😎 Promoção de meio de ano - Até 50% de desconto em ações selecionadas por IA no InvestingProGARANTA JÁ SUA OFERTA

Varejo: Onde investir com demanda volátil, segundo o Goldman Sachs

Publicado 05.04.2023, 15:57
Atualizado 06.04.2023, 08:28
© Reuters
GS
-
ARZZ3
-
LREN3
-
PETZ3
-
MBLY3
-

Investing.com – Com juros elevados e inadimplência em alta, o ambiente para as companhias do setor de varejo ainda requer atenção. A demanda por bens duráveis ​​começou o ano com uma surpresa positiva e um ambiente menos competitivo para as varejistas diante da crise contábil da Americanas, além de alterações tributárias que reduzem a diferença de preços entre os canais on e offline, segundo relatório do banco Goldman Sachs (NYSE:GS). No documento divulgado aos clientes e ao mercado, o GS recomenda a compra das ações da companhia de vestuário Lojas Renner (BVMF:LREN3) e da empresa voltada aos itens para animais de estimação Petz (BVMF:PETZ3) diante de um cenário ainda instável para o setor como um todo.

Recomendações

O banco projeta que a Renner eleve sua receita líquida de varejo em cerca de 7% ao ano neste primeiro trimestre de 2023, mesmo diante de um cenário de descolamento de marcas de alto padrão, como Arezzo (BVMF:ARZZ3), cuja projeção de crescimento estaria em torno de 24%. O preço-alvo para a Renner, no entanto, passou de R$32 para R$31.

Em relação à Petz, que também conta com classificação de compra para os papéis, o GS estima receita líquida/EBITDA para 2023 5% menor, pois a companhia tende a assumir uma postura mais conservadora nas vendas, visando maior rentabilidade. O banco também reduziu o preço-alvo, passando de R$8,6 para R$8.

Para a Mobly (BVMF:MBLY3), a recomendação é neutra, com expectativas de receita líquida para este ano em baixa de 18% após a incorporação da perda de vendas reportada no 4T22. O novo preço-alvo de 12 meses para o papel é de R$ 2,5, contra os R$ 2,9 anteriores.

Cenário do varejo

De acordo com os analistas Irma Sgarz, Felipe Rached e Gustavo Fratini, os dados do varejo de fevereiro teriam sofrido com a volta do Carnaval e março teria iniciado em melhora, mas “as temperaturas mais quentes do que o normal logo pesaram no apetite das consumidores pelas coleções de meia-estação/outono que chegaram às lojas final de fevereiro/início de março”, detalha o Goldman.

"Acreditamos que essa tendência volátil, com demanda mais vulnerável do que o habitual a efeitos pontuais, reflete um consumidor que permanece pressionado pela alavancagem e pela inflação de alimentos", completa o banco. O GS avalia que os consumidores estão resistentes às altas nos preços, entre eles de vestuário, que subiram 29% desde o início de 2020.

Últimos comentários

Instale nossos aplicativos
Divulgação de riscos: Negociar instrumentos financeiros e/ou criptomoedas envolve riscos elevados, inclusive o risco de perder parte ou todo o valor do investimento, e pode não ser algo indicado e apropriado a todos os investidores. Os preços das criptomoedas são extremamente voláteis e podem ser afetados por fatores externos, como eventos financeiros, regulatórios ou políticos. Negociar com margem aumenta os riscos financeiros.
Antes de decidir operar e negociar instrumentos financeiros ou criptomoedas, você deve se informar completamente sobre os riscos e custos associados a operações e negociações nos mercados financeiros, considerar cuidadosamente seus objetivos de investimento, nível de experiência e apetite de risco; além disso, recomenda-se procurar orientação e conselhos profissionais quando necessário.
A Fusion Media gostaria de lembrar que os dados contidos nesse site não são necessariamente precisos ou atualizados em tempo real. Os dados e preços disponíveis no site não são necessariamente fornecidos por qualquer mercado ou bolsa de valores, mas sim por market makers e, por isso, os preços podem não ser exatos e podem diferir dos preços reais em qualquer mercado, o que significa que são inapropriados para fins de uso em negociações e operações financeiras. A Fusion Media e quaisquer outros colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo não são responsáveis por quaisquer perdas e danos financeiros ou em negociações sofridas como resultado da utilização das informações contidas nesse site.
É proibido utilizar, armazenar, reproduzir, exibir, modificar, transmitir ou distribuir os dados contidos nesse site sem permissão explícita prévia por escrito da Fusion Media e/ou de colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo. Todos os direitos de propriedade intelectual são reservados aos colaboradores/partes fornecedoras de conteúdo e/ou bolsas de valores que fornecem os dados contidos nesse site.
A Fusion Media pode ser compensada pelos anunciantes que aparecem no site com base na interação dos usuários do site com os anúncios publicitários ou entidades anunciantes.
A versão em inglês deste acordo é a versão principal, a qual prevalece sempre que houver alguma discrepância entre a versão em inglês e a versão em português.
© 2007-2024 - Fusion Media Limited. Todos os direitos reservados.