Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Mais detalhes

Dívida bruta chega a marca recorde de 90% do PIB em fevereiro

Indicadores Econômicos31.03.2021 12:45
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Banco Central em Brasília

BRASÍLIA (Reuters) - A dívida pública bruta do setor público brasileiro atingiu o patamar recorde de 90% do PIB em fevereiro, impulsionada mais uma vez pelo crescimento da colocação de títulos em mercado pelo Tesouro para cobrir o déficit das contas públicas e também pelo aumento do valor, em reais, do estoque da dívida externa como resultado da desvalorização cambial.

O nível da dívida bruta, indicador fiscal acompanhado mais de perto por analistas, é o maior da série do Banco Central, iniciada em 2006, mostraram dados divulgados nesta quarta-feira pela autoridade monetária, e se compara a uma dívida de 89,4% em janeiro.

No mês passado, o setor público voltou a registrar déficit na sua conta primária --que não inclui receitas e despesas com juros--, após um superávit recorde em janeiro, mês em que tradicionalmente o saldo é positivo.

O déficit primário foi de 11,700 bilhões de reais, bem abaixo do rombo registrado em fevereiro do ano passado (20,901 bilhões de reais) e também inferior ao projetado por analistas em pesquisa da Reuters (23,950 bilhões de reais).

Dados do Ministério da Economia mostraram que as receitas da União cresceram em fevereiro acima das despesas, alavancadas pela recuperação da economia e por arrecadações extraordinárias.

A perspectiva para as contas, no entanto, segue envolta em incertezas, diante do aumento de medidas de fechamento da economia em meio ao agravamento da pandemia no país, da crescente demanda por despesas para o enfrentamento da crise e do imbróglio em torno do Orçamento de 2021, que ainda não foi sancionado pelo presidente Jair Bolsonaro.

No acumulado em 12 meses, o rombo primário equivale a 9,23% do PIB, recuo em relação ao indicador de janeiro, que estava em 9,39% do PIB.

Já as despesas com juros seguiram em alta em fevereiro, totalizando 29,197 bilhões de reais, aumento de 700 milhões de reais sobre fevereiro do ano passado, sob o impacto da aceleração da inflação --que corrige parcela da dívida em títulos-- e do crescimento do próprio estoque da dívida.

A dívida mobiliária (em títulos) em mercado do governo geral aumentou em 116 bilhões de reais em fevereiro sobre janeiro, para 4,494 trilhões de reais, contribuindo para o aumento da dívida bruta total. Já o estoque da dívida externa teve alta de quase 30 bilhões de reais com a desvalorização cambial, a 858,4 bilhões de reais.

(Por Isabel Versiani e Camila Moreira)

Dívida bruta chega a marca recorde de 90% do PIB em fevereiro
 

Artigos Relacionados

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (7)
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 31.03.2021 17:06
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se o desgovenado do CAPETÃO PROCRASTINADOR de vacinas tivesse assinado os contratos ainda lá em em 2020 para receber as vacinas (ENCOMENDADAS) no início desse ano, o Brasil não estaria nesse DESASTRE na SAÚDE. *** Agora, a desculpa é que "não tem vacina"... só se for para o Brasil, porque aqueles que assinaram os contratos em 2020 já estão em PRIMEIRO na fila da vacinação ; )
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 31.03.2021 16:58
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
É melhor JAIR se acostumando com o CENTRÃO do CAPETÃO Nicolás Bolsonaro Maduro *** Enquanto isso, o DÓLAR CARO cada vez mais CARO nessa Venezuela ***
Jose Expedito
Jose Expedito 31.03.2021 16:41
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Seguimos sem reforma administrativa, cheio de privilegios, varios assessores e cargos de confiança... viva o brasil e o nosso presidente Jênio, que luta contra os privilegios kkkk e contra o foro privilegiado...
Joaquim Santos
Joaquim Santos 31.03.2021 15:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Falta uma lideranca nesse pais, pois nao e fique em casa e nem vem pra rua se aglomerar. Um meio termo e consciente mostrando os verdadeiros cuidados tanto com a saude e a economia deveriam ser feitos, pois ambos matam: covid e fome
Victor Mancini
Victor Mancini 31.03.2021 14:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fica em casa e economia a gente ve depois , so que a conta chega e alguem tem que pagar
Ricardo P Silveira
Ricardo P Silveira 31.03.2021 14:33
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Agradeça o teu CAPETÃO PROCRASTINADOR de vacinas que poderia ter assinado os contratos ainda lá em em 2020 para receber as vacinas (ENCOMENDADAS) no início desse ano. *** Agora, a desculpa é que "não tem vacina"... só se for para o Brasil, porque aqueles que assinaram os contratos em 2020 já estão em PRIMEIRO na fila da vacinação ; )
Rodrigo Adriano
Rodrigo Adriano 31.03.2021 11:19
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
O depois chegou
Fabio Piloto
Fabio Piloto 31.03.2021 10:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Fica em casa que tudo se resolve!!!
sida kraveski
sida kraveski 31.03.2021 10:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
verdade Fábio fica em casa e morra de fome seus gado
Alan Alvarenga
Alan Alvarenga 31.03.2021 10:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
, antes da pandemia já havia 14 milhões de desempregados e ninguém estava preocupado com isso....
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Declaração de Riscos: Fusion Media would like to remind you that the data contained in this website is not necessarily real-time nor accurate. All CFDs (stocks, indexes, futures) and Forex prices are not provided by exchanges but rather by market makers, and so prices may not be accurate and may differ from the actual market price, meaning prices are indicative and not appropriate for trading purposes. Therefore Fusion Media doesn`t bear any responsibility for any trading losses you might incur as a result of using this data.

Fusion Media or anyone involved with Fusion Media will not accept any liability for loss or damage as a result of reliance on the information including data, quotes, charts and buy/sell signals contained within this website. Please be fully informed regarding the risks and costs associated with trading the financial markets, it is one of the riskiest investment forms possible.
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail