Últimas Notícias
Garanta 40% de desconto 0
🔎 Confira as ProTips completas de NVDA e descubra riscos e retornos DESCONTO de 40%

Prévia do Fed: Powell deve elevar o tom na semana que vem; como se preparar?

Por Investing.com (Jesse Cohen)Resumo do Mercado15.09.2023 10:46
br.investing.com/analysis/previa-do-fed-powell-deve-elevar-o-tom-na-semana-que-vem-como-se-preparar-200459658
Prévia do Fed: Powell deve elevar o tom na semana que vem; como se preparar?
Por Investing.com (Jesse Cohen)   |  15.09.2023 10:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
 
GE
-0,50%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
SH
-0,20%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
RWM
-1,30%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
VIX
-2,26%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
XLV
-0,26%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
XLE
-0,42%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar aos favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 
  • Depois de elevar os juros em julho, é praticamente certo que o Federal Reserve não apertará ainda mais a política monetária na reunião da semana que vem.
  • O presidente do banco central dos EUA, Jerome Powell, provavelmente deixará as portas abertas para um novo aumento das taxas em novembro, diante da alta recente da inflação acima das expectativas.
  • Nesse cenário, usei o filtro de ações do InvestingPro para pesquisar empresas de alta qualidade e com grande força relativa, a fim de selecionar bons papéis para o atual ambiente.

A próxima semana será extremamente importante para a perspectiva de juros do Federal Reserve. A expectativa é que seja uma das decisões de política monetária mais importantes do ano, em que o banco central dos EUA deve suspender sua campanha de aumento das taxas ao final da reunião do Comitê Federal de Mercado Aberto (Fomc, na sigla em inglês) na quarta-feira.

Calendário econômico do Investing.com
Calendário econômico do Investing.com

Fonte: Investing.com

Os mercados financeiros preveem uma probabilidade de 98% de o Fed manter as taxas de juros nos níveis atuais, de acordo com a ferramenta Monitor de Juros do Fed, disponível no Investing.com.

Se o Fed, de fato, optar por não prosseguir com um aperto adicional na próxima semana, deixará a faixa-alvo de juros em um intervalo entre 5,25% e 5,50%, a mais alta desde janeiro de 2001.

Juros futuros nos EUA
Juros futuros nos EUA

Fonte: Investing.com

Além da decisão de juros, as atenções estarão voltadas às declarações do presidente do banco central americano, Jerome Powell, que falará logo após a divulgação do comunicado do Fomc. Os investidores acompanharão de perto a coletiva de imprensa, a fim de buscar novas pistas sobre a perspectiva da instituição para a economia e a inflação.

Os dirigentes do Fed também fornecerão novas projeções para as taxas de juros e o crescimento econômico, em meio à incerteza dos investidores com a política monetária até o final do ano.

Previsão: Uma "pausa hawkish"

Embora a expectativa seja que o Fed mantenha as taxas inalteradas na próxima semana, o comunicado deve deixar claro que é possível haver um novo aumento de juros em novembro.

Além disso, Powell deve abrir as portas para um aperto maior se necessário, enfatizando que a decisão dependerá dos dados e que o banco central dos EUA continua firmemente comprometido em fazer a inflação convergir para a meta de 2%.

Nesse sentido, não seria surpreendente se a maioria dos dirigentes continuasse projetando pelo menos mais um aumento de juros até o final do ano.

Nesse caso, não seria surpreendente se o Fed subisse os juros para níveis acima do que os mercados atualmente antecipam, mantendo-os elevados por mais tempo, pois ainda há trabalho a ser feito para desacelerar a economia e controlar a inflação.

De fato, os dados de preços ao consumidor nos EUA divulgados esta semana mostraram que a inflação aumentou 0,6% no mês passado, o maior avanço desde junho de 2022, devido principalmente aos preços da energia. Nos 12 meses até agosto, a taxa do IPC subiu 3,7%, acelerando em relação a 3,2% em julho.

Dados do IPC
Dados do IPC

Fonte: Investing.com

Excluindo itens voláteis, como alimentos e energia, o núcleo do IPC subiu 0,3%, moderado por uma queda nos preços de carros usados e caminhões. Em bases anuais, o núcleo do IPC desacelerou de 4,7% para 4,3%, o menor avanço ano a ano desde setembro de 2021.

Considerando o recente aumento nos preços de petróleo e gás, as pressões inflacionárias provavelmente se acelerarão nos próximos meses, resultando em outra onda de inflação alta.

Além disso, a economia continua superando as expectativas, mesmo com juros mais altos. Contrariando as expectativas de muitos em relação a uma possível recessão nos EUA este ano, a economia do país tem demonstrado uma capacidade surpreendente de resistir, sustentada por um mercado de trabalho firme e o forte consumo das famílias.

Levando isso em consideração, permaneço cético em relação ao fim do aperto pelo Fed neste momento. De fato, o mercado de juros futuros mostra uma chance de 40% de outro aumento das taxas até dezembro, uma alta em relação a 30% no mês passado.

Monitor de Juros do Fed
Monitor de Juros do Fed

Fonte: Investing.com

Ao mesmo tempo, os mercados adiaram o momento do primeiro corte de juros no próximo ano para julho de 2024, em comparação com as expectativas de um mês atrás de que as taxas começariam a cair em março, dado que a inflação permanece bem acima das normas históricas.

O que fazer agora

Diante desse cenário, pode ser prudente que os investidores adotem uma postura cautelosa no curto prazo, pois, na minha opinião, o ambiente atual não é favorável para aumentar a exposição às ações. Enquanto a inflação continuar sendo uma preocupação e o Fed deixar a porta aberta para outro aumento de juros, acredito que o mercado acionário terá dificuldades para avançar pelo restante de 2023, e as ações enfrentarão mais volatilidade.

No momento em que escrevo, estou vendido no S&P 500, Nasdaq 100 e Russell 2000 por meio do ProShares Short S&P500 (NYSE:SH), ProShares Short QQQ (NYSE:PSQ) e ProShares Short Russell2000 (NYSE:RWM).

Além disso, estou comprado no Dow Jones Industrial por meio do Dow Jones Industrial Average ETF (NYSE:DIA). Também tenho posição comprada no Energy Select Sector SPDR ETF (NYSE:XLE) e no Health Care Select Sector SPDR ETF (NYSE:XLV).

Levando isso em consideração, usei o filtro de ações do InvestingPro para montar uma lista de ações favoritas de empresas de alta qualidade, que estão bem posicionadas para enfrentar a turbulência causada pelo Fed nos próximos meses.

Não é de surpreender que, entre alguns dos nomes de maior destaque, estão Berkshire Hathaway (NYSE:BRKa), Meta Platforms (NASDAQ:META), ExxonMobil (NYSE:XOM), UnitedHealth Group (NYSE:UNH), Johnson & Johnson (NYSE:JNJ), Chevron (NYSE:CVX), AbbVie (NYSE:ABBV), Cisco (NASDAQ:CSCO), Caterpillar (NYSE:CAT), General Electric (NYSE:GE) e Deere (NYSE:DE).

Filtro de ações do InvestingPro
Filtro de ações do InvestingPro

Fonte: InvestingPro

Para ver a lista completa das ações que selecionei, comece sua avaliação gratuita de 7 dias no InvestingPro agora mesmo. Se você já é um assinante do InvestingPro, pode ver minhas seleções aqui.

***

Aviso: O autor regularmente rebalanceia a carteira de ações individuais e ETFs com base na avaliação contínua do risco do ambiente macroeconômico e das finanças das empresas. As visões discutidas neste artigo correspondem exclusivamente à opinião do autor e não devem ser consideradas como uma recomendação de investimento.

Prévia do Fed: Powell deve elevar o tom na semana que vem; como se preparar?
 

Artigos Relacionados

Olivia Bulla
Mercado busca respostas Por Olivia Bulla - 27.02.2024 2

A agenda econômica começa a ganhar força nesta terça-feira (27), ditando o rumo dos mercados, ao menos no Brasil. Após um pregão...

Prévia do Fed: Powell deve elevar o tom na semana que vem; como se preparar?

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por esse motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (1)
Rodrigo Matos
Rodrigo Matos 17.09.2023 12:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Esse comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
subir para depois cair
 
Tem certeza que deseja excluir esse gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar esse comentário

Diga-nos o que achou desse comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail