Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Relator da reforma tributária confirma que dividendos de empresas do Simples seguirão isentos

O Ótimo é Inimigo do Bom

br.investing.com/analysis/o-timo-e-inimigo-do-bom-200442531
O Ótimo é Inimigo do Bom
Por Eduardo Cavalheiro   |  10.06.2021 13:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 

O Ibovespa fechou o mês de maio com uma alta de 6,15%, acima dos 125 mil pontos, novo recorde nominal histórico. Este desempenho bastante favorável tem relação com uma visão mais otimista sobre a evolução da vacinação e a retomada da atividade econômica no Brasil e no mundo.

Mais no final do mês (última semana), observamos a retomada dos fluxos positivos de recursos de investidores, dando maior consistência ao otimismo observado. O fluxo cambial também foi muito positivo na balança comercial e no investimento direto, permitindo uma queda de 3,17% na taxa de câmbio (dólar abaixo de R$5,21).

No que diz respeito às companhias negociadas em bolsa, chamou atenção a divulgação de resultados referentes ao 1.Tri/21. De um modo geral, o desempenho das empresas foi muito bom, gerando surpresas tanto para as nossas projeções como para as projeções do mercado.

O bom desempenho deveu-se a uma combinação de fatores como economia mais aquecida do que o esperado, real desvalorizado, impacto favorável dos ajustes operacionais durante os períodos mais difíceis da economia em 2020, taxas de juros baixas, disponibilidade de recursos e concentração de mercado, o que afastou concorrentes menos capitalizados.

No âmbito político, o ambiente continua tenso e polarizado, com manifestações públicas do governo e oposição, com o andamento da CPI da Covid no Senado e com as costumeiras declarações polêmicas do presidente Jair Bolsonaro, que só trazem dúvidas com relação ao futuro.

Houve a aprovação da MP da privatização da Eletrobrás que ainda deverá ser referendada pelo Senado para que se dê continuidade ao processo. Na seara das reformas estruturais foi dada nova partida no projeto da reforma tributária.

É sabido que os dados do PIB do primeiro trimestre, divulgados há pouco pelo IBGE, vieram na casa de +1,20%. Este número surpreendeu positivamente os economistas (primeiras revisões apontam PIB de +5% para o ano vs. +4% anteriormente) e corrobora o que vínhamos observando nos relatos das empresas.

Sem dúvidas que o crescimento mais rápido é bem-visto pelos investidores e deve impactar positivamente o mercado de ações no curto prazo, com a possibilidade de algum fluxo adicional de investidores estrangeiros. O PIB maior sinaliza mais empregos, mais consumo, mais investimentos e um aumento de arrecadação do governo, melhorando a percepção de risco fiscal, um problema crônico no Brasil.

Menor risco fiscal deve repercutir favoravelmente na taxa de câmbio e gerar um efeito em cadeia nos índices de inflação e nas taxas de juros futuras, o que também são fatos a serem comemorados caso de fato ocorram.

Outra boa notícia é que a maior disponibilidade de vacinas a partir de junho deve acelerar a vacinação contra o Covid e trazer a sensação de proteção necessária à uma reabertura da economia com menor nível de restrições.

No grupo das preocupações, destaco o baixo nível dos reservatórios das geradoras de energia. Na melhor das hipóteses, teremos um forte aumento das tarifas de energia, preocupante para setores eletrointensivos. No pior cenário, teremos racionamento, reduções de produção e impactos negativos no PIB.

No mundo corporativo, parece claro que estamos vivendo um momento de forte pressão de custos (energia, matérias primas e insumos com preços referenciados em dólar) para grande parte das empresas e devemos ver margens menos robustas em comparação com as que vimos no primeiro trimestre. Na política, nos preocupa bastante o grande número de “pontes derrubadas” pelo presidente, que podem ter consequências no futuro próximo.

Para junho, ainda enxergo boas perspectivas para companhias do varejo (varejo eletrônico principalmente) e companhias do segmento de infraestrutura e logística, que devem se beneficiar desse cenário de crescimento econômico mais sólido, ao menos até o final deste ano. O ótimo é inimigo do bom. Temos o bom e vamos com ele.     

O Ótimo é Inimigo do Bom
 

Artigos Relacionados

Julio Hegedus Netto
No Olho do Furacão Por Julio Hegedus Netto - 28.07.2021

Terça-feira foi um dia infernal para os mercados. Além da já prevista cautela com a reunião do Fed, a se definir hoje, tivemos a variante Delta a assustar o mundo e novas...

O Ótimo é Inimigo do Bom

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
FRANCISCO DE ASSIS MENDES DOS REIS
FRANCISCO DE ASSIS MENDES DOS REIS 10.06.2021 14:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Acho interessante esses comentários, o que ocorre de positivo não é mérito das políticas do Presidente. Somente as “pontes derrubadas”. Eu quero que ele continue derrubando pontes de corruptos que vivem de mãos dadas com a extrema imprensa e juízes corruptos! Melhor para o Brasil.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail