Garanta 40% de desconto
⚠ Alerta de Balanço! Quais ações estão prontas para disparar?
Veja as ações no nosso radar ProPicks. Essas estratégias subiram 19,7% desde o início do ano.
Não perca a lista completa

Dólar cai ante real com investidores à espera de dados econômicos dos EUA

Publicado 26.02.2024, 17:08
Atualizado 26.02.2024, 17:31
© Reuters. Notas de dólares 
14/06/2022
REUTERS/Florence Lo

Por Fabricio de Castro

SÃO PAULO (Reuters) - O dólar interrompeu nesta segunda-feira uma sequência de três sessões de ganhos e fechou em baixa ante o real, acompanhando o recuo da moeda norte-americana no exterior, com investidores à espera da divulgação de dados sensíveis da economia dos EUA no restante da semana.

O dólar à vista fechou o dia cotado a 4,9821 reais na venda, em baixa de 0,23%. Em fevereiro, no entanto, a moeda norte-americana acumula alta de 0,88%.

Na B3 (BVMF:B3SA3), às 17:22 (de Brasília), o contrato de dólar futuro de primeiro vencimento caía 0,35%, a 4,9800 reais.

Após oscilar em baixa ante o real no início da sessão, o dólar à vista chegou a tocar no território positivo, marcando a máxima de 4,9970 reais (+0,07%) às 10h28. Alguns profissionais citaram remessas ao exterior para justificar o impulso, ainda que momentâneo, nas cotações.

No restante da sessão, no entanto, a influência do exterior voltou a prevalecer: o dólar cedia ante uma cesta de moedas fortes e em relação a boa parte das moedas de exportadores de commodities ou emergentes, com investidores à espera de novos dados sobre a economia norte-americana programados para esta semana.

Entre os números esperados nos EUA estão o Produto Interno Bruto (PIB) do quarto trimestre (segunda revisão), na quarta-feira, e o índice de inflação PCE, na quinta-feira.

“Depois da alta pontual, o dólar voltou a cair com o exterior. Foi o principal fator para as cotações”, comentou o diretor da Correparti Corretora, Jefferson Rugik.

Na cotação mínima do dia, às 11h37, o dólar marcou 4,9710 reais (-0,45%).

A mínima do dia coincidiu com a divulgação, durante evento em São Paulo, do novo programa de hedge cambial do governo para investimentos estrangeiros em projetos sustentáveis no Brasil.

A primeira parte do programa estará relacionada aos derivativos cambiais. O Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) disponibilizará 3,4 bilhões de dólares para operações que forneçam proteção de projetos sustentáveis de prazos mais longos, superiores a dez anos. Caberá ao Banco Central fazer a ponte para que os investidores dos projetos ecológicos no país possam acessar os derivativos cambiais.

A segunda parte do programa diz respeito à disponibilização de recursos por linhas de crédito específicas, também para investimentos sustentáveis.

Durante a entrevista coletiva sobre o programa, o presidente do BC, Roberto Campos Neto, também esclareceu que o hedge cambial por meio de derivativos no âmbito do programa não busca controlar a volatilidade e não se confunde com as operações regulares com swaps que o BC faz (leilões diários).

No caso das operações regulares, segundo Campos Neto, o BC avalia oferecer contratos de swap com prazos um pouco mais longos, de até 18 meses. Hoje as operações costumam ser de até 12 meses.

© Reuters. Notas de dólares 
14/06/2022
REUTERS/Florence Lo

"Quando tivermos coisa mais concreta (sobre swaps de 12 a 18 meses), vamos repassar (ao mercado)", afirmou Campos Neto.

Na manhã desta segunda-feira, o BC vendeu todos os 16.000 contratos de swap cambial tradicional ofertados para rolagem dos vencimentos de abril.

Às 17:22 (de Brasília), o índice do dólar --que mede o desempenho da moeda norte-americana frente a uma cesta de seis divisas-- caía 0,19%, a 103,770.

Últimos comentários

nossa quanta queda kkkkk
Nossa moeda é uma merda
Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.