Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

China sanciona sete autoridades taiwanesas "obstinadas" pela independência

3 Ações/BDRs Defensivas, Pagadoras de Dividendos e Resistentes à Aversão ao Risco

Por Investing.com (Haris Anwar/Investing.com)Ações02.03.2022 11:21
br.investing.com/analysis/3-acoesbdrs-defensivas-pagadoras-de-dividendos-e-resistentes-a-aversao-ao-risco-200448041
3 Ações/BDRs Defensivas, Pagadoras de Dividendos e Resistentes à Aversão ao Risco
Por Investing.com (Haris Anwar/Investing.com)   |  02.03.2022 11:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Após uma histórica corrida de alta desde o crash de mercado de março de 2020, este ano começou com um cenário macroeconômico bastante diferente. Nos dois primeiros meses do ano, a alta da inflação, a possibilidade de elevação de juros pelo Fed e temores com uma crise econômica pesaram sobre os mercados e provocaram uma ampla liquidação.

A guerra entre Rússia e Ucrânia criou um novo risco para os mercados, ao desestabilizar as finanças globais e montar o palco para outro ciclo inflacionário alimentado pelas commodities.

Embora fosse quase impossível que os investidores de ações protegessem suas carteiras contras essas ameaças, a gestão de risco continua sendo um fator crucial para quem deseja estar no mercado no longo prazo.

A melhor forma de fazer isso é diversificar e comprar ações com betas baixos, isto é, papéis que são menos voláteis do que o mercado acionário geral.

Essas ações podem cair durante correções profundas do mercado, mas com movimentos menos dramáticos do que os players de alto crescimento. E também se recuperarão rapidamente quando houver a retomada do mercado. Entre essas ações estão as de empresas de serviços de energia e gás, operadores de telecomunicações e grandes varejistas.

Identificamos abaixo três dessas ações que os investidores podem avaliar na hora de aumentar a segurança das suas carteiras:

1. BCE

  • Rendimento: 5,49%
  • Proventos trimestrais: US$0,92
  • Capitalização de Mercado US$47,83 bilhões

A maior operadora de telecomunicações do Canadá, a BCE Inc. (NYSE:BCE), é uma ação estável e menos volátil, ideal para carteiras de longo prazo. As empresas de telecomunicações tiveram desempenho ruim durante a pandemia, sem conseguir aumentar significativamente o número de assinantes no momento em que a maioria dos profissionais estava trabalhando remotamente em casa.

BCE semanal
BCE semanal

Esse período letárgico durante a crise sanitária, que pressionou as ações da BCE, parece ter ficado para trás. O Canadá está removendo rapidamente as restrições relacionadas à pandemia, depois de imunizar a maior parte da sua população. Isso significa que os profissionais irão retornar aos escritórios, aumentando o potencial de alta dos negócios da BCE.

A BCE (TSX:BCE) é uma das maiores pagadoras de dividendos na TSX. Suas ações nos EUA fornecem um rendimento de quase 6%. No mês passado, em seu último balanço, a BCE anunciou uma elevação de 5% em seu dividendo trimestral e aumentou seu programa de gastos para ampliar o alcance da fibra ótica a mais 900.000 novas localidades. A operadora de telecom provavelmente se beneficiará da presença da fibra no próximo ciclo de atualização do 5G.

Por isso, a BCE é uma boa escolha se você não busca retornos espetaculares no curto prazo, preferindo priorizar retornos médios estáveis no longo prazo. O papel fechou o pregão de terça-feira em Wall Street cotado a US$52,61.

2. Walmart

  • Rendimento: 1,65%
  • Proventos trimestrais: US$0,56
  • Capitalização de Mercado US$377,2 bilhões

A maior varejista física de descontos do mundo, Walmart (NYSE:WMT) (SA:WALM34), é uma sólida ação defensiva para ter em carteira, capaz de atuar como hedge contra possíveis quedas no mercado acionário.

Em períodos de aflição, as ações do Walmart historicamente têm um desempenho consideravelmente melhor que o do S&P 500.  Durante o crash de mercado de 2020, por exemplo, a ação continuou em terreno positivo, enquanto o mercado mais amplo entrou em bear market. E, nas recessões de 2002 e 2008, o Walmart  produziu retornos positivos, enquanto o S&P 500 despencou.

Walmart semanal
Walmart semanal

O mais recente exemplo dessa força ocorreu no mês passado, quando a varejista sediada em Bentonville, Arkansas, superou as expectativas de lucro trimestral de Wall Street e revelou um excelente balanço, o que corrobora sua capacidade de lidar bem com a alta da inflação e os distúrbios na cadeia de fornecimento.

A margem bruta da empresa, uma medida ampla de lucratividade, também ficou acima das estimativas dos analistas no quarto trimestre, ao saltar levemente para 23,8%, graças à força dos seus negócios nos EUA.

Os sólidos dividendos do Walmart são um benefício a mais. Com um rendimento de 2% e proventos trimestrais de US$ 0,56, essa ação é uma boa escolha para se ter nos bons e maus momentos do mercado. A companhia possui um impressionante histórico quando o assunto é retornar caixa para os investidores. O WMT fechou o pregão de terça-feira a US$135,99.

3. Coca-Cola

  • Rendimento: 2,84%
  • Proventos trimestrais: US$0,44
  • Capitalização de Mercado US$268,67 bilhões

A gigante do setor de alimentação e bebidas sediada em Atlanta, Coca-Cola (NYSE:KO) (SA:COCA34), é outra candidata ideal para investidores mais avessos ao risco. A empresa paga dividendos há mais de um século, mostrando a força da sua marca e sua capacidade de sobreviver mesmo nos períodos econômicos mais adversos.

Assim como muitas marcas de consumo, a Coca-Cola perdeu vendas devido à pandemia de Covid-19. Mas, com a reabertura da economia global, os próximos dois ou três anos parecem bastante promissores para a companhia, que se beneficiará da demanda reprimida por entretenimento ao ar livre.

KO semanal
KO semanal

De acordo com dados compilados pela Bloomberg, os resultados comparáveis por ação para o quarto trimestre excederam as estimativas pelo novo trimestre consecutivo. O último trimestre também marcou a primeira vez, desde que a pandemia começou, em que o volume proveniente do consumo doméstico ficou acima dos níveis de 2019.

Como parte dos seus esforços para crescer além da marca que leva seu nome e se tornar uma “empresa de bebidas completa”, a Coca está adquirindo startups do ramo de bebidas para melhorar sua imagem junto aos clientes preocupados com a saúde e encontrar novas áreas de crescimento.

No momento em que consumidores mais atentos ao seu bem-estar se afastam de bebidas açucaradas, a proprietária das marcas Minute Maid, Simply, Dasani e Schweppes está expandindo suas ofertas saudáveis. Entre seus investimentos recentes estão a Honest Tea, laticínios Fairlife e Suja Life.

A Coca-Cola fechou o pregão de terça-feira cotada a US$61,97 por ação.

3 Ações/BDRs Defensivas, Pagadoras de Dividendos e Resistentes à Aversão ao Risco
 

Artigos Relacionados

Thiago Bisi
IBOV Fecha em Alta de 0,24%   Por Thiago Bisi - 15.08.2022

Pitacos iniciais: IBOV, WINM22, EWZ, SMLL, DJI, ESFUT, NMFUT, QRFUT, HSI, JPN225, GER30, UK100, FEF2!, CL2!, UKOIL, DXY, DOLFUT, DI1F25, BGIV22, CCMU22, BTCUSD. Papeis a pedidos:...

3 Ações/BDRs Defensivas, Pagadoras de Dividendos e Resistentes à Aversão ao Risco

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Ailton Veiga Junior
Ailton Veiga Junior 03.03.2022 17:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Temos vivenciado a triste situação da Guerra Rússia-Ucrânia e seus inúmeros impactos, que vão desde a alta nos preços de commodities até o medo de uma recessão generalizada nas grandes economias.Se aproveitando dessa situação, muitas instituições financeiras, casas de análise e influenciadores digitais têm sugerido que os investidores façam uma realocação completa dos seus portfolios para “se proteger” dos efeitos da guerra. Ou seja, vendendo algumas ações que possuem características específicas e comprando outras com outras características, você automaticamente estará protegido. Essa é a tal da carteira mais “defensiva”.Alguns argumentos contrários a mais esse modismo:1:Ninguém sabe ao certo quais serão os efeitos dessa guerra. E justamente por isso, é impossível saber quais serão as empresas beneficiadas e quais serão as penalizadas no médio/longo prazo2: Ninguém sabe ao certo a duração dessa guerra. Pode durar mais uma semana ou mais um ano. Ou cessar fogo. Sem falar custo.
Frederico Duarte
Frederico Duarte 02.03.2022 11:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
KO é muita boa.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail