Últimas Notícias
0

Premiê britânica enfrenta parlamentares rebeldes pró-UE para vencer votação sobre Brexit

Mundiais20.06.2018 20:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. .

Por Elizabeth Piper e William James

LONDRES (Reuters) - A primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, venceu nesta quarta-feira uma crucial votação no Parlamento sobre o Brexit, mantendo em curso seus planos do governo de encerrar mais de 40 anos de parceria britânica com a União Europeia.

Após o parlamentar conservador pró-UE Dominic Grieve dizer que iria apoiar a proposta do governo para uma “votação significativa” no Parlamento sobre a saída do Reino Unido, uma possível rebelião que poderia enfraquecer a autoridade de May foi evitada.

    A primeira-ministra adotou uma estratégia de alto risco ao enfrentar rebeldes em seu Partido Conservador, e isto rendeu frutos. A câmara alta do Parlamento mais tarde aprovou o projeto de lei, abrindo o caminho para isto se tornar lei após receber “aprovação real” formal da rainha.

    May disse em comunicado que a aprovação do projeto é uma medida crucial para realizar o Brexit, e mais detalhes de futuras ligações propostas com a UE serão publicados nas próximas semanas.

    Mas a batalha sobre o projeto de lei de saída da União Europeia, seu esboço do Brexit, pode ser uma amostra do que está por vir. May precisa ver aprovadas diversas outras propostas pelo Parlamento para preparar o Reino Unido para a vida fora da UE, uma mudança importante para suas relações comerciais e políticas após décadas no bloco.

Alguns de seus oponentes sobre o Brexit podem simplesmente ter decidido esperar para disputas posteriores em questões como futuros laços comerciais e acordos aduaneiros com o bloco antes da saída programada do Reino Unido, em março do ano que vem.

    Seis conservadores ainda votaram contra o governo. Mas por ora, May está aliviada de ter superado outra possível crise sobre sua proposta para o papel do Parlamento, caso não conseguir negociar um acordo de saída com a UE ou caso parlamentares rejeitarem um acordo que ela trouxer de Bruxelas.

    “Houve uma grande questão de princípio aqui, que era que o governo deve poder ser livre para negociar e nós precisamos ser livres para sustentar em nossas negociações a possibilidade de um não acordo, ou ao invés disto toda a vantagem estará com o lado da UE”, disse o ministro do Comércio, Liam Fox, à BBC.

    Outros conservadores concordaram. “Isto fortalece nossa mão”, disse um, enquanto parlamentares da oposição descreveram a votação como decepcionante. 

Premiê britânica enfrenta parlamentares rebeldes pró-UE para vencer votação sobre Brexit
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias ou ataques pessoais dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Registrar-se com Google
ou
Registrar-se com o e-mail