Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Últimas Notícias

Coinbase sobe após queda com anúncio de resultados e projeções de usuários

Inflação no Reino Unido atinge recorde de 40 anos em maio, a mais alta do G7

Dados Econômicos 22.06.2022 08:01
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Mercado Brixton, em Londres 27/09/2020. REUTERS/Simon Dawson

Por Andy Bruce e David Milliken

LONDRES (Reuters) - A disparada dos preços dos alimentos levou a inflação anual ao consumidor no Reino Unido a um recorde de 40 anos de 9,1% no mês passado, a maior taxa do Grupo dos Sete e que destaca a gravidade da crise do custo de vida no país.

A leitura subiu de 9,0% em abril e ficou em linha com pesquisa da Reuters junto a economistas. Registros da Agência de Estatísticas Nacionais mostram que a inflação de maio foi a mais alta desde março de 1982 - e é provável que venha a piorar.

A libra, uma das moedas mais fracas em relação ao dólar este ano, foi abaixo de 1,22 dólar, queda de 0,6% no dia, antes de se recuperar mais tarde.

Alguns investidores consideram que o Reino Unido está em risco tanto de inflação persistentemente alta quanto de recessão, refletindo sua grande conta de energia importada e atritos contínuos relacionados ao Brexit que podem prejudicar ainda mais os laços comerciais com a União Europeia.

"Com as perspectivas econômicas tão pouco claras, ninguém sabe até onde a inflação pode ir e por quanto tempo ela continuará - tornando os julgamentos de política fiscal e monetária particularmente duros", disse Jack Leslie, economista sênior da Resolution Foundation.

Nesta quarta-feira, a Resolution Foundation disse que o impacto do custo de vida para as famílias está sendo agravado pelo Brexit, com implicações prejudiciais a longo prazo para a produtividade e salários.

O salário médio não está acompanhando a inflação e sindicatos têm alertado sobre greves generalizadas nos próximos meses.

A taxa de inflação no Reino Unido em maio foi maior do que nos Estados Unidos, França, Alemanha e Itália. Japão e Canadá ainda não informaram os dados para maio, mas nenhum deles deve chegar perto.

O Banco da Inglaterra disse na semana passada que a inflação provavelmente permanecerá acima de 9% nos próximos meses até atingir um pico ligeiramente acima de 11% em outubro, quando as contas de energia deverão subir novamente.

Os mercados financeiros mostram quem os juros no Reino Unido devem ir acima de 3% por volta do fim do ano, de 1,25% atualmente, embora a maioria dos economistas acredite que o fraco crescimento econômico levará o banco central a aumentar os juros menos do que isso.

Os preços dos alimentos e bebidas não-alcoólicas aumentaram 8,7% em termos anuais em maio - o maior salto desde março de 2009 e tornando esta categoria o principal motor da inflação anual no mês passado.

O núcleo da inflação anual - que elimina os preços dos alimentos e da energia para dar uma ideia da pressão de custos gerada internamente - caiu pela primeira vez desde setembro para 5,9% de 6,2%, uma leitura inferior ao esperado.

"O Banco da Inglaterra pode realmente ter alguma esperança com o fato de que as pressões do núcleo dos preços estão diminuindo (mas) duvidamos que isso ... será suficiente para evitar novos aumentos dos juros nos próximos meses", disse Sandra Horsfield, economista da Investec.

Inflação no Reino Unido atinge recorde de 40 anos em maio, a mais alta do G7
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (2)
Samuel Cunha
Samuel Cunha 22.06.2022 8:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Inflação é a consequencia da impressão desenfreada de dinheiro, distorção que o quantitative easy gerou. O Brexit não tem nada a ver com isso. Isso é culpa do fica em casa que a economia se vê depois
Arctdesign Tony
Arctdesign Tony 22.06.2022 8:47
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
A inflação hoje tem duas frentes pressionando então: a impressão de dinheiro dando poder de compra por itens que não foram produzidos pelo "fica em casa a economia a gente vê depois... Os Big Players 'agradecem' ao efeito 'pandemonian' de transferência de riqueza. Nada é mera coincidência que a vã filosofia não desconfie.
MA FB
MA FB 22.06.2022 8:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Aqui a Aneel subiu 64% na tarifa bandeira vermelha e 60% na bandeira amarela.E disseram que privatizando a Eletrobras as tarifas iriam baixar.Mentirosos e inescrupulosos de PRIMEIRA LINHA.
Mamoru Uehara
Mamoru Uehara 22.06.2022 8:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
xupa. apos privarizar a Petrobrás o que vai ocorrer sera varios aumentos. porém quem sabe criam uma lei pra reverter essas mentiras governo podre lixo quer vender tudo e nao deixar nada pra depois jegues podre.
ADEMIR BELARMINO DE SOUZA
ADEMIR BELARMINO DE SOUZA 22.06.2022 8:16
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vcs do PT tiveram 12 anos para resolver e acham que realmente somos tolos de acreditar que vcs têm a solução. Roubaram o país para financiar seus projetos pessoais. Acreditam que temos memória de molusco.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail