Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dólar: Trégua nas Tensões Políticas Aliviou, Mas Não Convenceu Mercado Financeiro

Por Vanessa Blum CollocaCâmbio14.09.2021 07:20
br.investing.com/analysis/dolar-tregua-nas-tensoes-politicas-aliviou-mas-nao-convenceu-mercado-financeiro-200444655
Dólar: Trégua nas Tensões Políticas Aliviou, Mas Não Convenceu Mercado Financeiro
Por Vanessa Blum Colloca   |  14.09.2021 07:20
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

Como dizem, foi fogo de palha no mercado. O risco político no Brasil está afastando investidores internacionais, que temem uma maior volatilidade caso os conflitos se mantenham até as eleições do ano que vem. Fundos estão reduzindo a sua exposição ao mercado brasileiro. Aversão a risco é a palavra do momento.

Aqui mais do mesmo: crise hídrica, inflação, risco fiscal, variante delta. É de se esperar um Copom deste mês mais forte, com alta da Selic acima de 1 ponto percentual, talvez para 6,5%, atualmente em 5,25%, pelas pressões inflacionárias e a desancoragem das expectativas.

Ministro da Economia Paulo Guedes tem as mesmas demandas dos últimos dias, os precatórios e a obtenção de recursos para o Auxílio Brasil. Nesta semana, Guedes e equipe se reúnem com lideranças dos outros Poderes: os presidentes da Câmara Arthur Lira (PP-AL), do Senado Rodrigo Pacheco (DEM-MG) e do STF Luiz Fux para tratar desta agenda. A reforma do Imposto de Renda (IR) aprovada na Câmara dos Deputados, que implica perda de arrecadação, não compromete a redução da dívida bruta do país, mas posterga esse movimento, reconheceu a Secretaria de Política Econômica (SPE) do Ministério da Economia. A reforma do IR ainda precisa da aprovação do Senado. Pelo texto aprovado na Câmara, o encargo total sobre o IR das empresas cairia para 26%, de 34% hoje. Isentos desde 1995, os dividendos distribuídos pelas empresas passariam a ser tributados em 15%.

Boletim Focus de ontem mostrou alteração no cenário para a moeda norte-americana em 2021. A mediana das expectativas para o dólar no fim de período foi de R$ 5,17 para R$ 5,20. Os agentes do mercado financeiro continuaram aumentando suas previsões para a inflação neste ano, para 8%, e em 2022 para 4,03%. Para 2021, a meta de inflação é de 3,75% com intervalo de tolerância de 1,5 ponto percentual para cima ou para baixo. Ou seja, em 8% a inflação superou o teto dessa meta. Já para o ano que vem, a meta é de 3,5%, o que mantém as projeções dentro do intervalo de tolerância. As expectativas para o crescimento do país em 2021 caíram pela quinta semana seguida. O mercado espera uma alta de 5,04% contra um crescimento de 5,28% esperado há um mês.

Cuidado com analises para câmbio em cima de Ibovespa e DXY porque, no caso do Ibovespa, podem aparecer oportunidades em ações que não tâm nada a ver com a questão de câmbio. Quanto ao DXY, funciona para o mundo, mas aqui muitas vezes o DXY está em alta e o dólar fecha em baixa ou vice-versa, pois aqui o componente político pesa muito, e principalmente neste momento atual do Brasil, de polaridade e ânimos acirrados.

Dando uma olhada na zona do euro, os preços vêm subindo mais do que o esperado na zona do euro, mas o BCE tem mantido a visão de que o avanço é temporário, causado por preços mais elevados de petróleo e matérias-primas, além de uma escassez relacionada à pandemia em componentes como microchips. O banco central, que reduziu o ritmo de suas compras de títulos emergenciais na semana passada, não tem pressa para apertar a política monetária a menos que a inflação suba para sua meta antes do esperado.

Nos EUA, os democratas se mobilizam para sustentar os mega programas de estímulo econômico. Devem propor no Congresso um aumento de alíquota de imposto corporativo a 26,5%. Proposta é elevar a taxa de negócios, atualmente, de 21%, para algo em torno de 26% a 28%. O problema é que esta pesada taxação sobre as empresas devem inibir novos investimentos.

Esta semana é de silêncio com os diretores dos Federal Reserve (Fed) regionais não podendo emitir opinião. As expectativas dos consumidores nos EUA sobre a variação da inflação durante o próximo ano e os próximos três anos subiram no mês passado para seus níveis mais altos desde 2013, de acordo com uma pesquisa divulgada pelo Fed de Nova York. As expectativas de inflação para o próximo ano foram elevadas pelo décimo mês consecutivo, para uma mediana de 5,2% em agosto, de acordo com a pesquisa mensal de expectativas do consumidor. As expectativas de inflação para os próximos três anos avançaram para uma mediana de 4,0%.

O argumento a favor de uma abordagem mais paciente por parte do Fed. em relação ao tapering tem se fortalecido e olhares do mercado hoje devem estar voltados para o anúncio dos números da inflação ao consumidor nos EUA de agosto, o foco sobre os números do IPC de agosto pode ser maior que o habitual para tentar saber se a inflação irá ceder por lá. O momento em que os EUA e outros bancos centrais irão optar por reduzir seu estímulo econômico é fundamental para o apetite por risco dos mercados.

Agenda de hoje, dados de inflação nos EUA (IPC). Na China, também temos as vendas de varejo e a produção industrial. Por aqui, dados de serviço de julho, do IBGE.

Dólar: Trégua nas Tensões Políticas Aliviou, Mas Não Convenceu Mercado Financeiro
 

Artigos Relacionados

Dólar: Trégua nas Tensões Políticas Aliviou, Mas Não Convenceu Mercado Financeiro

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Antonio Salviano
Antonio Salviano 14.09.2021 8:36
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bom dia Vanessa. Bom dia mercado.
André Stein
André Stein 14.09.2021 7:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail