Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Copel (CPLE6), Itaúsa (ITSA4) e mais três ações para lucrar na semana de 16 de maio, segundo a XP

Moody's avalia que fracasso em venda da Braskem pode impactar credores da Odebrecht

Ações07.06.2019 12:29
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. .

(Reuters) - A Moody's avalia que o cancelamento da venda da participação de 38% do conglomerado Odebrecht na petroquímica Braskem (SA:BRKM5) para a europeia é LyondellBasell Industries (NYSE:LYB) eleva a chance de pedido de recuperação judicial pelo grupo brasileiro e pode afetar negativamente seus credores.

"Um cenário em que a Odebrecht pede falência seria negativo para os bancos com empréstimos para a Odebrecht e suas subsidiárias", afirmou a agência de classificação de risco em relatório assinado pelo analista sênior Alexandre Albuquerque.

Ele escreveu que a rescisão do negócio aumenta a probabilidade de que a Odebrecht ajude a pedir recuperação judicial, já que a venda da participação da Braskem teria permitido a Odebrecht transferir parte dos recursos da venda para suas subsidiárias.

Entre os bancos potencialmente afetados estão as maiores instituições financeiras do país, destacou o analista, citando Banco do Brasil (SA:BBAS3), Caixa Econômica Federal, Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), Bradesco (SA:BBDC4), Itaú Unibanco e Santander Brasil (SA:SANB11).

Nesta semana, o presidente-executivo do BB, Rubem Novaes, afirmou que um eventual pedido de recuperação judicial do grupo Odebrecht preocupa o setor bancário, mas afirmou que as instituições estão bem provisionadas. Segundo ele, a exposição do BB à Odebrecht é de cerca de 9 bilhões de reais.

"Assumindo que a Odebrecht entrará em uma reestruturação judicial, os credores provavelmente enfrentariam um longo processo litigioso para recuperar parte de seus empréstimos", afirmou Albuquerque, acrescentando que, de acordo com estimativas do mercado, o endividamento bancário combinado do conglomerado é de cerca de 40 bilhões de reais.

De acordo com a análise da Moody's, o processo de falência pode interromper ou desacelerar a geração de receita e, portanto, prejudicar a capacidade da Odebrecht de pagar seus empréstimos em aberto. "Os bancos podem criar provisões adicionais e reportar um aumento nos ativos inadimplentes."

(Por Paula Arend Laier)

Moody's avalia que fracasso em venda da Braskem pode impactar credores da Odebrecht
 

Artigos Relacionados

Nubank tem lucro ajustado de US$10 mi no 1º tri
Nubank tem lucro ajustado de US$10 mi no 1º tri Por Reuters - 16.05.2022

SÃO PAULO (Reuters) - A Nu Holdings (NYSE:NU), controladora do Nubank (SA:NUBR33), teve lucro líquido ajustado de 10,1 milhões de dólares no primeiro trimestre, contra resultado...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Andre Forti Saint
Andre Forti Saint 07.06.2019 13:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
LyondellBasell creio eu, vai fechar a compra. Ainda mais depois que o STF liberou geral ontem...
Silvaldir Brito
Silvaldir Brito 07.06.2019 12:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Empresas corruptas nos roubam três vezes, a primeira é quando nos roubam diretamente a segunda quando recebem ajuda do governo para se reerguer,a terceira é quando perdemos dinheiro no mercado por desvalorização de empresas que não deveria  ser afetadas,  a corrupção afeta a todos, deveriam ter leis muito mais severas pra esse tipo de crime !!!
denilton rudson
denilton rudson 07.06.2019 12:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Pronto! Era esse o motivo que o mercado queria pra desovar.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail