😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Real é a 6ª moeda que mais desvalorizou no mundo em 2024

Publicado 23.06.2024, 11:25
Real é a 6ª moeda que mais desvalorizou no mundo em 2024
USD/JPY
-
USD/TRY
-
USD/MXN
-
USD/ARS
-
USD/BRL
-
USD/EGP
-
WDOc1
-
USD/NGN I/E
-
DOLc1
-
USD/ARSB
-

O real foi a 6ª moeda que mais se desvalorizou no mundo em relação ao dólar em 2024. A queda, de 11%, só não foi pior que a das moedas de Nigéria (-42,1%), Egito (-35,2%), Sudão do Sul (-31,5%), Gana (-20,9%) e Japão (-11,3%). O levantamento foi feito pelo economista-chefe da Austin Rating, Alex Agostini, a pedido do Poder360.

O estudo considerou 118 moedas no mundo. O dólar se valorizou em relação a 78 divisas neste ano (ou 66% do total). Outras 40 moedas tiveram desempenho melhor que a moeda norte-americana.

A Austin Rating usou a cotação do câmbio Ptax –que é o oficial informado pelo Banco Central– para comparar com a moeda dos Estados Unidos.

Em junho, o real foi até agora a 5ª moeda que mais desvalorizou ante o dólar. Os dados consideram a variação até 6ª feira (21.jun.2024). Caiu 3,7%. Só foi melhor que as moedas de Nigéria (-22,2%), Colômbia (-6,7%), México (-6,6%) e Cazaquistão (-4,1%).

Falas do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) azedaram as negociações no mercado financeiro na semana.

O dólar comercial fechou a R$ 5,44, com alta de 1,10% na semana. O petista disse na 6ª feira (21.jun) que o presidente do BC (Banco Central), Campos Neto, é um adversário político e ideológico. Declarou ainda que a autoridade monetária voltará “à normalidade” no fim do mandato de Campos Neto, em dezembro de 2024.

Investidores avaliam que Lula pode indicar pessoas para o lugar de Campos Neto que não tenham independência com o Poder Executivo nas decisões de política monetária. Sendo assim, o BC poderia ser mais leniente com a inflação alta em um ambiente de juros artificialmente baixos –como já foi registrado no Brasil.

Na 5ª feira (20.jun), o dólar comercial fechou a R$ 5,46, o maior valor desde 22 de julho de 2022, quando encerrou a R$ 5,50.

O BC decidiu ignorar as críticas de Lula e manteve, na 4ª feira (19.jun), a taxa básica, a Selic, em 10,50% ao ano. A manutenção se deu por unanimidade dos diretores da autoridade monetária. Eis a íntegra do comunicado (PDF – 34 kB).

GOVERNO LULA

O real foi a 44ª moeda que mais desvalorizou no mundo durante o governo do atual presidente –de 1º de janeiro de 2023 a 21 de junho de 2024. Caiu 4,1% no período. A Argentina teve a maior queda neste intervalo de tempo, de 80,5%.

Leia mais em Poder360

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.