Últimas Notícias
Investing Pro 0
OFERTA de Ano-Novo: Até -40% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Os Impactos do Atual Cenário nos Títulos Indexados à Inflação

Por Rebeca NevaresRenda Fixa26.08.2022 19:53
br.investing.com/analysis/os-impactos-do-atual-cenario-nos-titulos-indexados-a-inflacao-200451656
Os Impactos do Atual Cenário nos Títulos Indexados à Inflação
Por Rebeca Nevares   |  26.08.2022 19:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
TIP
-0,22%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
STIP
-0,09%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Desde que as taxas de juros de todo o mundo entraram em tendência de alta, a renda fixa, que antes estava esquecida por alguns investidores, voltou a ganhar atenção. No Brasil, fechamos o ano de 2021 com uma inflação de 10,67%, cenário que levou o nosso Banco Central a subir a Selic até alcançar o atual patamar de 13,75% ao ano. 

De um modo geral, esse ajuste fez com que a classe aumentasse os seus rendimentos aos investidores e os índices de preços começassem a recuar. Em agosto, por exemplo, o IPCA-15 apresentou deflação, segundo o IBGE. 

Tal movimento ocorreu devido a atuação da nossa autoridade monetária, que agiu de forma antecipada em relação aos seus pares nas principais economias globais, e ao governo, que reduziu os impostos, especialmente, dos combustíveis.  

Para a economia real, esta é uma ótima notícia, ainda que alguns economistas alertem para os efeitos temporários dos ajustes. Alguns agentes de mercado acreditam em novas altas inflacionárias já no mês de setembro. 

Por outro lado, investidores que alocaram recursos no Tesouro IPCA +, por exemplo, podem não ter notícias muito boas. Isto porque o rendimento desses títulos estão atrelados à média da inflação durante o período de aplicação. Com o índice em queda, há uma tendência de retornos menores. 

Porém, como eu disse, muitos economistas acreditam que a deflação vista em agosto não deve durar muito tempo. Caso isso se confirme, esses títulos de renda fixa indexados à inflação podem continuar a oferecer boas taxas. 

Lá fora, também temos visto uma preocupação cada vez maior com a escalada de preços. Nos EUA, o último ajuste de 75 basis points realizado pelo Federal Reserve levou os juros para 2,5% ao ano. A meta, segundo discurso de Powell durante o último Jackson Hole (hoje, dia 26/8), é trazer a inflação, a mais alta em 40 anos, para 2%. 

Na Europa, o Banco Central Europeu (BCE), também subiu a taxa básica de juros para 0% ante -0,5% anteriormente. Isto por conta da alta de preços. No Reino Unido, este pico inflacionário é o maior visto desde o início dos anos 1980. 

Neste caso, os títulos que parecem proteger contra este cenário têm guardado algumas pegadinhas. O Global Inflation-Linked Bond Index, por exemplo, caiu 17% este ano. É o pior desempenho entre os principais indicadores de renda fixa produzidos pela Bloomberg. 

Aqui vale observar que o índice é composto, em boa parte, por títulos de longo prazo nos quais, à medida que os Bancos Centrais elevam as taxas de juros, caem. Quando isso ocorre, o investidor perde dinheiro com o efeito da famosa marcação a mercado. 

Segundo Matthew Hornbach, estrategista do Morgan Stanley (NYSE:MS), os indexados têm sido péssimos em retorno total. 

Contudo, a alternativa para o investidor proteger o patrimônio da escalada de preços no mercado internacional pode ser uma cesta de ativos do segmento de commodities, mas, também, papéis de renda fixa de baixa duração. 

Nos EUA, por exemplo, o fundo iShares 0-5 Year TIPS Bond (NYSE:STIP), que segue títulos curtos atrelados à inflação, caiu menos de 5% em 2022 contra uma queda de mais de 10% no iShares TIPS Bond ETF (NYSE:TIP), que segue papéis mais longos. 

Por fim, ainda que o atual cenário pareça confuso, a dica para o investidor é a de sempre diversificar. Portanto, uma cesta de ativos equilibrada deve contemplar um pouco de risco e conservadorismo. Pense nisso! 

Os Impactos do Atual Cenário nos Títulos Indexados à Inflação
 

Artigos Relacionados

Fabio Oliveira
A Hora da Renda Fixa Por Fabio Oliveira - 26.03.2022

O Comitê de Política Monetária (Copom), órgão do Banco Central responsável pela definição da taxa básica de juros, a Selic, decidiu no último dia 16 a elevar 1% essa taxa, de...

Os Impactos do Atual Cenário nos Títulos Indexados à Inflação

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (5)
Samdro Machado da Costa
Samdro Machado da Costa 27.08.2022 9:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Aqui só está bom para quem faz indicação política, pois não deve ter família, filhos e passa o tempo todo bebendo gasolina, álcool, diesel e não se dirigem aos supermercados para fazerem compras básicas como arroz, feijão, leite, carne entre outros onde a "baixa da inflação" não chegou ainda... Vai ser melhor ainda continuar na renda fixa se o Lula for eleito, pois o mesmo já disse que prefere trabalhar com inflação alta, dólar baixo e os juros... Bom, os juros para que acompanha mesmo nem precisam serem citados....
Jocivan Farias
Jocivan Farias 26.08.2022 21:18
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Excelente análise. Simples e objetiva. Dá gosto de ler.
valter martins
valter martins 26.08.2022 21:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
acho que uns drinks será legal pra rebeca
Fabricio Castro da Silva
Fabricio Castro da Silva 26.08.2022 21:14
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ta de parabens Rebeca pelo texto!
Vinício Reinelli
Vinício Reinelli 26.08.2022 21:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Rebeca chega de trabalhar por hoje! Vai tomar uns drinks
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail