Garanta 40% de desconto
🚀 6 ações que subiram +25% no 1º tri selecionadas pela nossa IA. Quais ações vão subir no 2º tri?Não perca a lista completa

Petróleo: Balanços devem ser mistos diante de preços mais baixos da commodity

Publicado 27.02.2024, 16:52
Atualizado 27.02.2024, 16:52
© Reuters.

Investing.com – Preços mais baixos do petróleo devem marcar os balanços das produtoras brasileiras da commodity referentes ao quarto trimestre de 2024, que tendem a ser mistos, segundo analistas.

É no que acredita o Bank of America (NYSE:BAC) (BofA), que avalia que o trimestre será mais positivo para players integrados, com maior produção e melhores resultados downstream, do que para as empresas “juniores”, impactadas por preços do petróleo mais fracos e diminuição da produção.

Já o Itaú BBA espera que o ambiente para as petrolíferas independentes no trimestre tenha sido positivo, com destaque para Prio, ao mencionar um preço médio do petróleo de US$83 o barril, uma queda de 4% frente aos três meses imediatamente anteriores.

“Não esperamos que a temporada de resultados do quarto trimestre ofereça muitos catalisadores positivos para o setor júnior”, destaca o BTG (BVMF:BPAC11), citando redução da produção, ainda que pondere que esses fatores já estão monitorados por analistas, deixando as teses de investimentos praticamente inalteradas.

Petrobras (BVMF:PETR4)

A estatal de petróleo deve apresentar seu balanço em 07 de março, após já ter divulgado sua prévia operacional. Além do lucro, analistas estarão atentos à divulgação de proventos da companhia.

“No geral, as vendas de petróleo e derivados foram quase estáveis no trimestre e aumentaram 2% em relação ao ano anterior”, destaca a XP (BVMF:XPBR31), que projeta um EBITDA de US$15,8 bilhões, alta trimestral de 17%, em meio a melhores margens em exploração e produção e melhores crack spreads em refino transporte e comercialização. Além disso, estimam pagamento de dividendos mínimos em torno de US$3,9 bilhões e dividendos extraordinários em US$5,5 bilhões.

O BofA espera resultados sequenciais mais fortes, com EBITDA ajustado de US$15 bilhões, um aumento de 13% no trimestre e de 10% no comparativo anual. Entre os gatilhos positivos, estariam maior produção e menores custos de exploração.

A plataforma InvestingPro estima um lucro por ação (LPA) de R$2,61 e uma receita de R$137,8 bilhões para a estatal de petróleo.

3R Petroleum Óleo e Gás (BVMF:RRRP3)

O balanço da 3R Petroleum será divulgado no dia 06 de março. A projeção do BofA é de um EBITDA de R$691 milhões, queda de 17% no trimestre e aumento de 514% na base anual. De acordo com os analistas do BofA, a diminuição sequencial ocorre devido menores preços do petróleo e atividades de manutenção e recuperação nas instalações.

O BTG também enxerga um EBITDA mais fraco trimestralmente, em R$723 milhões, “mas sólido onde é mais importante”, após fortes resultados downstream no terceiro trimestre. Os últimos três meses do ano devem ter sido de melhorias operacionais graças ao crescimento da produção, o que tende a auxiliar na diluição de custos fixos.

O InvestingPro projeta um LPA de R$1,15 e uma receita de R$1,172 bilhão para a 3R Petroleum.

Enauta Participações (BVMF:ENAT3)

A Enauta divulga indicadores referentes ao período entre outubro e dezembro no dia 14 de março. O BofA estima um EBITDA de R$249 milhões, revertendo resultado negativo do último trimestre, mas uma queda anual de 44%. “O aumento sequencial do EBITDA da Enauta pode ser explicado principalmente pela maior produção, impulsionada pelo fim das paradas para manutenção que foram realizadas ao longo do 3T23”, destaca o analista Caio Ribeiro.

O Itaú BBA lembra que a produção da Enauta totalizou 14,9 kboed no trimestre, ante 4,3 kboed no 3T23, diante da retomada da produção no campo de Atlanta. A expectativa é de uma receita líquida de R$436 milhões e um lucro líquido de R$70 milhões.

A média das projeções de lucro não é tão favorável. Segundo o InvestingPro, a Enauta deve apresentar um prejuízo por ação de R$0,054, mesmo com a receita de R$370 milhões.

Petrorecôncavo (BVMF:RECV3)

A empresa apresenta seus indicadores financeiros no dia 05 de março. Os analistas do BofA projetam um EBITDA ajustado de R$244 milhões, diminuição de 35% na base trimestral e 54% na anual. A retração ocorre devido à menor produção em 25,4 mil boed, retração de 9% frente aos três meses imediatamente anteriores.

A empresa deve “terminando o ano com uma nota mais baixa”, segundo o BTG, diante das paradas para manutenção e diversos contratempos, incluindo a redução da monetização do gás e maiores despesas com vendas. A expectativa do BTG é de um EBITDA de R$289 milhões, o menor do ano.

O InvestingPro indica um lucro por ação de R$0,59 para a Petrorecôncavo, com uma receita esperada de R$759,7 milhões.

Prio (BVMF:PRIO3)

A produtora de petróleo reporta dados trimestrais em 11 de março. A Prio apresentou uma produção média de 100 kboed no quarto trimestre do ano passado, demonstrando estabilidade, segundo o Itaú BBA, “com ramp-up em Albacora Leste sendo compensado por menores níveis de produção em Frade”, recorda o banco, mencionando as duas paradas devido a instabilidades no sistema de instrumentação. O Itaú BBA estima receita de US$ 665 milhões, com menores vendas e preços do petróleo.

O Bank of America espera um EBITDA de US$ 469 milhões, uma diminuição de 25% no trimestre, ainda que elevação anual de 206%. O BofA aponta como motivos para a queda frente aos três meses anteriores os preços mais baixos do petróleo e menores vendas realizadas.

A Prio deve apresentar um LPA de R$1,63 e receita de R$3,424 bilhões, de acordo com a plataforma InvestingPro.

Comparando o preço-justo no InvestingPro

Na plataforma InvestingPro, é possível montar carteiras teóricas para comparar empresas de um determinado setor, por exemplo. Incluímos os papéis mencionados para apontar quais as perspectivas para as cotações indicadas pela plataforma. No caso da Enauta, a perspectiva é de baixa para os papéis, enquanto o menor potencial de valorização, segundo o InvestingPro, é da 3R. O maior é o da Petrobras, com 37%.

Dados financeiros completos da Petrobras, Prio, Enauta, Petrorecôncavo e 3R Petroleum, como preço-justo, histórico financeiro, balanço patrimonial, preço histórico, saúde financeira e comparação frente aos pares podem ser acessados na plataforma InvestingPro. Nossos leitores podem ter um desconto especial de 10% nos planos Pro e Pro+ de um e dois anos com o cupom INVESTIR.

Últimos comentários

magna activa
Petrobras 🇧🇷 vai estourar a boca do balão!
ótimas análises das nossas petroleiras, parabéns
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.