.

"O que nós queremos é que a Vale tenha mais responsabilidade. Inclusive a quantidade de minas que está na mão da Vale e que ela não explora há mais de 30 anos e fica funcionando como se fosse dona e vendendo. A Vale, ultimamente, está vendendo mais ativo do que produzindo o minério de ferro", criticou, em entrevista para a RedeTV! na noite de terça-feira.

"O dado concreto é que o potencial do Brasil tem que ser explorado e a Vale não pode ter o monopólio. A Vale tem que ser mais uma empresa. Ela é maior, que trabalhe mais."

Lula negou que tenha tentado interferir na sucessão para a presidência da companhia e que tenha discutido o tema. No entanto, fontes ouvidas pela Reuters confirmaram que o presidente gostaria de colocar o ex-ministro da Fazenda Guido Mantega no comando da companhia.

A resistência dos acionistas terminou por engavetar a ideia, já que o governo sozinho não tem poder para garantir seu candidato na sucessão.

Uma das razões para o presidente tentar influenciar na sucessão da empresa é a discordância com decisões administrativas.

"A Vale não pode pensar que ela é dona do Brasil. Ela não pode pensar que ela pode mais do que o Brasil. Então, o que nós queremos é o seguinte: as empresas brasileiras precisam estar de acordo com aquilo que é o pensamento de desenvolvimento do governo brasileiro. É só isso que nós queremos", cobrou.

Procurada, a Vale afirmou que não faria comentários sobre as falas do presidente.

Lula tem feito diversas críticas públicas contra a Vale, inclusive cobrando ações de reparação e compensação por rompimentos de barragens de rejeitos.

No caso do rompimento de estrutura da mineradora em Brumadinho (MG), em 2019, foram indenizadas mais de 15,4 mil pessoas do municípios e outros próximos, totalizando 3,5 bilhões de reais em pagamentos de indenizações cíveis e trabalhistas, além do fechamento do acordo coletivo de quase 38 bilhões de reais com autoridades.

Já no caso do rompimento de barragem da Samarco, joint venture da Vale com a BHP, até dezembro passado, foram destinados 34,7 bilhões de reais em ações de reparação e compensação a cargo da Fundação Renova (BVMF:RNEW11), responsável por gerir os trabalhos. Nesse caso, um acordo global ainda está em negociação entre mineradoras e autoridades.

Lula voltou a criticar a privatização da Eletrobras (BVMF:ELET3) durante o governo de Jair Bolsonaro, um tema que tem sido seu assunto desde a campanha eleitoral, e que chamou de "crime de lesa-pátria".

© Reuters. Presidente Luiz Inácio Lula da Silva durante entrevista coletiva no Palácio do Planalto
26/02/2024 REUTERS/Adriano Machado

No entanto, o presidente garantiu que não irá tentar reverter a privatização, o que chegou a ser aventado e estudado pelo governo. Uma das alternativas seria recomprar ações que foram colocadas no mercado, já que a forma de privatização foi a de venda de ações pertencentes ao governo federal e diluição da sua participação.

"Não, porque também não vai gastar dinheiro do povo nisso agora. Eu tenho coisa mais importante para fazer, Não vou ficar utilizando o dinheiro", afirmou quando perguntado se poderia tentar reverter.

(Reportagem de Lisandra ParaguassuEdição de Eduardo Simões e Pedro Fonseca)

Últimos comentários

O rei da sabotagem.
sabemos bem o que significa mais re$$ponsabilidade para o PT...
MOLUSCO IMPERIAL CONTRARIADO KKKK
Cachaça kkkk vagaba
esse traste não vai deixar pedra sobre pedra ao final dos 4 anos.
a empresa tem que pagar primeiro o ônus das atrocidades negligenciadas
Esse cara é uma fábrica de esterco, da boca dele só sai merda.
o que esse jegue entende do negócio pra estar falando? Vai dar palpite pra Janja!
Falou. 💩
ladrão pedindo responsabilide. país de frouxo ! esse cara tinha que estar na cadeia .
Um Ladraum cobrando responsabilidade rsrsrsrz
Rouba até pano de ferida. Desgraça dessa interfere em tudo p matar sua fome de poder.
no lugar de auto (leia-se alto)
O alinhamento que ele defende é com PRO_Pi_na. Se a Vale não tivesse um valor auto de mercado tava Fud....
Isso lulaladrao derruba a Vale... quero comprar suas ações
Este cada deveria ficar calado, cada vez que abre a boca sai alguma porcaria.
*cara
um ladrão pedindo responsabilidade p maior corrupto deveria estar preso
Esse e um grande vagabudo e ladrao.
Lula vai se foder , vai ! Quer roubar um pouquinho lá tb né , vagabundo !
se alinhar com o crime organizado PT , STF, PCC ....
Doido pra roubar empresa responsável lucrativa .
O Brasil da corrupção voltou 🤣
O sonho deste velhaco é pilhar  a  CVRD,para quem tem ações da Vale eu sugiro bastante atenção pois o Barbudinho Sinistro assaltou a PETR e acabou Presidente desta Bagaça.
não estraga o privado pois o público já conseguiu destruir
tranquem o veio na dispensa pra parar de falar asneira
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.