Últimas Notícias
0
Versão sem anúncios. Atualize sua experiência no Investing.com. Economize até 40% Atualize já

União Europeia busca Brasil para restabelecer negociação do acordo com Mercosul

Economia 16.08.2022 08:15
Salvo. Ver Itens salvos.
Este artigo já foi salvo nos seus Itens salvos
 
© Reuters. Bandeiras da União Europeia na sede da Comissão Europeia em Bruxelas 24/03/2021. REUTERS/Yves Herman

Por Bernardo Caram e Marcela Ayres e Anthony Boadle

BRASÍLIA (Reuters) - Representantes da União Europeia buscaram o governo brasileiro, por meio do Itamaraty e do Ministério da Economia, com o objetivo de avançar nas negociações sobre o acordo com o Mercosul, após longo período de tratativas paralisadas, informaram à Reuters duas fontes com conhecimento do assunto.

O indicativo de reaproximação dos europeus após uma série de entraves para efetivar o acordo é visto no governo brasileiro como um sinal do redesenho das cadeias globais de valor, especialmente após a pandemia e a guerra na Ucrânia, que teria ampliado o poder do Brasil nas negociações.

Desde 2021 a Uniao Europeia vinha falando em enviar uma proposta de carta complementar ao acordo com demandas na área ambiental, em meio ao aumento nos índices de desmatamento na Amazônia que tornaram o governo do presidente Jair Bolsonaro alvo de críticas contundentes no exterior. Essa proposta, no entanto, nunca chegou a ser efetivamente enviada.

Há cerca de duas semanas, integrantes do governo tiveram uma conversa preliminar com emissários do bloco e uma nova reunião está prevista para ocorrer até o fim de setembro para traçar um cronograma de encontros, disse uma das fontes, que é do governo e falou sob condição de anonimato porque os debates são privados.

“Essa discussão estava enterrada, eles voltaram a discutir o acordo entre Mercosul e União Europeia justamente porque precisam de commodities agrícolas, minerais e energéticas, não podem contar mais com a Rússia, há o problema de disrupção da cadeia de suprimentos, excessiva dependência da Ásia”, disse.

Um diplomata europeu confirmou à Reuters a retomada do contato para efetivar uma nova rodada de conversas com o Brasil.

De acordo com a fonte do governo brasileiro, os europeus disseram que estão interessados em ratificar o acordo e os dois lados da mesa discutirão os termos. A previsão dessa autoridade é que a carta com a proposta de compromissos adicionais na área ambiental seja recebida até o fim deste ano.

“O movimento tomou nova dinâmica. Estava paralisado e voltou a andar”, afirmou.

O contato ocorre às vésperas das eleições presidenciais de outubro, com o principal candidato nas pesquisas, o ex-presidente de esquerda Luiz Inácio Lula da Silva, indicando que pediria à UE que reabra as negociações sobre o acordo para adicionar pontos sobre proteção ambiental, direitos humanos e tecnologia.

Membros da atual gestão, por outro lado, acreditam que o acordo de 2019 representa uma concertação de interesses e que reabri-lo, em vez de apenas analisar a carta paralela, levaria a negociação a retroceder substancialmente, disse a fonte do governo.

QUESTÃO AMBIENTAL

Após 20 anos de negociações, o acordo de livre comércio entre Mercosul e União Europeia foi fechado em 2019, no início do mandato de Bolsonaro. A entrada em vigor, porém, depende do aval dos parlamentos dos países, ponto que não avançou diante da pressão dos europeus alegando piora de indicadores ambientais do Brasil.

No mês passado, a parlamentar europeia Anna Cavazzini e dois outros deputados do grupo político Verdes/Aliança Livre Europeia visitaram o Brasil para avaliar a ameaça à Amazônia da mineração ilegal de ouro e da extração de madeira sob Bolsonaro. Ela disse à Reuters que não há como o acordo comercial passar com Bolsonaro no cargo porque seria ruim para o meio ambiente.

O movimento contrário à finalização do acordo, liderado pelo governo francês, colocava a destruição da Amazônia como ponto determinante. Em fevereiro do ano passado, ainda durante a pandemia e antes da eclosão da guerra no leste europeu, embaixadores do bloco afirmavam que o acordo só seria concluído após avanços concretos do Brasil nessa área.

Dados oficiais mais recentes mostram que o desmatamento na floresta amazônica atingiu recorde nos primeiros sete meses deste ano, enquanto o país caminha para o pior período da temporada anual de queimadas.

O fato de emissários da UE terem procurado o Brasil denota, para ala do governo, que a questão ambiental vinha sendo utilizada para retardar a implementação do acordo em nome de interesses protecionistas agrícolas de alguns países do bloco europeu, e que não seria mais determinante.

Em evento na semana passada, o ministro da Economia, Paulo Guedes, disse que a França está se tornando irrelevante para o Brasil, fazendo uma comparação com o aumento da corrente de comércio brasileira com a China.

Ao citar conversa com um ministro francês, ele disse que “é melhor vocês nos tratarem bem, se não vamos ligar o foda-se para vocês”. “Ou eles abrem o mercado para nós, Mercosul, nós, os argentinos... ou eles vão ficar irrelevantes para nós”, acrescentou.

Após a declaração, sem citar Guedes, a embaixada da França em Brasília disse, em publicação em redes sociais, que o país europeu é a terceira economia que mais investe no Brasil, com mais de mil companhias empregando quase 500 mil brasileiros.

 

(Reportagem adicional de Isabel Versiani)

União Europeia busca Brasil para restabelecer negociação do acordo com Mercosul
 

Artigos Relacionados

Brasil envia memorando inicial de adesão à OCDE
Brasil envia memorando inicial de adesão à OCDE Por Agência Brasil - 06.10.2022 4

O processo de adesão do Brasil à Organização para a Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE) teve mais um passo concluído. O governo brasileiro encaminhou ao organismo...

Adicionar comentário

Diretrizes para Comentários

Nós o incentivamos a usar os comentários para se engajar com os usuários, compartilhar a sua perspectiva e fazer perguntas a autores e entre si. No entanto, a fim de manter o alto nível do discurso que todos nós valorizamos e esperamos, por favor, mantenha os seguintes critérios em mente:

  • Enriqueça a conversa
  • Mantenha-se focado e na linha. Só poste material relevante ao tema a ser discutido.
  • Seja respeitoso. Mesmo opiniões negativas podem ser enquadradas de forma positiva e diplomática.
  • Use estilo de escrita padrão. Incluir pontuação e letras maiúsculas e minúsculas.
  • NOTA: Spam e/ou mensagens promocionais ou links dentro de um comentário serão removidos.
  • Evite palavrões, calúnias, ataques pessoais ou discriminatórios dirigidos a um autor ou outro usuário.
  • Somente serão permitidos comentários em Português.

Os autores de spam ou abuso serão excluídos do site e proibidos de comentar no futuro, a critério do Investing.com

Escreva o que você pensa aqui
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
Postar também no :
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Obrigado pelo seu comentário. Por favor, note que todos os comentários estão automaticamente pendentes, em nosso sistema, até que aprovados por nossos moderadores. Por este motivo, pode demorar algum tempo antes que o mesmo apareça em nosso site.
Comentários (18)
Jeferson dos Santos
Jeferson dos Santos 17.08.2022 14:37
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Guedes chutou o balde, a UE amarelou, simples assim!
Davidz
Davidz 16.08.2022 15:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
o grande problema dos europeus é pensar que o resto do mundo ainda são colônias. O seu mercado consumidor já não representão quase nada se comparado ao mercado asiático.Deram tiro no pé quando passaram as suas capacidades produtivas, inclusive as de conteúdos tecnológicos, para a Ásia.Conclusão; não representão mais nada, vivem do passado.
Mantt Newmann
Mantt Newmann 16.08.2022 15:07
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Vc esta pagando para fazer curso de burro ou é oligofrenia?
Osmany Neto
Osmany Neto 16.08.2022 11:04
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
união europeia venha comprar aqui. nós sabemos produzir o que o mundo precisa. Parem de queimar carvão, e fazem menos merda. att, Bolsonaro Jair Messias....
Danilo Fraga
Danilo Fraga 16.08.2022 10:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Os recordes de desmatamento na Amazônia, o desmonte dos órgãos de fiscalização e controle e a orquestração de comentários pró governo, travestidos de um pseudo nacionalismo, todos sabemos que servem somente a CRIMINOSOS, que se locupletam de atividades ilegais que despejam mercúrio nos rios, vendem ipês com mais de mil abos por preços de compensado de madeira e financiam políticos, que matam e morrem pela holding do crime denunciada pelo delegado Saraiva, que assim como todos os delegados que viram na prática o quanto esse governo é criminoso, foram exonerados de suas funções e transferidos para longe do desvendamento dos crimes em série cometidos por essa atual quadrilha que governa o País, que é simbiótica com a outra quadrilha que abriu a porteira para o gado passar. O rebanho aqui muge animado, sem saber que se encaminham para arder nas brasas from hell! Cambada de bandidos e ingênuos com síndrome de Estocolmo, assistam Ciro no Roda Viva ontem e vejam um verdadeiro patriota!#Ciro12
Samuel Cunha
Samuel Cunha 16.08.2022 10:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Falou muito e falou muita mer da.
Jeferson dos Santos
Jeferson dos Santos 16.08.2022 10:43
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Chore mais que tá pouco!
Mantt Newmann
Mantt Newmann 16.08.2022 10:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Graças a um desgoverno corrupto e incompetente, já perdemos milhões do fundo Amazônia. Estamos perdendo mais agu s bilhões nesta negociação bilateral que o Brasil insiste em travar por pura ideologia idiota.
Jeferson dos Santos
Jeferson dos Santos 16.08.2022 10:02
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Ei, o LulaLadrão não é o presidente, atualize-se.
Geraldo Junior
Geraldo Junior 16.08.2022 9:56
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Se eles vierem impor sanções ao Brasil no que diz respeito a floresta amazônica para fechar esse acordo, esrou certo que o governo não irá aceitar, pois as florestas deles está ardendo em chamas, eles estão consumindo carvão que é altamente poluente tendo em vista as restrições do gás da Rússia.Agora o cenário mudou. Eles precisam mais do Brasil e do Mercosul que o Brasil deles.
Ana Paula Rope
Ana Paula Rope 16.08.2022 9:46
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Usinas a carvão, floresta em chamas, compra de gás em rublos. A União Europeia é a uma decadente hipócrita que como disse Guedes, irrelevante para o Brasil.
Valter Grigolo
Valter Grigolo 16.08.2022 9:34
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
as usinas a carvao...todo vapor na Europa....Cadê a Greta e todas ONGs ambientalistas?
Valter Grigolo
Valter Grigolo 16.08.2022 9:26
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Europeus descobriram q não vivem de folha, comida não nasce na prateleira do mercado.
Jackson Budke
ByAndForget 16.08.2022 9:21
Salvo. Ver Itens salvos.
Este comentário já foi salvo nos seus Itens salvos
Os europeus vivem ainda de História, estão completamente falidos, cada dia mais pobres, sem jovens na produção, sem perspectivas de futuro, sem florestas deles, e hoje ainda se sentem deuses e exigem que os outros países que pouparam suas florestas que não cresçam e enriqueçam, pra não serem concorrentes deles. Europeu não deve mais ser ouvido em nada. Estão irrelevantes no mercado internacional. Brasil está coberto de razão, e deixa eles esperniarem e que venham correndo atrás. Pra recalque e dor de cotovelo de muitos aqui.
 
Tem certeza que deseja excluir este gráfico?
 
Postar
 
Substituir o gráfico anexado por um novo gráfico?
1000
A sua permissão para inserir comentários está atualmente suspensa devido a denúncias feitas por usuários. O seu status será analisado por nossos moderadores.
Aguarde um minuto antes de tentar comentar novamente.
Anexar um gráfico a um comentário
Confirmar bloqueio

Tem certeza de que deseja bloquear %USER_NAME%?

Ao confirmar o bloqueio, você e %USER_NAME% não poderão ver o que cada um de vocês posta no Investing.com.

%USER_NAME% foi adicionado com êxito à sua Lista de bloqueios

Já que acabou de desbloquear esta pessoa, você deve aguardar 48 horas antes de bloqueá-la novamente.

Denunciar este comentário

Diga-nos o que achou deste comentário

Comentário denunciado

Obrigado!

Seu comentário foi enviado aos moderadores para revisão
Cadastre-se com Google
ou
Cadastre-se com o e-mail