Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Commodities nesta Semana: Petróleo Busca US$90; Ouro se Firma em US$1800

Por Investing.com (Barani Krishnan/Investing.com)Commodities18.01.2022 09:49
br.investing.com/analysis/commodities-nesta-semana-petroleo-busca-us90-ouro-se-firma-em-us1800-200447175
Commodities nesta Semana: Petróleo Busca US$90; Ouro se Firma em US$1800
Por Investing.com (Barani Krishnan/Investing.com)   |  18.01.2022 09:49
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Os investidores do petróleo estão conseguindo todo o suporte necessário para fazer o barril atingir US$90 ou até mais. A semana começou com notícias de um ataque aéreo letal nos Emirados Árabes Unidos (EAU), grande produtor petrolífero, e com a expectativa de um relatório positivo de oferta e demanda por parte da Opep.

Petróleo diário
Petróleo diário

O movimento Houthi, aliado do Irã, realizou ataques com mísseis lançados por drones no domingo, provocando explosões em caminhões-tanque nos EAU e matando três pessoas. Os rebeldes alertaram ainda que atacarão mais instalações, o que levou Abu Dábi a declarar que se reserva o direito de “responder a esses ataques terroristas”.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), enquanto isso, deve divulgar seu relatório mensal sobre o mercado petrolífero na terça-feira. Quem está comprado no mercado espera usar esse relatório para alavancar a alta do petróleo até seu primeiro alvo de US$90 por barril e eventualmente acima de US$100.

O barril americano de West Texas Intermediate e o britânico Brent, cotados a US$84,50 e 87,50 respectivamente, já subiram 12% neste ano, estendendo o rali de 2021 de mais de 50%.

Os ganhos ocorreram em meio a evidências de que houve exagero nos temores com a variante ômicron da Covid, que não causou tantas mortes ou doenças quanto outras cepas, como a Delta.

Os preços do petróleo chegaram a cair 20% logo após o anúncio da descoberta da variante sul-africana em novembro. Mas voltaram a subir diante do fato de que o baixo investimento e interrupções operacionais evitaram que alguns produtores da Opep+ extraíssem sua quantidade prevista no acordo de adicionar 400.000 barris por dia ao mês.

“Se as atuais tensões geopolíticas continuarem e os membros da Opep+ conseguirem cumprir o fornecimento de mais 400.000 barris por dia, é possível que fatores macro e aspectos técnicos façam com que os preços sigam em direção à marca de US$100 por barril, onde se encontra o próximo nível de resistência técnica", declarou Ash Glover, da CMC Markets.

Mesmo assim, há indicativos de que parte do rali do petróleo neste ano se deva mais à euforia do que aos fatos. A restrição que se vê no mercado petrolífero, responsável por todo esse rali, vai de encontro com a máxima de 21 meses nos estoques de gasolina, provocada pela forte queda do consumo após o fim das festas de fim de ano, que vão do fim de novembro a dezembro.

A atualização dos estoques de gasolina desta semana por parte da EIA, agência americana de informações energéticas, prevista para quinta-feira, pode ser positiva para quem está comprado. Porém, ainda que a EIA divulgue outro conjunto de dados negativos, o ímpeto altista no petróleo não deve arrefecer, já que os bancos de Wall Street defendem em alto e bom som o petróleo a pelo menos US$90, sem falar na disposição das autoridades da Opep em fazer o mercado subir.

“O ciclo positivo de preços se estendeu na terceira semana de janeiro, e os vetores por trás desse otimismo se intensificaram até agora em 2022”, disse Louise Dickson, estrategista sênior de petróleo da Rystad Energy.

A última valorização ocorreu por conta do ministro de energia da Arábia Saudita, o príncipe Abdulaziz bin Salman, homem mais poderoso da Opep, que disse a repórteres no fim de semana que estava “confortável” com o atual rali no petróleo e que era prerrogativa de Washington liberar as reservas estratégicas emergenciais dos EUA, se assim desejasse, no intuito de trazer o mercado para baixo, algo que a Casa Branca precisa fazer para controlar a inflação.

Sem qualquer cerimônia, o príncipe basicamente mandou os EUA às favas, assim como a China, países que devem liberar suas reservas petrolíferas estratégicas para especificamente conter os preços nas bombas, que já atingiram máximas anuais nos EUA.

No front do ouro, os investidores esperam mantê-lo acima do patamar-chave de US$1800 por onça, estendendo os ganhos de 1% da semana passada, quando o contrato futuro mais próximo na Comex de Nova York fechou acima de US$1816.

 

Ouro diário
Ouro diário

O ouro, considerado como proteção contra a inflação, está reforçando esse rótulo ao se firmar no nível de US$1800 no início de 2022, apesar da previsão de uma série de elevações de juros por parte do Federal Reserve. O metal precioso falhou em sua missão de hedge várias vezes no ano passado, quando o dólar e os rendimentos dos títulos do Tesouro americano dispararam diante das expectativas de juros mais altos nos EUA.

Notícias de altas de juros são sempre ruins para o ouro. E isso se refletiu de certa forma no ano passado, ao fechar 2021 com queda de 3,6% em sua primeira queda anual em três anos e o declínio mais acentuado desde 2015.

Mas analistas acreditam que se a temática da inflação nos EUA continuar forte em 2022, pode ser que o ouro repita as máximas recordes de 2020 acima de US$2100, pico que, aliás, ocorreu na esteira de preocupações com as pressões de preço, quando o governo americano começou a gastar trilhões de dólares para conter a pandemia.

Aviso de isenção: Barani Krishnan utiliza diversas visões além da sua para dar diversidade às suas análises de mercado. A bem da neutralidade, ele por vezes apresenta visões e variáveis de mercado contrárias. O analista não possui posições nos ativos e commodities sobre os quais escreve.

 

Commodities nesta Semana: Petróleo Busca US$90; Ouro se Firma em US$1800
 

Artigos Relacionados

Douglas Coelho
Entra Milho, Sai Boi Por Douglas Coelho - 30.06.2022

A colheita da safrinha no Centro-Sul brasileiro está a todo vapor. Segundo informações da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), até meados desta semana cerca de 20,4% da...

Commodities nesta Semana: Petróleo Busca US$90; Ouro se Firma em US$1800

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
joao bosco neves
joao bosco neves 18.01.2022 10:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
carbono zero está aí,especulação de sobrevivência ainda têm uns anos de vida.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail