Últimas Notícias
Investing Pro 0
PROMOÇÃO prorrogada Cyber Monday: Até -60% no InvestingPro+ GARANTA A OFERTA

Prévia da inflação cai mais que o esperado em setembro ainda sob impacto de combustíveis

Dados Econômicos 27.09.2022 10:10
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Preços de alimentos exibidos em supermercado no Rio de Janeiro 08/04/2022 REUTERS/Ricardo Moraes
 
ETHc1
+0,02%
Adicionar/Remover de uma Carteira
Adicionar a uma lista de Favoritos
Adicionar posição

Posição adicionada com êxito a:

Dê um nome à sua carteira de investimento
 

Por José de Castro

(Reuters) - A prévia da inflação "oficial" caiu mais do que o esperado em setembro ao emendar sua segunda deflação consecutiva, ainda influenciada pelo recuo nos preços dos combustíveis, com destaque para a gasolina, informou o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) nesta terça-feira.

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15) caiu 0,37% em setembro, após declínio de 0,73% em agosto.

O IPCA-15 difere do IPCA --este referência para o regime de metas de inflação do país-- somente no período de coleta e na abrangência geográfica.

No ano, o IPCA-15 sobe 4,63% e, em 12 meses, avança 7,96%, abaixo dos 9,60% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. A meta da inflação para este ano é 3,50%, com margem de tolerância de 1,5 ponto percentual.

Analistas consultados pela Reuters haviam projetado recuo de 0,20% na comparação mensal e alta de 8,14% em 12 meses.

As projeções de juros na B3 (BVMF:B3SA3) tinham firmes quedas na manhã desta terça-feira, sobretudo a partir de janeiro de 2024, referendando, assim, expectativas de baixa nos juros no segundo semestre de 2023, conforme sinalizado pelo Banco Central na semana passada e reforçado pela ata do Copom publicada nesta manhã.

Para o economista chefe para mercados emergentes da consultoria britânica Capital Economics, William Jackson, a queda da inflação confirma que o ciclo de aperto monetário chegou ao fim, após o BC ter mantido a taxa Selic em 13,75% na semana passada.

"Da mesma forma, o fato de a inflação permanecer muito forte (particularmente fora das categorias de alimentos e energia) corrobora nossa visão de que o banco central vai esperar até meados do próximo ano antes de recorrer a cortes de juros", afirmou em nota.

Em setembro de 2021, o IPCA-15 subiu 1,14%.

Os núcleos do índice, medidas acompanhadas de perto pelo Banco Central, desaceleraram as altas este mês, com a média dos números saindo de 0,67% em agosto para 0,47% em setembro, segundo cálculos da corretora Necton. Ainda assim, os níveis são considerados elevados.

Nas contas da corretora, a inflação de serviços esfriou a 0,18%, de 0,51% em agosto.

O IBGE citou que, apesar do recuo no índice cheio, apenas três dos nove grupos do índice tiveram queda de preços -- Transportes (-2,35%), Comunicação (-2,74%) e Alimentação e Bebidas (-0,47%)--, o que dá ideia do papel da queda nos preços dos combustíveis nas mais recentes deflações.

O IPCA-15 excluindo os preços dos combustíveis teria subido 0,26%, de alta de 0,42% em agosto. Os preços livres no índice, ainda de acordo com a Necton, diminuíram a alta para 0,07% em setembro, de 0,39% em agosto.

De toda forma, o índice de difusão --que mostra quão espalhadas estão as variações de preços-- caiu a 58,4%, de 65,3% em agosto.

GRUPOS

Dentre os grupos, a queda no grupo Transportes se deveu ao recuo nos combustíveis (-9,47%). Etanol (-10,10%), gasolina (-9,78%), óleo diesel (-5,40%) e gás veicular (-0,30%) tiveram seus preços reduzidos.

A gasolina teve o impacto negativo mais intenso entre os 367 subitens pesquisados, tirando 0,52 ponto percentual do índice.

Esse resultado decorre da redução no preço do produto vendido para as distribuidoras, em 16 de agosto (0,18 centavos de real por litro) e em 2 de setembro (0,25 centavos de real por litro).

Comunicação (-2,74%) e Alimentação e bebidas (-0,47%), com impactos de -0,14 ponto percentual e -0,10 ponto, respectivamente, também influenciaram o IPCA-15.

Os preços em Comunicação foram impactados pela redução nos preços dos planos de telefonia fixa (-6,58%) e de telefonia móvel (-1,36%). Alimentação e bebidas teve o índice puxado para baixo pela alimentação no domicílio (-0,86%), com destaque para declínios em óleo de soja (-6,50%), tomate (-8,04%) e principalmente leite longa vida (-12,01%).

Os demais seis grupos apresentaram alta no IPCA-15 de setembro, com Vestuário (1,66%), Saúde e cuidados pessoais (0,94%), Habitação (0,47%) entre os destaques.

O IPCA-15 é calculado com base em preços coletados de meados do mês anterior até meados do mês de referência, enquanto o IPCA leva em conta o mês cheio.

Prévia da inflação cai mais que o esperado em setembro ainda sob impacto de combustíveis
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (19)
Marco Antonio Maluf Soler
Marco Antonio Maluf Soler 27.09.2022 11:13
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Governo honesto com gente competente e economia crescendo ....Bolsonaro reeleito.
César Ferreira
César Ferreira 27.09.2022 10:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷🇧🇷
Jamir Boscari
Jamir Boscari 27.09.2022 10:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Hoje os parasitas desaparecem nos comentários desta notícia. Como gostam de coisas ruins e ladrão condenado em 3 instâncias , ficarão o dia todo debaixo da cama.
Andollinni Magalhães
Andollinni Magalhães 27.09.2022 10:31
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Chora left 🇧🇷😎. Dá birra, rola no chão e grita “ele não” 🤣🤣🤣
Fernando Borelli
Fernando Borelli 27.09.2022 10:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Não sabem digitar DEFLAÇÃO, mas sabem digitar DESPIORA. Hilário é o desespero aumentando.
Fernando Borelli
Fernando Borelli 27.09.2022 10:25
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
B22 já no 1°turno!
Fernando Alves Da Costa
Fernando Alves Da Costa 27.09.2022 10:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Acredito que tem alguma bomba vindo por aí, pois o restante do mundo tá desabando e só o Brasil tá de" boa"! Ou eu tô no Brasil errado!
Marco Antonio Maluf Soler
Marco Antonio Maluf Soler 27.09.2022 10:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
é o fique é. casa radical dos mimizentos...deu no que está aí no mundo.
Giovanni Dos Santos
Giovanni Dos Santos 27.09.2022 10:23
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vc está no Brasil certo, vc é que não sabe o que está falando, pois esse "Brasil de boa" vem sido anunciado, inclusive pelo próprio Paulo Guedes, desde 2019, quando se fecharam os ralos da corrupção por onde nosso dinheiro de pagadores de impostos sumia. Teve até estatal que começou a dar lucro, lembra?
Denis Marques
Denis Marques 27.09.2022 9:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
voo de galinha!!!  assim que acabar o pacote eleiçoes em dezembro ai vamos ver o ipca 15 de janeiro, o mundo desabando lá fora e aqui todo mundo agindo como se fossem os musicos do titanic.......aguardem
cleber garzaro
cleber garzaro 27.09.2022 9:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Bem provável
Marco Antonio Maluf Soler
Marco Antonio Maluf Soler 27.09.2022 9:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
kkkk o ministro da economia DP ladrão ou da anta tá prevendo
Giovanni Dos Santos
Giovanni Dos Santos 27.09.2022 9:53
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Estamos aguardando desde 2018, qdo vc começou a digitar isso todo santo dia.
Eduardo Silva
Eduardo Silva 27.09.2022 9:50
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Os especialistes frustrados com a inflação "oficial", e economia despiorando e eles errando até 2023 kkkk
SÉRGIO FRANCO
SÉRGIO FRANCO 27.09.2022 9:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Que m este site
Gabriel Borges
Gabriel Borges 27.09.2022 9:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É só não entrar aqui, existem outras opções 🥱
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail