Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dólar: Muita Volatilidade no Câmbio Entre Dados Externos e Tensões Internas

Por Vanessa Blum CollocaCâmbio10.09.2021 07:20
br.investing.com/analysis/dolar-muita-volatilidade-no-cambio-entre-dados-externos-e-tensoes-internas-200444583
Dólar: Muita Volatilidade no Câmbio Entre Dados Externos e Tensões Internas
Por Vanessa Blum Colloca   |  10.09.2021 07:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

E para apimentar um pouco mais o cenário de tensões, os caminhoneiros bloquearam estradas, mas liberaram parte das rodovias por volta das 12 horas. A escalada do conflito político entre o presidente e os outros Poderes estava assustando os investidores, que preferiram adotar uma postura mais defensiva. Além disso, a falta de confiança também prejudica a retomada econômica e levanta um alerta para a questão fiscal do país. A ameaça de uma ruptura institucional faz com que o prêmio do risco aumentasse no decorrer do dia, afastando o investidor internacional e pressionando o câmbio e os juros.

O presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, disse que o núcleo da inflação está muito mais alto do que a autoridade monetária gostaria, mas reafirmou que o BC tem autonomia para e vai agir de maneira independente com os instrumentos que tem à disposição para controlar a inflação. Disse ainda que as previsões para o PIB podem sofrer reduções por causa do avanço da variante delta do coronavírus.

O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) subiu 0,87 por cento em agosto, após alta de 0,96 por cento no mês anterior. No acumulado de 12 meses até agosto, o IPCA teve alta de 9,68 por cento, contra alta de 8,99 por cento do mês anterior. Com o resultado, a inflação é a mais alta desde fevereiro de 2016, quando ficou em 10,36%. No ano, o IPCA acumula alta de 5,67%. A gasolina foi a vilã da inflação em agosto.

Os dirigentes do Federal Reserve sugerem que os fracos dados econômicos recentes não são suficientes para empurrar o início da redução gradual para o próximo ano. Os dados semanais de pedidos de seguro-desemprego caíram em 35 mil, para um número com ajuste sazonal de 310 mil na semana encerrada em 4 de setembro. Esse foi o patamar mais baixo desde meados de março de 2020, quando os serviços não essenciais tiveram de ser fechados para conter a primeira onda de casos de Covid-19. As solicitações caíram de um recorde de 6,1 milhões no início de abril de 2020, mas permanecem acima da faixa de 200 mil a 250 mil, considerada condizente com um mercado de trabalho saudável. Há um otimismo cauteloso de que a escassez de mão de obra diminuirá a partir de setembro, após o término dos auxílios-desemprego financiados pelo governo, que acontece na próxima segunda-feira (13).

O Banco Central Europeu (BCE) reduzirá ligeiramente suas compras de títulos de emergência ao longo do próximo trimestre. Foi um pequeno passo para desfazer a ajuda econômica de emergência que sustentou o bloco durante a pandemia e o BCE vai comprar títulos a um ritmo moderadamente menor nos próximos três meses do que os 80 bilhões de euros por mês que comprou nos dois trimestres anteriores. O Banco Central Europeu elevou suas projeções de crescimento e inflação para este ano, considerando que a economia da zona do euro está se recuperando mais rapidamente da pandemia do que a maioria esperava. A presidente do BCE, Christine Lagarde, disse que a zona do euro está a caminho de um forte crescimento no terceiro trimestre e que o BCE prevê a atividade econômica de volta ao seu nível pré-pandemia até o final do ano.

Ontem, na contramão de suas falas anteriores, o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) falou da China na questão das vacinas e disse que o país foi essencial para a gestão da pandemia no Brasil, em especial pela produção de insumos para vacinas contra a Covid. A 13ª Cúpula do BRICS, grupo formado Brasil, Rússia, Índia, China e África do Sul, é realizada por encontro virtual a partir de Nova Deli, na Índia, país que ocupa a presidência do bloco em 2021. Esta foi a primeira participação de Bolsonaro em reunião do bloco desde que Carlos França assumiu o ministério das Relações Exteriores no lugar de Ernesto Araújo.

Mercado ontem abriu em alta chegando a bater R$ 5,3342, mas antes das 11 horas reverteu para queda operando na casa de R$ 5,27, com movimento de realização de posições, após as 14 horas mercado reverteu tendência de queda (que mais parecia um ajuste e realização de posições) e subiu batendo R$ 5,30 e operou rondando isso no decorrer da tarde. Tudo mudou no final da tarde, após fala apaziguadora do presidente. Aliás, diga-se de passagem, escrita pelo ex-presidente Michel Temer, batendo à mínima de R$ 5,222. Volatilidade foi muito grande.

Na declaração, Bolsonaro ainda afirmou que a harmonia entre os poderes não é um desejo seu, mas sim uma “determinação constitucional que todos, sem exceção, devem respeitar”.

Reforçando o tom conciliador, Bolsonaro também disse que “Democracia é isso: Executivo, Legislativo e Judiciário trabalhando juntos em favor do povo e todos respeitando a Constituição”.

A nota oficial foi lida por investidores como uma tentativa de pacificação entre os Poderes depois da escalada das tensões que minou os mercados na véspera. O dólar à vista encerrou em baixa de 1,80%, a R$ 5,2277. Pouco antes de o documento vir a público (por volta de 16h30), a moeda estava em queda de apenas 0,31%, a R$ 5,3072 reais.

O documento pegou de surpresa o mercado, que na véspera reagiu de maneira aguda à escalada da crise após um discurso do presidente da República no 7 de Setembro em que ameaçou descumprir ordens judiciais, piorando um ambiente já tensionado e reduzindo ainda mais o espaço para qualquer progresso na agenda de reformas econômicas.

Por ora, o tom mais baixo de Bolsonaro oferece algum respiro à atmosfera conturbada no campo político-institucional, mas analistas lembram que reviravoltas de discurso do presidente têm ocorrido desde o início de seu governo.

A lição que o mercado aprendeu ontem foi que quem dá rumo ao câmbio aqui no Brasil é sim a política. Aqui política fala mais alto do que fundamentos, índices e inclusive fatos como crise hídrica, inflação, risco fiscal, juros no exterior e muitos outros.

Boa sorte e sangue frio caríssimos leitores!

Dólar: Muita Volatilidade no Câmbio Entre Dados Externos e Tensões Internas
 

Artigos Relacionados

Dólar: Muita Volatilidade no Câmbio Entre Dados Externos e Tensões Internas

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Paulo Ribeiro
Paulo Ribeiro 10.09.2021 10:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom dia Sra Vanessa, gosto muito de sua análise!Se fosse possível, para mim, seria ótimo ter de você algum comentário no período da tarde, por volta das 15h…Desde já agradeço
Vanessa Blum Colloca
Vanessa Blum Colloca 10.09.2021 10:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Boa tarde Paulo, mercado já devolveu o impacto do discurso apaziguador e tem dúvidas quanto a duração da calmaria, até porque nada mudou com relação aos fatos daqui, inflação, crise hídrica, risco fiscal. Não tem fundamentos para manter a baixa, a menos que na semana que vem afastem a ideia dos precatórios romperem o teto de gastos e o presidente ficar quieto ou no modo "paz e amor". A inflação nos EUA também parece mais persistente do que temporária. Vamos acompanhar.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail