Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Após Leve Alta em Dezembro e Fortes Ganhos em 2020, O Que Esperar dos Mercados?

Por Investing.com (Charley Blaine/Investing.com)Ações05.01.2021 09:21
br.investing.com/analysis/apos-leve-alta-em-dezembro-e-fortes-ganhos-em-2020-o-que-esperar-dos-mercados-200439270
Após Leve Alta em Dezembro e Fortes Ganhos em 2020, O Que Esperar dos Mercados?
Por Investing.com (Charley Blaine/Investing.com)   |  05.01.2021 09:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Publicado originalmente em inglês em 04/01/2021

Apesar de todo o drama do ano passado, foi difícil superar o desempenho dos mercados financeiros globais. Ainda mais com o resultado da eleição presidencial nos EUA e suas implicações.

O mês de dezembro de 2020 gerou ganhos modestos em comparação com os enormes ralis em abril e novembro. Foram 3,3% para o Dow Jones Industrial (INDU), 3,7% para o S&P 500 (SPX) e 5,7% para o Nasdaq Composto (COMPX).

Os desempenhos de dezembro foram suficientes para permitir que o Dow e o S&P 500 fechassem em níveis recordes no fim do ano: 30.606 no Dow e 3.756 no S&P 500. O fechamento de fim de ano na Nasdaq a 12.888 ficou apenas 11 pontos abaixo do fechamento recorde a 12.899 ocorrido em 28 de dezembro.

No ano, o Dow se valorizou 7,25%, enquanto o S&P 500 subiu 16,3%.

COMPQ Semanal
COMPQ Semanal

O Nasdaq disparou 43,6%, seu melhor desempenho desde a recuperação de 43,6% do traumático crash de mercado em 2008.

Risco da covid e bolha de mercado ainda em jogo

Mas, para obter esses resultados em 2020, os mercados tiveram que enfrentar outro drama: a pandemia de covid-19, que infectou milhões de pessoas e causou mais de 350.000 mortes nos EUA e pelo menos 1,8 milhão ao redor do mundo, mas depois voltaram a subir. Uma preocupação é que uma bolha de mercado começou a surgir em 2020 e ainda não se dissipou.

A esperança é que o desenvolvimento de novas vacinas para combater o vírus reduzirá o número de infecções e mortes, impulsionando as economias ao redor do mundo. Mas os estresses de 2020, como o da eleição presidencial nos EUA, podem acabar cansando alguns investidores.

Quando a pandemia deu as caras pela primeira vez na Ásia no início de 2020, os governos isolaram suas populações, principalmente na Europa e partes dos Estados Unidos.

A resposta dos mercados foi de pânico. O S&P 500 afundou 35,4% entre seu fechamento em 19 de fevereiro até o fundo de 23 de março. Desde então, o índice acumula alta de 71,4%. (Para se ter uma ideia, foram necessários 17 meses para que o S&P 500 caísse 56,8% entre o topo de outubro de 2007 e o fundo de março de 2009).

Os preços do petróleo derreteram. O barril de West Texas Intermediate, referência nos EUA, ficou abaixo de US$ 20 pela primeira vez em anos e adentrou o território negativo por um dia em abril. Somente em julho o WTI voltou a cruzar novamente a marca de US$ 40. Embora os preços tenham subido quase 27% em novembro e 7% em dezembro, seu fechamento de US$ 48,52 na sexta-feira ainda representava uma queda de 21% no ano.

O número de sondas aferido pela Baker Hughes girava em torno de 800 no primeiro trimestre de 2020, quando o pânico se instalou. O volume de plataformas operantes despencou para 244 em meados de agosto. Apesar de ter subido para 351, ainda está 55% abaixo do registrado em março.

Por causa do pânico econômico, o Federal Reserve e os bancos centrais mundiais cortaram os juros e tentaram aumentar o crédito disponível. Os governos, com resultado razoável, tentaram apressar a implementação de pacotes de estímulo.

O rendimento dos títulos de 10 anos do tesouro americano caiu de 1,92%, ao final de 2019, para 0,92% na quinta-feira. (Quando Donald Trump assumiu a presidência, em 20 de janeiro de 2017, o rendimento estava em 2,47%).

Tudo indica que o Fed não elevará sua taxa básica de juros até pelo menos 2022 em razão da fraqueza generalizada na economia americana. A taxa de desemprego de novembro ficou em 6,7%; o relatório referente a dezembro está previsto para esta sexta-feira. Os pedidos de seguro-desemprego totalizaram 787.000 na semana de 20 de dezembro, após atingirem quase 7 milhões em março. Entretanto, antes da pandemia, os pedidos de seguro-desemprego giravam em torno de 200.000 por semana.

Muitas oportunidades de ganho e perda

A pandemia, no entanto, criou muitas oportunidades para as companhias atenderem os clientes não afetados pelo desemprego. Entre elas se destacam:

1. Desenvolvedoras de vacinas para o coronavírus. Foram as poucas empresas cujas ações se sagraram vencedoras. A Pfizer (NYSE:PFE) (SA:PFIZ34) encerrou o ano com uma alta de apenas 6%. A AstraZeneca (NASDAQ:AZN) (SA:A1ZN34), gigante farmacêutica britânica, valorizou-se 0,3%.

A razão para a dicotomia é que as grandes farmacêuticas têm toneladas de medicamentos no mercado e mais em produção, mas o poder de precificação tem sido restrito. Mas as ações da BioNTech (NASDAQ:BNTX), parceria alemã da Pfizer no desenvolvimento da vacina, saltaram 140%.

A Moderna (NASDAQ:MRNA), empresa de biotecnologia cuja vacina foi aprovada nos EUA, disparou 434%.

NVAX Semanal
NVAX Semanal

A Novavax (NASDAQ:NVAX), outra empresa de biotecnologia que está desenvolvendo uma vacina para o coronavírus e acaba de iniciar a fase 3 dos ensaios, decolou 2.702%.

2. Tesla. A Tesla (NASDAQ:TSLA) (SA:TSLA34) estava em outro mundo. As ações da fabricante de veículos elétricos encerraram o ano com uma alta de 743%, superando tanto o índice Nasdaq 100 quanto o S&P 500.

A empresa de Elon Musk entrou cerca de 500,000 novos veículos aos clientes em 2020. A lucratividade parece estar estável, e a Tesla foi recompensada com sua entrada no S&P 500 em dezembro. Seu valor de mercado era de US$ 669 bilhões, quase duas vezes o da Toyota (NYSE:TM), Honda (NYSE:HMC) (SA:HOND34), General Motors (NYSE:GM) (SA:GMCO34) e Ford (NYSE:F) (SA:FDMO34) juntas. Esse valuation já inclui os ganhos de 24% em dezembro e de 46% só no quarto trimestre. Parece ser uma ação imperdível, mesmo sendo negociada a 1.398 vezes seus resultados nos últimos 12 meses.

3. Ações de varejo online. Essas ações decolaram. Muitos compradores, tentando evitar a exposição ao vírus, passaram a fazer seus pedidos pela internet. A Amazon.com (NASDAQ:AMZN) (SA:AMZO34) declarou que suas vendas para o quarto trimestre devem alcançar entre US$ 112 e 124 bilhões. A Target (NYSE:TGT) (SA:TGTB34) e o Walmart (NYSE:WMT) (SA:WALM34) também registraram maiores vendas online no segundo semestre.

TGT Semanal
TGT Semanal

As ações da Target saltaram 18% em novembro e encerraram o ano em alta de 37,7%. Os papéis do Walmart se valorizaram 21%.

4. Empresas de entregas de remessas. A FedEx (NYSE:FDX) (SA:FDXB34) foi uma grande beneficiária do boom das vendas na internet. Suas ações saltaram quase 72% no ano, ficando em 20º lugar no S&P 500 e em 1º lugar no índice Dow Jones de Transporte. Sua concorrente United Parcel Service (NYSE:UPS) (SA:UPSS34) subiu 43,9%. As ações ferroviárias também se saíram bem, principalmente no segundo e terceiro trimestres.

5. Empresas de serviços online. A Etsy (NASDAQ:ETSY), empresa fornecedora de soluções de marketplace, subiu 300% em parte por conta da sua entrada no S&P 500 em setembro. A DoorDash (NYSE:DASH), que presta serviços de entrega de comidas, abriu seu capital em 8 de dezembro a US$ 102 e atingiu US$ 195 em sua estreia. As ações corrigiram, mas parecem ter se estabilizado acima de US$ 140, uma alta de quase 40%.

A Airbnb (NASDAQ:ABNB), operadora de marketplace de aluguéis de férias, abriu seu capital em 10 de dezembro a US$ 68, indicando um valor de mercado de US$ 100 bilhões. Os papéis da empresa saltaram para quase US$ 175, mas recuaram até US$ 146,80 na sexta-feira, uma alta de 116% no primeiro mês de negociação. A corretora imobiliária online Zillow (NASDAQ:ZG) subiu 47%.

6. Grandes ações de tecnologia. A Apple (NASDAQ:AAPL) (SA:AAPL34) subiu 81%, graças à boa recepção dos investidores aos seus aparelhos 5G. A estabilidade dos seus lucros gera segurança em ciclos de baixa. A ação atuou como porto seguro na pandemia. A Advanced Micro Devices (NASDAQ:AMD) (SA:A1MD34) basicamente dobrou de valor. A fabricante de processadores Nvidia (NASDAQ:NVDA) (SA:NVDC34) subiu quase 122%. A Amazon fechou em alta de 76% e a Microsoft (NASDAQ:MSFT) (SA:MSFT34) subiu 41%.

7. Ações metálicas. Essas ações vêm subindo com a esperança de que as vacinas para a covid-19 permitirão uma forte recuperação econômica no mundo.

FCX Semanal
FCX Semanal

A Freeport-McMoRan Copper & Gold (NYSE:FCX) (SA:FCXO34) subiu 98%, pois o cobre, seu principal produto, saltou mais de 25% para US$ 3,519 por libra.

O ouro, clássico ativo de segurança, saltou 24% para US$ 1895,10 por onça. A prata se valorizou 47%. A fabricante de alumínio Alcoa (NYSE:AA) caiu 71% no primeiro trimestre, por causa do vírus, mas já recuperou todas as perdas. Mesmo assim encerrou o ano em alta de 7,2%. No quarto trimestre, teve valorização de 98%.

Entre as ações perdedoras estão as empresas diretamente afetadas pelo coronavírus. Entre elas se destacam:

1. Empresas de energia, principalmente produtores de óleo e gás. Essas empresas encerraram o ano com forte desvalorização, apesar do repique dos preços do petróleo no último semestre do ano.

XOM Semanal
XOM Semanal

A Exxon Mobil (NYSE:XOM) (SA:EXXO34) caiu 46% no primeiro trimestre. Também sofreu a humilhação de ser removida do Dow após 82 anos. Mas conseguiu subir 41% no quarto trimestre.

A Occidental Petroleum (NYSE:OXY) (SA:OXYP34) saltou 58% no ano. Graças à alta do petróleo, seus papéis subiram quase 10% em dezembro e 73% no quarto trimestre.

2. Companhias aéreas. As companhias aéreas foram arrasadas pela pandemia, bem como pelos problemas com o avião 737 MAX da Boeing (NYSE:BA) (SA:BOEI34).

Mesmo que a economia registre forte recuperação e as ações do setor de viagens acelerem, as viagens comerciais devem continuar em lenta recuperação, já que as reuniões passaram a ser realizadas pelo Zoom ou Microsoft Teams. Mas algumas empresas, como Alaska Airlines (NYSE:ALK) (SA:A1LK34) e Ryanair Holdings (NASDAQ:RYAAY), já fizeram novos pedidos do 737 MAX, agora que os órgãos reguladores recertificaram a aeronave.

Sua esperança é que as pessoas não veem a hora de voltar a viajar. As ações da Alaska tiveram leve valorização em dezembro, mas saltaram 41% no quarto trimestre, com os investidores elevando suas apostas na recuperação.

3. Boeing. A gigante aeroespacial viu suas reservas colapsarem. Ao final do ano, havia centenas de aviões 737 MAX encalhados em todo o oeste americano à espera de recertificação.

Para a empresa sediada em Chicago, a pandemia piorou uma situação que já era ruim. Mas as ações da Boeing subiram 1,6% em dezembro, além de 46% em novembro, mas ainda registram queda de 34% no ano e de 52% em relação à máxima histórica de US$ 446,01 no início de 2019.

O que esperar daqui para frente?

Considerando que as pessoas sejam imunizadas, a vida pode começar a voltar a ser o que era antes da pandemia. Ou seja, mais compras pelos consumidores, mais geração de emprego e força no mercado imobiliário residencial nos Estados Unidos e outras partes do mundo.

O Federal Reserve não pretende elevar as taxas de juros no futuro próximo. Provavelmente não antes de 2022.

Tudo isso é favorável para as ações.

Um grande risco é a possibilidade de o mercado de juros elevar os juros mesmo assim, por causa do enorme déficit fiscal para combater o vírus Por isso, é preciso ficar de olho no rendimento dos treasuries de 10 anos. Ele voltou para 1% com os investidores começando a tirar dinheiro dos Estados Unidos em favor de outros mercados.

Isso também fez o dólar cair, elevando os preços de importação e pressionando a inflação na economia. O Índice Dólar, que compara a moeda americana a uma cesta de divisas, desvalorizou-se 6.4% em 2020 e 12,7% desde o pico de março.

Além disso, é preciso ficar atendo a uma alta exagerada dos mercados. O Índice de Força Relativa do Nasdaq está atualmente acima de 70, um alerta de que as ações podem estar sobreaquecidas. Os níveis do Dow, S&P 500 e Nasdaq 100 estavam um pouco abaixo de 70 na sexta-feira.

Após Leve Alta em Dezembro e Fortes Ganhos em 2020, O Que Esperar dos Mercados?
 

Artigos Relacionados

Thiago Bisi
Ibovespa Fecha em Alta de 0,10%   Por Thiago Bisi - 20.10.2021

Análise gráfica (técnica) de Ibovespa, Índices, Dólar e Ações.   Papéis em destaque: Ibovespa, Mini Índice, Mini Dólar, S&P 500 Futuros, Dow Jones, ETF iShares S&P 500 (SA:IVVB11),...

Após Leve Alta em Dezembro e Fortes Ganhos em 2020, O Que Esperar dos Mercados?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (3)
Bruno Silva
Bruno Silva 06.01.2021 9:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom dia , então podemos concluir que se a vacina não sair o mais rápido possível haverá uma queda ???!!!
Bruno Silva
Bruno Silva 06.01.2021 9:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom dia , então podemos concluir que se a vacina não sair o mais rápido possível haverá uma queda ???!!!
Daniel Martins
Daniel Martins 05.01.2021 11:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail